10 coisas para se ouvir nos últimos 10 dias de 2013: o vintage e refinado "Secondhand Rapture" do MS MR!

Penúltima parte do nosso especial de fim de ano, a 9ª coisa que vocês devem ouvir antes de 2014 é o álbum do duo MS MR, "Secondhand...

Penúltima parte do nosso especial de fim de ano, a 9ª coisa que vocês devem ouvir antes de 2014 é o álbum do duo MS MR, "Secondhand Rapture". Lançado em 10 de maio deste ano, o debut álbum do duo (que se pronuncia "Miss Mister") é um completo e fino exemplar de indie pop, algo próximo do "Born To Die" da Lana Del Rey e do "Ceremonials" da Florance + The Machine.

O duo novaiorquino, formado por Lizzy Plapinger e Max Hershenow, conseguiu notoriedade ao entrar na soundtrack da série "Game of Thrones" com a faixa "Bones", num dos trailers para a terceira temporada, exibida no início do ano. Ao ser lançado na internet, várias pessoas perguntaram qual música tocava ali, e foi aí que começou o boca-a-boca.


O duo carrega uma proposta visual e sonora baseada na estranheza, mas tudo com classe (note a formalidade no título do duo). Para eles o ser humano é bizarro e, por isso mesmo, belo. O primeiro single deles é "Hurricane", que consegue traduzir bem a proposta. No clipe, temos a hipérbole do lado freak do homem e como eles tentam ser felizes no dia a dia. Ah, e a música é absurdamente perfeita.


O álbum contém doze fatias de um bolo classudo e lindíssimo. Com letras intensas e insanas ("Eu tenho esse sonho onde eu corto a minha língua para que eu não faça mais promessas que não possa cumprir"), "Secondhand Rapture" é o mais próximo que chegamos do "Born To Die" nesse ano, levando em conta que o álbum da Lana Del Rey é absoluto.


Teatral, surrealista, cantado com vocais sombrios de Lizzy e melodias com batidas, pianos, violinos, palmas, estalos e uma série de sons corporais de Max, a áurea de MS MR é completada pelas fotos vintage dos dois, clipes inspirados em cultura dos anos 90, numa estética audiovisual interessantíssima e que só agrega ao todo.


Num dos melhores álbuns do ano e um dos melhores debuts em tempos, MS MR reforça o verbo "deve" do título do nosso especial, mas ainda dá tempo de vocês ouvirem o "Secondhand Rapture" e colocá-lo na sua lista de "Melhores álbuns de 2013" - na nossa ele já está. Abaixo está o áudio do álbum completinho. O mais interessante é seu título, que significa "êxtase de segunda mão". O som do MS MR pode até ser de segunda mão por trazer algo vintage ("velho"), mas o êxtase, sim, é garantido.


Parte 3: Brooke Candy
Parte 7: "Utopia", Kerli