Especial #NovoLollaBR, Vitrola: só indicações lindas e cremosas da line-up do evento!

Sim, o Vitrola sumiu. Mas foi só pra deixar ...


Sim, o Vitrola sumiu. Mas foi só pra deixar aquele gostinho de saudade! E é com muito amor que o It Pop volta a sugerir algumas canções para que nossos leitores possam degustar um pouco mais do melhor do pop, indie, rock, dance, samba, funk, ou seja, o que vocês quiserem. Nem tanto. E para mostrar que voltamos com tudo, o primeiro Vitrola do ano é mais do que especial: só com nomes que vão brilhar MUITO no Lollapalooza esse ano. Preparem os olhos que vem muito brilho por aí: 

Primeiramente, digo que tive uma grata surpresa em relação à primeira canção que será citada aqui. Eu estava caçando na internet alguma coisa nacional que chamasse a minha atenção. Descobri um tal de Silva, torci o nariz e resolvi arriscar. E digo sem dúvidas que foi uma prazerosa experiência conhecer o trabalho do cara. Seu primeiro álbum, chamado "Claridão", traz uma sonoridade experimental, carregada de sintetizadores e bastante agradável, conseguindo deixar um ar nostálgico entrelaçado a uma aventura lírica muito interessante. É uma mistura de sons, épocas e histórias. Das que mais gostei, deixo aqui a segunda faixa, entitulada "Falando Sério". Silva se apresentou recentemente no X-Factor Portugal e tem conquistado inúmeros fãs (estou me incluindo). Seu novo álbum, "Vista pro Mar", produzido por ele mesmo, tem data de lançamento marcada para dia 17 de Março.


Nossa próxima indicação é uma produção sensacional de 2010, mas que podemos ouvir sem enjoar pela eternidade. Kid Cudi e MGMT fizeram uma combinação inusitada e improvável, mas que funcionou muito bem. Com batidas um tanto hipnóticas e repetitivas, Ratatat, um grupo de produtores de NY, especializados em música experimental, envolvendo eletrônico, rock e sintetizadores, conseguiram nos viciar em "Pursuit of Happiness". Ouça:


Outra atração do Lollapalooza é a banda Arcade Fire. Com um poder lírico de dar inveja, fica difícil indicar apenas uma canção, mas escolhemos "The Suburbs". É uma produção sobre o cotidiano, sobre a rotina melancólica de uma sociedade a beira do caos, que apresenta sinais de uma decadência moral. O simples ficou complicado demais, e tudo é feito com muita pressa. Com uma sonoridade retrô, o amor e a inocência da juventude representam uma arma contra o sistema esmagador. Uma belíssima perspectiva (e um clipe maravilhoso), confira:


Um dos shows mais aguardados do Lolla é, sem dúvidas, o da novata Lorde. E aqui no Vitrola te indicamos "Million Dollas Bills". A música é que tem maior distância da sonoridade linear adotada pela cantora. Usando as batidas absurdinhas da M.I.A. com aquela pegada Rihanna de ser, a dona de "Royals" cria um pequeno hino solar, cheio de gingado que espanta suas músicas contidas e melódicas de forma exemplar.


Eles são donos dos nossos corações, uma das bandas mais legais que surgiram nos últimos anos. Sim, estamos falando dos caras do Imagine Dragons! Com o maravilindolhoso "Night Visions", nós poderíamos indicar todas as faixas, mas, dessa vez, e deixando de lado os singles, escolhemos "Bleeding Out". Talvez, esta seja a faixa mais sombria do disco quando se trata da composição - poderosa, dolorosa e honesta, quase um grito de desespero ecoado brilhantemente em uma melodia coerente com a mensagem que deve ser passada.



Então, estamos todos animados com o Lollapalooza? Com uma line-up dessas, dá até dor no coração perder um show sequer. Gostaram das nossas indicações? Se sim, em breve teremos a segunda parte desse Vitrola especial. E fiquem tranquilos, não esqueceremos da rainha Ellie Goulding!