O clipe da Britney Spears pra "Perfume" é clichê, mas ele ainda é muito bom, certo?

Os grandões da RCA Records devem estar emputecidos pra caramba com os fãs da Britney Spears. Na esperança de que escutar os conselhos da...

Os grandões da RCA Records devem estar emputecidos pra caramba com os fãs da Britney Spears. Na esperança de que escutar os conselhos da Narcisa fizesse efeito, lançaram como primeiro single do "Britney Jean" (review) a club-banger "Work Bitch", uma música pros gays, mas acabou que o batidão à la "Scream and Shout" mal fez barulho nas paradas, o que virou até meme na internet.

Como resposta, deixaram então que Britney jogasse do seu modo e assim veio o segundo single, "Perfume", uma baladinha pra sofrer de amor co-composta pela australiana Sia. Não soando como um grande hit, é provável que o single precise de uma boa divulgação pra levar essa Britney que se esforça pra alcançar alguma nota para as rádios de todo o mundo, mas a gente bem sabe que ela não é de performar na televisão e tudo mais, além do espetáculo em Las Vegas estar prestes a estrear, então vamos nos contentar apenas em ouvindo-a sendo boa longe do Dr. Luke. Ah, e pfvr, assistir também ao clipe incessantemente, pois ele é clichê e bobinho, que nem a música, mas muito amor, também como a canção.

Na direção do Joseph Kahn, "Perfume" conta a história de Brit em um triângulo amoroso. Ela ama o rapaz e queria que esse romance fosse apenas entre os dois, só que tem uma terceira peça no tabuleiro. A forma com que expõem toda a história é bem bacanuda, além de chegar a ser engraçado ver a cantora promovendo sua fragância em um clipe com esse nome, ao menos aqui o merchan é justificável. Confiram:


"Perfume" é o segundo single da Britney com seu oitavo cd, que foi lançado dia três de dezembro. No iTunes, o disco bateu um recorde como o mais rápido a alcançar o topo da loja virtual num menor tempo em toda a fucking história da música. 19 minutos foram o suficiente pra que a cantora alcançasse o primeiro lugar, mas a gente desanima um pouco quando descobre que antes esse título era de uma cantora chamada Miley Cyrus com um álbum chamado "Bangerz", rs.