Atualização: A tal nova versão de “Sweet Dreams”, da Beyoncé, não era oficial

Oi, Sasha, sumida!

[ATUALIZAÇÃO] Segundo representantes da cantora, esse remix não se trata de um lançamento oficial e, até o momento, ainda não sabem qual foi a sua origem. Blue Ivy, o que a Bey já te falou sobre mexer no celular da mamãe, hein?

Matéria original:

Taí um comeback inesperado. Diretamente de 2008, quem ressuscitou na manhã desta quinta-feira (22) foi ninguém menos que Sasha Fierce, um dos alter-egos mais icônicos de Beyoncé, nascido numa fase de sua carreira em que a cantora ainda estava se aperfeiçoando visualmente e, felizmente, nos entregou alguns de seus melhores trabalhos.

Esse revival aconteceu com exclusividade no Tidal, pra variar, e rendeu uma releitura do single “Sweet Dreams”. Um bom indicativo para sonharmos alto com esse retorno surpresa, esperamos.

Ouça:


“Sweet Dreams” foi o sexto single de Beyoncé nesta era, que ainda contou com hits como “Single Ladies”, “If I Were a Boy”, “Diva” e a música que encerrou todos os seus shows desde então, “Halo”. Será que teremos outras releituras?

Sempre em estúdio, falar de Beyoncé e “surpresa” numa mesma frase chega a ser redundante, então o combinado é ninguém se impressionar se a cantora surgir do dia pra noite com o melhor disco do ano, apesar dele terminar não ganhando um Grammy por isso, como de costume.

O último trabalho da cantora foi o álbum visual “Lemonade”, que contou com a colaboração de Jack White e Kendrick Lamar, além de algumas das melhores músicas de toda a sua carreira.

Não sabemos sobre a Beyoncé, mas a Sasha Fierce está de volta.

Atualização: A tal nova versão de “Sweet Dreams”, da Beyoncé, não era oficial Atualização: A tal nova versão de “Sweet Dreams”, da Beyoncé, não era oficial Reviewed by Guilherme Tintel on 2/22/2018 12:02:00 PM Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.