Mais motivos para amar Cher: cantora recusa convite para cantar na Rússia!

Pouco mais de um mês atrás, fizemos um post/resumão sobre a situação da Rússia em termos de reconhecimento dos direitos da comunidade G...

Pouco mais de um mês atrás, fizemos um post/resumão sobre a situação da Rússia em termos de reconhecimento dos direitos da comunidade GLBTT (Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais). Com Lady Gaga e Madonna em sua listinha homofóbica, o governo do maior país do mundo só faz ganhar pessoas contra suas políticas opressivas e atitudes repressivas de grupos de falsos benfeitores, e agora podem contabilizar outra artista: Cher. 

Como todos sabem, as Olimpíadas de 2016 estão cada vez mais perto e, obviamente, as Olimpíadas de Inverno, que acontecerão em 2014 na Rússia, também. Qualquer artista se sentiria mais que honrado em se apresentar e ser embaixador da competição, correto? Errado. Cher foi convidada e se recusou a prestar tal papel. Leiam as palavras da própria:
Eu não posso citar nomes, mas meu amigo, que é um grande oligarca lá, ligou e me perguntou se eu gostaria de ser embaixadora nas Olimpíadas e abrir o show. Imediatamente eu falei "não" (...) Eu quero saber o porquê de todo esse ódio gay ter explodido por lá. Ele me disse que a população não pensa como o governo
Cher tem razões de sobra para apoiar a causa. Além de ser uma cantora pop, o que inevitavelmente arrecada um enorme número de fãs  gays, a artista sofreu com preconceito no inicio de sua carreira, já que sempre possuiu uma identidade visual excêntrica ao lado do seu ex-marido Sonny Bono, que segundo ela era sempre chamado de "veado" e envolvido em brigas, das quais já saiu até com um nariz quebrado pela imagem da dupla. Cher ainda contou que, ao irem a programas de televisão, as emissoras costumavam receber uma série de manifestações contra os dois a ponto de não os convidarem a voltar. 

No entanto, acreditamos por motivos óbvios que o maior motivo de tamanho e declarado apoio à comunidade, é o filho dela, Chaz Bono, que é um homem transexual. Ou seja, nasceu com o corpo do sexo feminino, mas sempre se sentiu um homem. 

Além do posicionamento da Cher, existem campanhas para a anulação das Olimpíadas de Inverno de 2014, ou, pelo menos, para mudarem o local onde a competição ocorrerá. Se você tá por fora da situação russa, um bom começo para se manter informado é ler nosso post linkado lá na primeira linha.

This is a  woman's/queer's World!