It Pop apoia: Angelina Jolie critica ONU por falta de ação contra estupros em áreas de guerra.

Ainda guardamos mágoa da Jolie por ela ser ordinária e ter ferrado com a amada Jennifer Aniston, but não podemos deixar de lado o incrí...

Ainda guardamos mágoa da Jolie por ela ser ordinária e ter ferrado com a amada Jennifer Aniston, but não podemos deixar de lado o incrível trabalho que a atriz faz ao redor do mundo, lutando por aqueles que não tem voz em um cenário cada vez mais desumano e caótico. 

E desta vez, a estrela de Hollywood saiu em defesa das vítimas de guerras que ocorrem espalhadas pelo mundo. E se você não souber do que estamos falando, dá um google no que anda acontecendo na Síria ou República Democrática do Congo, por exemplo. Ou se quiser, pode pesquisar um pouco sobre o feminicídio crescente em muitos países subdesenvolvidos, como no México. E por último, deixamos esta matéria aqui, que pode ilustrar um pouco da realidade que assombra minorias da população.

E sério, Angelina Jolie merece muito respeito pelo fantástico trabalho que faz como Embaixadora da Boa Vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas. Ela realmente tenta sentir na pele o que acontece com as pessoas que passam por tantas injustiças. Nesta segunda feira, a atriz foi de surpresa ao Conselho de Segurança da ONU depois de visitar campos de refugiados de sírios na Jordânia, onde relatou ter conversado com uma mulheres que sofreram abusos e que não podem denunciá-los. Jolie disse, em tom de crítica:
O estupro é uma arma de guerra, uma ameaça à segurança. Lutar contra a violência sexual é uma responsabilidade de vocês! Entendo que haja muitas coisas difíceis a serem discutidas no Conselho de Segurança, mas a violência sexual em conflitos deveria ser uma delas.
A atriz ainda relatou que havia conversado com a mãe de uma garota de apenas cinco anos, cuja filha tinha sido estuprada em frente a uma delegacia:
As duas foram vítimas de uma cultura da impunidade. Essa é a triste, preocupante e vergonhosa realidade! O mundo ainda tem de assumir os estupros em zonas de guerra como uma prioridade!
E esta é a realidade que muitos não conhecem. Uma nova reunião sobre o tema abordado por Angelina será organizada na Assembleia Geral da ONU em setembro. Confiram abaixo algumas fotos do trabalho da atriz ao redor do mundo:





E para fechar o post, deixamos uma música Old But Gold, que serve como reflexão para todos. Música antiga, porém épica. E que propaga seu significado através do tempo: