Overdose | Uma das franquias mais lucrativas do cinema está de volta! Confira algumas novidades de 'Transformers: A Era da Extinção'!

Em 1984 surgia a primeira série animada de Transformers, trazendo consigo toda a história dos famosos robôs e a carga de promover a ven...

Em 1984 surgia a primeira série animada de Transformers, trazendo consigo toda a história dos famosos robôs e a carga de promover a venda dos brinquedos da Hasbro, chegando aqui no Brasil três anos depois. Virando uma verdadeira febre, os brinquedos ganharam novas séries, mangás (ainda em produção), histórias em quadrinhos, e é claro, filmes! Em 1986 era lançado "Os Transformers: O Filme", e mais de vinte anos depois chega nas telonas "Transformers", com direção assinada por Michael Bay, dando início à uma das franquias mais lucrativas do cinema.


O primeiro longa em live-action da franquia faturou 709,7 milhões de dólares no todo mundo, rendo depois mais dois longas bem controversos. Porém ambos fizeram um sucesso tremendo (o terceiro chegando na casa do bilhão). Ué, os filmes não eram ruins?

ENFIM, as pessoas gostando ou não, "Transformers" veio para ficar, chegando com seu quarto longa, com um elenco completamente novo, e uma nova roupagem para os robôs. Parece um reboot, mas não.

"Transformers: A Era da Extinção", se passa quatro anos depois dos eventos do terceiro filme. Após o desaparecimento dos Autobots e Decepticons da Terra, um grupo de cientistas, buscando aprender com as invasões dos Transformers no passado, acabam passando dos limites, fazendo com que a tecnologia conseguida fique fora de controle e ao mesmo tempo, uma nova ameaça pode dar um fim (mais uma vez) a Terra.


O grande destaque do filme é a primeira aparição dos fantásticos dinobots (provavelmente a criança dentro de você irá surgir quando ver Optimus Prime montado em tiranossauro rex)! Esses dinobots são simplesmente robôs que ao invés de se transformarem em carros, tornam-se dinossauros. Eles foram criados como uma segunda alternativa para deter um inimigo extremamente forte. Porém, cansados de serem chamados apenas quando necessário, eles se libertam dos autobots (detalhe, os dinobots odeiam eles) e decidem lutar por si próprios. No longa teremos 5 dinossauros diferentes: Grimlock (o lider e um t-rex), Strafe (pteranodonte de duas cabeças), Slash (velociraptor), Crosshairs, Scorn (espinossauro) e Slug (tricerátopo).

Aaaah, Michael Bay quase que não volta para o quarto longa, mas após ver uma legião enorme de fãs em uma espécie de exposição com elementos da franquia, decidiu voltar. Tá, mas e daí? Só queríamos contar.

Os dinobots não são a única novidade em "Transformers 4"! Praticamente TODO o elenco foi mudado por motivos desconhecidos. E para falar que não foi um mudança drástica, apenas os dubladores dos robôs permaneceram. Mentira, só o dublador do Optimus Prime ficou. Ao invés de Shia LaBeouf, agora temos Mark Wahlberg (personagem diferente tá?) o que pode trazer algo mais interessante, já que Mark pende mais para ação e aventura do que Shia. Sem Megan Fox/Rosie Huntington-Whiteley, Nicola Peltz ("Bates Motel") se torna nossa nova "mocinha". E temos a adição de Jack Reynor ("De Repente Pai"), só para fazer par com Nicola.

A franquia está longe de querer trazer algo mais maduro, e como Michael Bay disse: "É apenas entretenimento". Porém, Bay deve tomar muito cuidado, pois ela pode acabar virando algo apenas para os fãs, e eles não conseguirão sustentar mais de um bilhão em bilheteria. Tá na hora de inovar. Trazer os dinobots foi algo genial, mas será que conseguirá fazer com que o filme se torne menos massivo? Adoramos blockbusters (quem não?), mas estamos ficando cansados de ver o mesmo longa todo ano, apenas com um título diferente!