Superstar: Malta vence primeira temporada de reality show da Globo; confira quais foram nossas impressões sobre o programa!

Não é de hoje que o público brasileiro é chegado em reality shows musicais e no histórico da tevê nacional, temos os programas Fama e Po...

Não é de hoje que o público brasileiro é chegado em reality shows musicais e no histórico da tevê nacional, temos os programas Fama e Popstar, que revelaram artistas como o Thiaguinho e os grupos Rouge e Br'Oz, mas enquanto os selos nacionais ainda buscam por formas de estabilizarem os nomes revelados por esses programas (alguém sabe o paradeiro da Ellen Oléria?), a Globo parece empenhada em fazer o formato funcionar por aqui e, passada uma segunda temporada bem-sucedida do The Voice, investiram numa nova produção, chamada Superstar.

Momento Wikipédia

Baseado no israelense (!!!) "Rising Star", o novo programa da Globo tem como principal atrativo a forte interação com o público, que vota em suas apresentações favoritas da platéia e de casa, por meio de um aplicativo para smartphones. O formato em si consiste em um palco que separa a banda da plateia por um muro e este só é erguido, permitindo maior visibilidade, quando o artista atinge um determinado número de votos, conquistando também a aceitação dos jurados. 

Enquanto o The Voice contou com uma bancada formada por Claudia Leitte, Carlinhos Brown, Lulu Santos e Daniel, o Superstar veio com Ivete Sangalo, Fábio Jr. e Dinho Ouro Preto, além de um reforço com Fernanda Lima e o super carismático André Marques como apresentadores e diversas figuras conhecidas do Projac espalhadas pela plateia. Não tinha como ser mais funcional. Durante as apresentações, acompanhávamos então a reação desses famosos e, obviamente, o público de casa terminava de certa forma influenciado, enquanto, quando questionados, esses artistas não hesitavam em revelar o nome dos seus favoritos.

A Grande Final

A grande final da primeira temporada do Superstar aconteceu neste domingo (06) no Rio de Janeiro e, a convite da Ford, que é a patrocinadora oficial do evento, a gente foi conferir o programa bem de perto, literalmente, lá do Projac. Pra quem não estava acompanhando, as bandas finalistas foram Suricato, Jamz, Malta e Luan e Forró Estilizado, possuindo todas estilos beeem singulares — Suricato soava meio Mumford and Sons, Jamz estava entre Jota Quest e Pharrell Williams, Malta com um rock emotivo e vocal que nos remete ao Nickelback/Imagine Dragons e Luan e Forró Estilizado com algo meio Gusttavo Lima — e para a final, construindo todo um clima de suspense, dividiram então o programa em dois blocos de votações, sendo que o primeiro eliminaria duas bandas e o segundo revelaria a grande vencedora.

Infelizmente, a nossa favorita deixou o programa cedo. Suricato foi a menos votada do primeiro bloco, acompanhando Luan e Forró Estilizado na eliminação. A banda apresentou uma versão para "Born To Be Wild" do Steppenwolf e, taquepariu, mandaram bem demais. Mas o público não curtiu muito. Vai entender.



Com o primeiro corte, sobrou para Jamz e Malta se digladiarem pelo tão desejado título de banda vencedora, mas já estava meio óbvio qual seria o resultado. Por mais que Jamz trouxesse um apelo pop classudo demais em suas apresentações — sua passagem pelo programa contou com covers para Pharrell Williams, Justin Timberlake, Amy Winehouse, Bruno Mars e, na grande final, Avicii e Michael Jackson! —, Malta parecia ser não só a favorita do público, mas também da produção, e os números comprovaram a aparência, com os rapazes explodindo o termômetro no momento da votação e logo em seguida a plateia indo a loucura.



Reveja a apresentação de Jamz com "Wake Me Up"

Durante sua passagem pelo programa, a banda vencedora apresentou em sua maioria músicas autorais e conquistou o público pelos vocais roucos de Bruno Boncini, que não duvidaríamos caso surgisse cantando o tema do próximo Big Brother. Sem tempo a perder, principalmente num mercado tão instável quanto do rock nacional (Dinho Ouro Preto, da Capital Inicial, Tico Santa Cruz, do Detonautas, e Lucas Silveira, da Fresno, marcaram presença na final e não nos deixam mentir), eles já anunciaram que estão em estúdio e agora o negócio é aproveitar ao máximo o timing, principalmente pra ver até aonde dura esse favoritismo conquistado durante o programa — e  manter distância do Rick Bonadio, o que é sempre bom.



Reveja a apresentação da Malta com a canção "Memórias"

Quanto as outras bandas, também ficamos na torcida para que apresentem material novo o quanto antes, pois se chegaram até a final, potencial elas possuem, sem dúvida alguma. Jamz tem, inclusive, uma relação próxima com o vencedor da segunda temporada do The Voice, Sam Alves, e com a nossa querida Jullie, então também não acharíamos ruim se estreitassem esses laços em estúdio, enquanto a Suricato já pode começar a pensar no "Babel" nacional. Mal podemos esperar. Rs.

Por fim, o resultado final desta experiência do Superstar no Brasil foi bem satisfatório. No início, o programa ainda teve algumas reviravoltas estranhas, com regras que sofriam mutações quase que ao vivo, favorecendo e desfavorecendo algumas bandas, mas com o tempo o formato ficou mais estável, chegando no que conferimos pessoalmente nesta final. As votações pelos aplicativos, ainda que sejam um dos principais atrativos, também despertam certa curiosidade por sua suspeita intransparência, mas aí entramos em questões conspiratórias, também presentes em discussões sobre o Big Brother, The Voice, A Fazenda e qualquer outro reality que conte com a participação direta do público, então vai do telespectador confiar ou não na emissora.

Superstar já está confirmadíssimo na programação da Globo em 2015, mas é esperado que conte com uma mudança nos seus dias de exibição, deixando as noites de domingo para assumir a audiência das terça-feiras, logo após a novela das oito (que, de fato, é exibida às nove). As inscrições já estão abertas no site da emissora e para participar basta ter 16 anos ou mais e uma banda com, no mínimo, três integrantes. O blogueiro que vos fala já montou a dele.

Aproveitando, também queremos agradecer a Ford pelo convite. Foi tudo sensacional mesmo e esperamos poder repetir a parceria o quanto antes.