Plágios e/ou coincidências: o que reflete "Prism", o novo disco da Katy Perry?

A polícia do pop está de olho na Katy Perry! Desde o enorme sucesso do disco "Teenage Dream", a cantora californiana foi um ta...

A polícia do pop está de olho na Katy Perry! Desde o enorme sucesso do disco "Teenage Dream", a cantora californiana foi um tanto pressionada a repetir o feito com seu terceiro material e eis que ela chegou, aparentemente sem grandes pretensões, com seu "Prism". Mas será que o álbum é tão novo o quanto deveria? A internet GA-RAN-TE que não.

Pra começar, vamos com a ~polêmica~ velha. O primeiro single do álbum, "Roar", contra a "Brave" da Sara Bareilles. Assim que a música de Katy saiu, muitos já sairam comparando cada um dos seus segundos com a canção da Sara e, sim, as semelhanças existem, mas foi a própria Bareilles quem deu um fim a brincadeira, afirmando que não estava se importando e confessando até um certo desconforto em ver tantas pessoas falando sobre comparações e ignorando a mensagem positiva passada pelas duas canções. Ponto pra Katy, que contou com o apoio da amiga, e pra Sara, que teve um aumento de 80% nas vendas do single lançado em maio desse ano. Comparem:




Ainda sobre "Roar", também rolou polêmica com o DJ Dillon Francis, mas esse não foi tão amigável quanto Sara Bareilles. Aliás, foi o próprio quem acusou Katy Perry por seu Twitter. A semelhança, porém, não se dá por conta da canção e sim seu vídeo com letra, onde temos uma conversa pelo aplicativo Whatsapp revelando a letra da canção, parecidíssimo com o clipe do DJ para o single "Messages". Olhem só:



Dando sequência as comparações, teve também gente dizendo que Katy plagiou a boyband sul-coreana BIGBANG. A gente chegou a mostrar a tal história de forma superficial por aqui, mas basicamente as comparações começam e terminam com a primeira foto promocional da cantora com o novo álbum, onde a temos em um cenário minimalista, com o nome do disco em formato de prisma. Julguem:


De volta as canções. Quem também teve música comparada com uma nova da Katy Perry foi o Bruno Mars. Há pouco a cantora falou sobre querer ser uma versão feminina do cantor, mas talvez ninguém esperasse por algo desta forma. Nesse caso, as semelhanças nem são tão notáveis, sendo até mesmo um pouco desnecessárias, mas estão por aí e rolam entre as canções "Locked Out Of Heaven" e "Unconditionally" (essa é, inclusive, o segundo single do álbum). É como se Kátia reaproveitasse o ritmo de Bruno Mars, só que de maneira "desacelerada", rs. O que acham?



Ainda entre as canções que integram o "Prism", também encontraram uma parecidinha com algo da cantora Belinda. Mais notável que o caso do Bruno Mars, aqui as canções que se parecem são "Spiritual" e "Gaia" (2010), respectivamente da Kátia e Belinda. Assim como com "Brave" e "Roar", até daria um bom mashup. Ouçam:



Agora vamos com a acusação mais engraçada e inusitada de todas. É claro que estamos falando da nossa (oras! Hahaha!), que acidentalmente encontramos a capa de "Prisma Luminoso", um disco lançado pelo Paulinho da Viola em 1983, e publicamos a tal comparação em nossa página do Facebook. Se não bastasse o nome do álbum, até as capas são bem semelhantes, a diferença é que hoje Katy Perry resgata essas molduras das décadas passadas, mas no tempo do nosso conterrâneo eram elas a grande tendência. Plágio? Coincidência? Paulinho da Viola tem Grammy Latino, bebê. Hahaha. Olhem só:


Brincadeiras à parte, não estamos, de maneira alguma, acusando Katy Perry de ter plagiado qualquer um dos artistas envolvidos nessa matéria, mas sim apontando as semelhanças entre esses materiais, sendo essas apenas algumas das que têm sido assunto pelas redes-sociais. Parecidinho com o trabalho alheio ou não, "Prism" é um grande álbum e em breve também faremos nossa review, coisa que não fizemos para o Paulinho da Viola, por exemplo. Rs. Aliás, tá bom de vocês pararem com essa coisa de sair caçando coisas semelhantes com tudo, hein? Já fizeram tanta coisa na música que vira e mexe vamos encontrar essas pérolas, então o melhor é realmente ignorar e curtir o que interessa, sem contar que grande parte desses materiais são de responsabilidade de toda uma equipe que envolve produtores, diretores, editores e afins, não partindo da Kátia escutando/assistindo algo e dizendo "quero assim" (se fosse a Lady Gaga estariam metendo o pau111!!).

Pra fechar, assistam abaixo o vídeo com letra do segundo single de Katy com o novo álbum, "Uncondiotionally", com uma modelo que copia o nariz da Lady Gaga: