V.N.P.D.S.S.: Usher defende Justin Bieber após vídeo com piada racista cair na internet

O cantor Justin Bieber não se mostrou muito amigável quando foi questionado sobre seu antigo mentor, Usher, durante um depoimento vaz...

O cantor Justin Bieber não se mostrou muito amigável quando foi questionado sobre seu antigo mentor, Usher, durante um depoimento vazado pelo site TMZ, em que afirma ter o cantor de "Good Kisser" como "um nome familiar", mas você não pode dormir sem saber que Usher, um dos maiores responsáveis pela ascensão do canadense, não guardou remorsos e, na primeira oportunidade, protegeu Bieber das recentes acusações de racismo, que chegaram a internet logo após um vídeo vazado, onde o cantor, há alguns anos, se mostra bem adepto ao ~humor negro~.

Em seu Instagram, Usher publicou uma foto antiga ao lado de Bieber e afirma o quão infeliz foi o vazamento deste vídeo agora, mas que ele apenas mostra segundos de um garoto que ainda não tinha consciência dos efeitos que poderiam ser causados por tais palavras e que Bieber não é, definitivamente, uma pessoa racista. Confira o texto na íntegra abaixo:
"Eu sou uma pessoa que apoia o crescimento e entende sem julgamentos que ele muitas vezes vem como um resultado de dor e esforço contínuo. Como eu acompanhei Bieber navegar por águas difíceis, como um rapaz jovem, posso contar a vocês que ele nem sempre escolheu o caminho em que dava o melhor de si, mas ele não é sem dúvida alguma racista. O que ele era há 5 anos era uma criança ingênua que não entendia o poder de negatividade e degradação em brincar com insultos raciais. O que ele é agora é um cara jovem de frente com uma oportunidade de se tornar o melhor de si, um exemplo pra que as milhões de crianças que o seguem não repitam os mesmos erros", disse Usher.
Devido a polêmica, Justin também se manifestou sobre as acusações, se desculpando e afirmando que, na melhor das hipóteses, ao menos se responsabiliza por seus atos, ciente do número de pessoas que termina alcançando e, consequentemente, influenciando.

Pra falar a verdade, para nós toda a polêmica é um pouco desnecessária. De certo, o moleque falou merda e, havendo o cunho racista, não tem porque a piada ser engraçada, mas na época em que o vídeo foi gravado, Bieber era mesmo bem mais novo e, querendo ou não, estava rodeado por pessoas que, aparentemente, estavam dispostas a rir e apoiar essa postura, o que terminava incentivando-o a brincar com isso. Hoje fica bem claro que isso pouco o ajudou a se tornar um cara melhor, mas cair em cima do menino por uma merda dita há tanto tempo é um pouco sacanagem, a parte boa é que, ainda que agora tudo isso já soe fora de contexto, ele se mostrou disposto a pedir perdão. Cabe a nós assumir o papel maduro da vez e aceitá-las, evitando o mimimi, o que é sempre uma opção.

Atualmente, Usher prepara o lançamento do seu novo disco, sucessor do "Looking 4 Myself", enquanto Bieber também está em estúdio, gravando o sucessor do "Journals", que já contou com uma amostra revelada na internet.