Reprodução/Divulgação Seu empresário na época, o rapper Jay Z incentivou que a artista aceitasse a proposta que, obviamente, foi negada.

Após Super Bowl, M.I.A. revela que NFL queria os direitos por todos seus lucros pelo resto da vida

Seu empresário na época, o rapper Jay Z incentivou que a artista aceitasse a proposta que, obviamente, foi negada.
Uma das artistas mais influentes dos últimos anos, a rapper M.I.A. estreou neste ano um documentário sobre sua carreira, “MATANGI / MAYA / M.I.A.”, e apesar de não aprová-lo como um todo, aproveitou seu lançamento para contar um pouco mais sobre o que não sabíamos sobre a sua carreira e perspectiva da indústria, incluindo o bizarro episódio dela com o Super Bowl.

Pra quem não lembra, a voz de “Bad Girls” foi uma das atrações convidadas para o show do intervalo de 2012, com Madonna, mas terminou no centro de uma discussão pra lá de conservadora, que acabou nas mãos da justiça americana, após mostrar o dedo do meio durante a apresentação. Como se esse realmente fosse um dos maiores problemas para um país como os EUA.



Agora, a rapper revelou que, antes do processo que a custou US$16 milhões, chegaram a oferecer um acordo no qual ela deveria ceder TODOS os seus ganhos pelo resto de sua vida, desde que recebesse mais que US$2 milhões. Seu empresário naquela época, o rapper Jay Z incentivou M.I.A. a aceitar a proposta que, obviamente, foi negada.

Se falarmos sobre racismo e sexismo, esse momento da minha vida mostrou as falhas em todos que conhecia. Eu estava na Roc Nation nessa época e Jay Z era meu empresário. O processo era tão ridículo, eles propuseram que deveriam ficar com 100% dos meus ganhos pelo resto da minha vida, se eu ganhasse mais de 2 milhões de dólares. Jay Z disse, tipo, ‘você deveria assinar essa merda’, e eu falei, ‘não’.

Em tom mais descontraído, a artista brinca sobre a possibilidade da NFL processá-la por trazer esse assunto de volta:

Era um dedo do meio, tipo, ca**lho, relaxa aí. As pessoas diziam coisas como, ‘oh, você é tão sortuda por não estar na cadeia, desista de tudo o que conquistou, seja uma escrava pelo resto de sua vida’”, e então ela faz uma pausa. “Meu Deus, eu espero que a NFL não me processe de novo por falar sobre isso.

Pelo Twitter, M.I.A. pediu pra que seus fãs lessem a entrevista antes que ela saísse do ar, provavelmente esperando alguma medida de censura por conta dos assuntos e nomes tocados durante a conversa.



Atualmente em circuito por festivais, o doc “MATANGI / MAYA / M.I.A.” ainda não possui previsão de lançamento para o público geral, mas deve chegar aos meios digitais ainda este ano. O último trabalho musical da rapper foi o disco “AIM”, lançado em 2016.