A "Aurora" de Bea Miller é de todas as cores em seu novo disco

O projeto, iniciado com os EPs, "Blue", "Red" e "Yellow", chega ao seu fim da melhor maneira possível: em forma de álbum.

Em 2017, Bea Miller começou um projeto diferente. Ao invés de lançar um disco completo, ela lançou EPs, cada um com 3 músicas e temas que se conectavam, para contar uma história de superação. Nesta sexta-feira (23), o projeto chega ao seu fim da melhor maneira possível: em forma de álbum.

Os EPs, chamados de "Blue", "Red" e "Yellow", levam em seus nomes cores que representam sentimentos vividos por ela em uma das piores fases de sua vida. O azul fala da tristeza e dor da inércia, o vermelho da crescente necessidade de fazer algo para mudar isso, enquanto o amarelo traz um clima de renascimento e esperança. Chamado de "Aurora", palavra usada para descrever o nascer da manhã, antes do sol chegar, seu novo disco une os três primeiros materiais, com direito a cinco novas canções, e finaliza a história.



Produzida por Oak Felder, nome por trás do "Tell Me You Love Me", de Demi Lovato, "Motherlove", a primeira das novas músicas, traz a temática de amor próprio, já abordada em "S.L.U.T.", mas vai mais fundo. Agora, Bea fala sobre não precisar de cara nenhum, porque ela pode muito bem se amar, no sentido figurado e físico da coisa. Uma mistura de Dua Lipa com um pouco da atitude de Charli XCX em sua "Body Of My Own". 

"Outside" é a irmã de "Repercussions", uma das melhoras músicas previamente lançadas, e fala da forma mais divertida e relacionável sobre aquelas coisas medíocres que, na verdade, não importam tanto assim, enquanto "Girlfriend" é uma versão adolescente do que vimos Demi fazer em seu último disco, com direito a frase "eu não quero ser sua garota, eu só quero brincar com seu cabelo", que fica imediatamente na sua mente. 

"Bored" é sobre tomar o próximo passo em um relacionamento e acabar com o tédio da espera, tudo isso em meio a uma sonoridade que nos lembra imediatamente Selena Gomez e sua "Hands To Myself". Pra fechar, "Crash&Burn", uma faixa com a cara da Halsey sobre encontrar aquela pessoa que realmente entrar na nossa vida, da melhor maneira possível.

E se o fato das cinco novas músicas serem tão boas quanto as anteriormente lançadas já não fosse algo ótimo, ouvir o disco completo faz com que tudo, incrivelmente, fique ainda melhor.



Mais do que azul, vermelho e amarelo, Bea Miller criou uma aurora de todas as cores e sentimentos, que representa perfeitamente com seu público jovem e traz uma mensagem esperançosa: depois da noite, a manhã chega, e aí, então, tudo estará bem. 

A "Aurora" de Bea Miller é de todas as cores em seu novo disco A "Aurora" de Bea Miller é de todas as cores em seu novo disco Reviewed by Nathalia Accioly on 2/23/2018 02:06:00 AM Rating: 5

0 COMENTÁRIOS

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.