A lá quem voltou depois de 3 semanas... It SÉRIES! Depois de vários finais de temporada assistidos, escolhemos os 3 primeiros a serem ...


A lá quem voltou depois de 3 semanas... It SÉRIES! Depois de vários finais de temporada assistidos, escolhemos os 3 primeiros a serem comentados na primeira parte da edição especial de Season Finale. Portanto... se você não assistiu aos últimos episódios de Revenge, Smash ou Once Upon a Time... NO TRESPASSING!

» AVENIDA BRASIL REVENGE


Comecemos com um dos melhores season finale desse semestre. REVENGE!
















A série pela qual muita gente não dava nada (assim como Once Upon a Time) chega brilhantemente ao seu final de temporada e renovada com graças.

O excelente 1x22 “Reckoning” nada mais é que o Dia D para todos aqueles que conspiraram contra David Clarke, em especial a família Soprano Grayson. Os primeiros 10min do episódio já mostra o quão bom este será: depois de Nolan ter sido sequestrado pelo “White Haired Man”, Emily entrega o jogo para o sequestrador, revelando sua identidade e a que veio. É levada para o mesmo local onde Nolan está, inventa uma mentira para afastar o sequestrador e, consequentemente, ajuda Nolan a fugir (truque literalmente na manga).
















Ótima sequência de luta em seguida, mas nossa querida vingativa amarelou na hora de dar o Fatality... por respeito à memória do seu pai.

Enquanto isso, no núcleo ‘Skins’ da coisa,... Charlotte FINALMENTE se torna um personagem interessante, quando decide deixar os genes de sua progenitora aflorarem. Humilha a nova namoradinha do eterno sem graça Declan.




Por falar em personagem sem graça, após Jack devolver o cheque milionário, a prostituta de Hamptons Ashley (agora secretária da Grayson Global) fofoca para Daniel que viu Emily aos beijos com Jack.
















Emily chega em casa e é questionada por Daniel se o adultério aconteceu ou não. Sem maiores voltas, Emily o confirma e rompe o noivado. Excelente diálogo depois. “I wanted to be with you, despite the Grayson name”. O fato de Daniel ter aceitado tão tranquilamente esse rompimento, só mostra que será um dos principais vilões da segunda temporada.

Agora livre, desimpedida e -vingada-, Emily decide contar toda a verdade para Jack. Chegando lá, guess what... Amanda is back! E super grávida (de Jack, supostamente). Emily em choque, vai embora sem contar a verdade.














Passamos então para o ápice do episódio




Ao som de “Seven Devils”, Queen Victoria parte em direção ao avião que levará Lydia e todas as provas a favor da canonização inocência de David Clarke. Todos apreensivos. temendo que a rainha levasse algum tiro durante a sequência em slow motion... eis que aparece o “White Haired Man” fechando o compartimento de carga.

Emily vingada e forever alone, vê no noticiário que o avião explodiu com todas as provas e testemunhas em favor de seu pai, incluindo Queen Victoria. Charlotte também vê o noticiário e toma todo o frasco do tarja preta (obviamente ela não morreu, tá!). Chatiada ao extremo, Emily pensa ter perdido toda a temporada procurando provas, mas Nolan afirma ter feito um backup de tudo, porque né???











No fim, descobrem que tudo aquilo está muito acima dos Graysons e que a Mama Thorne está viva.
















Momento Mãe Diná: Não acho que Queen Victoria esteja morta. Quem sabe ela apareça no fim da segunda temporada e se torne aliada de Emily Thorne para derrubar a mulher titânio que se tornou Mama Thorne. Viajei né? rs

» SMASH
















Fade iiiiiin on a giiirl... with a huuuuunger for faaame...

Pois é... outra série que nos deixa é Smash.















A série que teve a premissa de mostrar os bastidores de um musical da Broadway sobre Marilyn teve seu desfecho. Depois de muitas audições, ensaios, workshops, bar mitzvahs, gravações de demos e comerciais, farofagem com Ryan Tedder, missas... foi ao ar o último episódio da primeira temporada: “Bombshell”.

Após a secretária Eliis envenenar Rebecca Duvall (nunca que Uma Thurman de Kill Bill deixaria isso acontecer) no dia anterior à grande estreia, coube ao diretor Derek Wills e à  produtora Eileen decidir quem seria a nova Marilyn. Surpresa surpresa... Karen Cartwirght.













Enquanto ensaios ESPETACULARES de última hora acontecem...




...a escritora Julia e o compositor Tom escrevem um novo final para o musical, uma vez que o silêncio se fez após a Marilyn de Rebecca Duvall morrer na pré-estreia.









Ivy Lynn com ódio de Derek por não tê-la escolhido para o papel principal, conta a Karen que o imprestável Dev a traiu. Pelo jeito, vale tudo no amor, na guerra e nos musicais da Broadway, né?

Rápido surto de Karen Cartwright, mas tudo volta ao normal. Karen retorna antes que Ivy tome seu lugar. Poor Ivy.










Começa o espetáculo. Ivy no elenco de apoio... e a grande apresentação final.



Ivy toma todos os seus remédios em uma tentativa ridícula de se matar. Sério, pq esse povo sempre que fica com raiva de algo, quer se matar tomando remédios? Credo!














» ONCE UPON A TIME

Por último, mas não menos importante.... temos a season finale de Once Upon a Time.














Uma das temporadas mais consistentes de 2011/2012, com referências à LOST logo no primeiro capítulo, não tinha como ONCE UPON A TIME ter um final que não seja nada menos que MÁGICO.

Com a premissa perigosa ao criar uma série sobre personagens de contos de fada que perderam suas memórias e foram parar no mundo real, ONCE UPON A TIME conseguiu sim, se firmar como um dos dramas mais sedutores e criativos já feitos.

Em “A Land Without Magic”, Henry entra em coma após comer uma torta de maçã feita por Regina. Tudo isso para provar à Emma que a Storybrook era na verdade Far Far Away, e que ela era a salvadora de todos.

Depois de os médicos não encontrarem nem uma explicação plausível para o estado de saúde de Henry, não havia mais como Emma continuar cética em relação às histórias de Henry.

Jogou Regina na parede e fez com que ela confirmasse que ela era de fato a Evil Queen responsável por tudo que aconteceu com Far Far Away.













Pelo bem de Henry, não restou outra opção senão formarem uma parceria e recorreram ao Mr. Gold (aka Rumpelstiltskin, aka Fera).













Enquanto Emma vai pedir ajuda ao seu amigo August (aka Pinóquio), que já se encontra em estado “petrificado”, Jefferson (Chapeleiro Maluco) vai cobrar sua parte do acordo com Regina, mas é ignorado. Vingativo, Jefferson decide soltar Bela do “sanatório” que Regina a internou.

Depois de falar com Mr. Gold, Emma terá que enfrentar Malévola (True Blood está voltando *___*) em sua forma de dragão, para recuperar a última poção mágica restante no mundo real e salvar Henry. Excelente paralelo mostrando como a poção foi parar ali.



Poção recuperada, Emma e Regina caíram em uma armadilha de Mr. Gold, que tem outro propósito para a poção. Pobre Henry, não tá fácil pra ninguém né, gente?

Voltando ao hospital, a nova dupla dinâmica descobre que sua cria em comum morreu.

Lágrimas, lágrimas e lágrimas, Emma ressuscita Henry com um beijo de amor materno e quebra a maldição. Todos se lembram de tudo. YAY!




Lógico que, como a série foi renovada, eles não iam parar por aí né? Mr. Gold utiliza a poção mágica para trazer toda a magia de volta a Storybrook.


(8:15 am)

FIM