Zayn Malik, do One Direction, é vítima (de novo) de intolerância religiosa + Pharrell Williams pode estar trabalhando com eles!

Em estúdio compondo e gravando para o sucessor do "Take Me Home", programado para o final do ano, Zayn, Harry, Liam, Niall ...

Em estúdio compondo e gravando para o sucessor do "Take Me Home", programado para o final do ano, Zayn, Harry, Liam, Niall e Louis do One Direction seguem sendo vítimas de manchetes e boatos maldosos. Brigas com o The Wanted, tattoo com o rosto da namorada, membros gravando projetos solo e mais recentemente boatos envolvendo uma possível bissexualidade de Harry Styles já foram um prato cheio. Porém, o de agora envolve algo muito mais sério: racismo e intolerância religiosa.

Como todos devem saber, Zayn Malik é de família libanesa e, consequentemente criado com os costumes islâmicos. Até aí tudo certo, né? Afinal, acreditamos viver numa sociedade igualitária, mas não. Ano passado, Zayn abandonou o Twitter depois que uma leva de idiotas passou a insultá-lo por conta de sua religião. Dessa vez, um rapper e comediante chamado Rucka Rucka Ali pegou a base de "Come and Get It" da Selena Gomez e criou uma letra por cima, intitulada "Zayn Did 9/11", onde faz acusações pesadas, como se por ser muçulmano, Zayn fosse líder de uma rede de terroristas, a qual ele chama de Al Qaedirection, em alusão ao famigerado grupo terrorista, responsável pelos ataques de 11 de setembro e vários outros mundo afora. E detalhe: o rapper está comercializando essa música no iTunes.
"Zayn é o líder do grupo Al Qaedirection. Ele jogou um avião em alguns prédios em 11 de setembro. Ele tinha 8 ou 9 anos e já sabia como voar, pegou um canivete e entrou num avião (...) Zayn fez o 11/9. Sim eu disse isso, ele deu a Bin Laden, seu próprio pai, todo o crédito."
Mediante a isso, os directioners criaram uma petição no intuito de conseguirem remover a música da internet e também do iTunes.

Daí, ouvimos muita gente questionando que tudo não passava de choro de menininhas mimadas e que tomam as dores do ídolo, que não passava de uma piada, que levamos a sociedade e a vida muito a sério. Só que isso não é uma mera piada. Acusações racistas e tendenciosas incitando a intolerância religiosa são um crime. Não somos directioners, mas não iremos compactuar com algo assim de jeito algum. Pregamos a liberdade de expressão sempre, mas desde que isso tenha seus limites, não afetando a índole e a idoneidade moral das pessoas. Fazer chacota e depreciar o outro atacando com esse tipo de acusação pesada, mesmo que pra humor, não passa de uma idiotice sem tamanho.

Como não iremos compactuar com essa babaquice, onde um cara que apenas quer aparecer às custas dos outros fez, não iremos encerrar o post com o besteirol que ele chama de música. Melhor, iremos de One Direction:



Anda também circulando um boato na rede a respeito de uma provável colaboração de Pharrel Williams no novo álbum deles, que ganhou mais força, depois que eles afirmaram que buscavam uma identidade mais madura pra esse novo projeto e, mais recentemente, Liam divulgou a imagem abaixo de uma sessão em estúdio ao lado de Pharrell. Não sabemos ainda se de fato é uma colaboração pra banda, se foi alguma demo que Liam gravou com ele, como pode nem ser nada também. Pharrell poderia apenas ter dado uma passadinha pelo estúdio, Liam viu e pediu uma foto, vai saber. No mais, em breve isso tudo virá à tona. Mas como especular é bom, o que acham que pode ser?