A gente assistiu ao show da Sky Ferreira em São Paulo e só culpamos ela mesma por como foi foda!

A Copa do Mundo começa oficialmente nesta quinta-feira, 12 de junho, mas olha, pra gente a abertura foi ontem, aqui em São Paulo, no ...

A Copa do Mundo começa oficialmente nesta quinta-feira, 12 de junho, mas olha, pra gente a abertura foi ontem, aqui em São Paulo, no Cine Jóia, e a atração principal não foi Jennifer Lopez, Shakira, nem Claudia Leitte, mas sim a cantora nova-iorquina Sky Ferreira que, a convite do Club NME Brasil, retornou ao país para ver o estrago que nos fez com seu disco de estreia, "Night Time, My Time".



Passado tanto tempo desde a sua primeira vinda, Ferreira encontrou um cenário bem diferente, agora com um público mais sólido e disposto a mostrar saber de cor todo seu álbum, e pareceu muito satisfeita com isso, não negando retribuir o carinho em meio a sorrisos, brincadeiras no palco, um "obrigado" mal ensaiado e muita interação com a plateia.



O repertório não poderia ser melhor. Os momentos mais animados ficaram para os singles "I Blame Myself" e "You're Not The One", além daquela que precisa ser single, "Nobody Asked Me (If I Was Okay)", mas ainda sobrou espaço para as canções do EP "Ghost", lançado em 2012, e, pera!, ELA NÃO VAI CANTAR "EVERYTHING IS EMBARASSING"?! Pode voltar aqui, dona Sky. Ufa, ufa, ela voltou. Antes de encerrar o show, a cantora fingiu deixar o palco sem cantar um dos seus maiores sucessos, mas logo voltou para atender os fãs, que gritavam o título da música ("Everything Is Embarassing!, Everything Is Embarassing!, Everything Is Embarassing!, Everything!, Everything!"), mas tudo por charme mesmo, porque mais tarde tivemos acesso a setlist e adivinha qual música fechava o show? Rs.



A nova Madonna, "it girl" de toda uma geração, é mesmo sensacional. Faz um pop alternativo sujo, mas cheio de refrões grudentos, em meio a sintetizadores "de garagem" e muito rock, também aplicado ao seu visual que, agora com os cabelos pretos, lembra bastante a Joan Jett (ou a Kristen Stewart interpretando a Joan Jett em "The Runaways", que seja). Em seu disco de estreia, um dos melhores do ano passado, ela fez valer a espera de todos que a acompanhavam e apostavam em seu trabalho desde 2010 e, na primeira oportunidade de conferir um show seu pessoalmente, comprovamos que a proposta também funciona muito bem ao vivo, não nos surpreendendo quando a temos atraindo artistas mais famosos, como a Miley Cyrus, que a convidou para abrir os shows da Bangerz Tour.



Por fim, seria bacana se a produção tivesse trabalhado algo em relação aos fãs (tarde de autógrafos, meet and greet ou algo do tipo), mas ficamos bem satisfeitos com o que tivemos e gratos por recebê-la por aqui outra vez, além de esperarmos, com toda a sinceridade do mundo, ter tirado a má impressão deixada pela entrevista medíocre daquele talk show "humorístico".