Taylor Swift desabafa sobre Harry Styles, relação com a imprensa e sua "má reputação" para a Vanity Fair!

Pela primeira vez após o término de sua relação com Harry Styles, Taylor Swift falou sobre o assunto. Em entrevista à revista Vanity Fai...


Pela primeira vez após o término de sua relação com Harry Styles, Taylor Swift falou sobre o assunto. Em entrevista à revista Vanity Fair, da qual também é capa, ela bateu um papo sobre diversos assuntos, entre eles, o fato de não ser uma ~devoradora de homens~ hahaha. Vejamos as melhores partes:


Logo de cara, Taylor disse ao entrevistador que não iria discutir os detalhes pessoais de seus relacionamentos, então, ela deixou que um representante fizesse isso por ela:  "Ele era um bom garoto e dizia 'Você é incrível, eu quero estar contigo, eu quero fazer planos com você...' Mas o tempo todo ela sentia que ele estava distante, olhava para outras meninas, não existia cumplicidade e fidelidade de fato. Então, teve uma vez que eles estavam juntos em Londres, e ele desapareceu por uma noite, parecendo que não queria levar aquilo adiante. Da onde começaram a surgir os boatos da traição" afirmou o representante de Taylor sobre Harry Styles.

NO ENTANTO, o representante de Harry, Benny Tarantini, afirmou que as alegações de Taylor e de seu representante são "totalmente falsas" - Hahahahaha, já começou com uma pequena ~torta de climão~.

Outra parte interessante da entrevista à Vanity Fair, é quando Taylor fala a respeito de ser uma "devoradora de homens",  termo pejorativo, pelo qual ela vem sendo pesadamente atacada nos últimos tempos. Insistindo que é realmente muito exigente quando se trata de quem escolher pra uma relação, ela disse: "Se você quer alguma grande revelação, desde 2010 eu namorei exatamente duas pessoas", referindo-se provavelmente a Conor Kennedy e Harry Styles.

E continuou: "O fato de que há dezenas de fotos em que eu apareça abraçada a um cara, não quer dizer que estejamos juntos,  ele pode apenas ser um amigo, podemos apenas nos encontrar para almoçar ou escrever uma música. Criar suposições disso é ridículo! É por isso que eu tenho que evitar a parte sensacionalista da nossa cultura, porque eles te transformam em um personagem de ficção."

Ao ser questionada sobre o fato de adorar escrever músicas sobre ex-namorados, Taylor se revoltou e chamou a crítica de "sexista".

"Para uma mulher é fácil escrever sobre seus sentimentos. O problema, então, é ser retratada como uma pegajosa, vadia, louca desesperada e toda essa necessidade de fazer você se casar e ter filhos com ela. Eu acho que é tomar algo que potencialmente deve ser comemorado, como uma mulher escrevendo sobre seus sentimentos em um confessionário próprio, que está refletindo, e buscando transformá-lo em algo maior. Quem critica isso de uma forma prejudicial, não somente ao meu respeito, como ao de tantas outras mulheres,  francamente tem uma visão bem sexista ".

Bitch, please. Eu quero é ver o circo pegando fogo!
Olha, essa entrevista da Patê foi cheia de confusão, babado e gritaria hahaha. E vocês, concordam ou discordam dos termos abordados por ela?