Como a Disney se tornou o maior templo de entretenimento do mundo

Com novos recordes sendo quebrados, a Disney se mostra invencível

"Pantera Negra" atingiu a marca de US$1 bilhão na bilheteria mundial. Assim, o longa se tornou o quinto filme da Marvel Studios a ultrapassar a marca ao lado de "Vingadores", "A Era de Ultron", "Homem de Ferro 3" e "Capitão América: Guerra Civil". Além da arrecadação gigantesca, o filme também alcançou o recorde de "Avatar" ao ficar cinco finais de semana em primeiro lugar nos EUA.

Por atingir tais números, "Pantera" provou que filmes com protagonistas negros conseguem fazer sucesso. Esse feito provou que as massas querem filmes conscientes, culturais, fora da caixa; e também provou que a Disney é a maior e mais bem-sucedida no ramo do entretenimento mundial.

Além da Marvel Studios, a casa do Mickey também tem em sua bagagem grandes estúdios e emissoras como Lucasfilm, Pixar, ABC, Freeform ("Pretty Little Liars") e ESPN; fora os parques e resorts na Flórida e Califórnia, além da gravadora Hollywood Records


Para colocar a cereja no bolo, a Disney também comprou os segmentos de cinema e televisão da Fox por US$ 52 bilhões. Caso a compra seja aprovada, "X-Men", "Quarteto Fantástico", "Avatar", "Os Simpsons", "American Horror Story", 30% de sociedade na plataforma de streaming Hulu, "Planeta dos Macacos", a franquia "A Era do Gelo", e muito mais passarão a pertencer a gigante.

Imagine as inúmeras formas que a Disney poderá monetizar essas propriedades no futuro: sequências de filmes, spin-offs, séries de TV, brinquedos em parques de diversão, desenhos animados e action figures. A lista é tão grande quanto o crescimento da empresa.

Independente de todas essas aquisições e projetos, o que realmente faz com que a Disney seja a maior e mais bem-sucedida empresa mundial de entretenimento é sua alma e visão estratégica. Cada aquisição externa da empresa, cada novo projeto, é uma jogada calculada para expandir sua marca para novos horizontes e adicionar mais propriedades intelectuais que se encaixem perfeitamente com os valores da empresa: nostalgia, positividade e sonhos.


É por isso que em 2009 a Disney comprou a Marvel por meros US$4.24 bilhões, quando a casa dos super-heróis estava prestes a ir a falência devido a crise econômica da época. Já em 2006, a Disney identificou uma necessidade econômica no modelo empresarial da Pixar de ter alguém para promover, financiar e distribuir seus filmes, comprando-a por US$7.4 bilhões. 

Com essa aquisição, considerada uma das mais bem-sucedidas na história da Hollywood, a Disney levou a Pixar aos seus melhores anos, provendo os recursos necessários para ambos estúdios eventualmente lançarem filmes que marcaram a história da animação. Steve Jobs, na época CEO do estúdio de animação, disse:

Nossa parceria com a Disney tem provavelmente sido a mais bem-sucedida parceria na história de Hollywood, e foi a melhor coisa que já aconteceu com a Pixar. Nós não estaríamos aqui hoje sem isso.

Através dos novos filmes, seja de animação ou de super-heróis, a empresa atinge novos feitos, quebra recordes, e, acima de tudo, deixa um impacto em nossa sociedade mundial; seja este cultural ou meramente social. Vimos isso acontecer com o empoderamento feminino de "Frozen", o debate racial e cultural de "Pantera Negra", os avanços tecnológicos na animação de "Toy Story" e "Enrolados", os recordes financeiros quebrados pelos filmes dos Vingadores, e os premiados efeitos visuais nas produções de "Stars Wars".

Cada marca e título sob as asas da empresa é catapultado para alturas espaciais. O resultado? Reconhecimento e adoração mundial, sucesso financeiro e crítico, praticamente garantido, para cada novo projeto. E, por fim, um universo criativo do qual todos querem fazer parte; tanto figurativo  quanto físico e material.

Por mais saturada e diversa que a indústria do entretenimento seja, não existe comparação. Não existe a mesma magia, sensação, identificação. É por isso tudo que hoje a Disney é o maior templo de entretenimento do mundo. 

Como a Disney se tornou o maior templo de entretenimento do mundo Como a Disney se tornou o maior templo de entretenimento do mundo Reviewed by Vitor Bourguignon on 3/21/2018 01:00:00 PM Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.