Fall Out Boy é torturado por seus próprios demônios no clipe de "Alone Together"!

A banda Fall Out Boy continua com sua saga videoclíptica promovendo o disco "Save Rock and Roll" ( nossa resenha ) e nesta segu...

A banda Fall Out Boy continua com sua saga videoclíptica promovendo o disco "Save Rock and Roll" (nossa resenha) e nesta segunda-feira (01) revelou o clipe de "Alone Together", segundo single oficial do disco e quarta parte da série "The Young Blood Chronology", que promete videoclipes para todas as canções do novo álbum — os primeiros foram, na ordem, "My Songs Know What You Did In The Dark", "The Phoenix" e "Young Volcanoes". Na nova produção, ainda ficamos sem muitos detalhes sobre onde essa história, que começou lá em "My Songs Know What You Did In The Dark", deverá terminar, mas temos mais um pouco de tortura com os caras da banda e o começo do que deverá se tornar seu desenrolar, com a cantora Courtney Love e o rapper Big Sean.


Em "Alone Together", os integrantes da banda são mantidos presos em lugares diferentes, sendo torturados com seus próprios demônios. Patrick Stump sendo possuído pela dor, Pete Wentz pressionado com o assédio da mídia, Andy Hurley sendo observado enquanto escuta as músicas do projeto eletrônico do Pete tem como única companhia ele mesmo e sua música e Joe Throman com possíveis fantasmas do passado, algo como bullying talvez. Assim como nos outros videos, aqui também temos várias mulheres comandando toda a ação, mas conhecemos também a mandante da coisa toda, além de ver a primeira luz no fim do túnel que, bem, não vamos contar pra não perder o suspense. Assistam:



Eita que tá ficando melhor que filme! Com essa aparição do rapper Big Sean, é esperado que a quinta parte desta cronologia seja com a canção "The Mighty Fall". Será que ele pedirá reforços para o Elton John? Foxes? Onde o 2 Chainz entra nisso tudo? E Courtney Love, anda com seringas cheias de suco Ades na bolsa? Quantas dúvidas e clipes sensacionais!

O álbum "Save Rock and Roll" foi lançado no começo desse ano e marcou o retorno da banda Fall Out Boy, já dada como extinta desde o hiato pós-"Folie à Deux". O disco conta com diversas colaborações e já tem um lugar garantido nas listas de melhores desse ano, sem dúvidas.