#VAMOSENTENDER: Madonna, Adam Lambert, Lady Gaga, Katy Perry, Nicki Minaj e mais!

Oi, seus lindos e lindas, tudo bom? Depois de uma semana cheia de ótimos lançamentos, muita bitch fight no mode "guerra fria" e ...
Oi, seus lindos e lindas, tudo bom? Depois de uma semana cheia de ótimos lançamentos, muita bitch fight no mode "guerra fria" e nosso aniversário de dois anos, estamos de volta com mais uma edição do "Vamos Entender", que ganhou toda uma nova roupagem com banner oficial e um formato mais organizado, afinal, vocês precisam deixar este post com uma ideia formada, não é mesmo?! Enfim, gostaria de agradecer a todos que acompanham o blog e nossas seções, que puxam minha orelha entre arrobas quanto atraso uma mixtape ou um "Vamos Entender", reforçar que o It Pop é Madonna e o resto é genérico e por fim, eu sou Guilherme Tintel. Vamos entender?
 #1 Adam Lambert volta com "Better Than I Know Myself" e assume os vocais de Queen

No Brasil, esses reality shows ao estilo "American Idol" nunca foram das melhores formas de levar alguém para a fama. Com exceção de Rouge e Br'Oz, que ainda sobrevive na memória de alguns, nenhum outro artista deste reality conseguiu manter mais de dois hits e muitos deles nem um hit, mas nos EUA a coisa é diferente. Programas deste gênero lançaram nomes como Kelly Clarkson, Dia Frampton, Cher Lloyd, One Direction e Adam Lambert, que lança esse ano seu segundo álbum de estúdio, intitulado "Trespassing", e assume os vocais da banda Queen. Tá bom pra vocês? O cara que recentemente lançou o clipe para "Better Than I Know Myself", que é o carro-chefe de seu novo álbum, assumiu os vocais da banda do icônico Freddie Mercury e após anunciar a notícia, enfrenta o lado bom e ruim da coisa. O lado bom? Agora ele terá a chance de provar que não é só mais um cantor gay procurando seu lugar ao sol. O lado ruim? Agora ele terá uma responsabilidade dobrada, uma vez que deverá cantar sucessos que já foram amados e odiados por décadas. Boa sorte, Lambert!



#2 Lady Gaga não vai lançar novo single? Aham Cláudia, senta lá!
Nossa querida Lady Gaga sentiu o gosto do flop com os péssimos números do álbum "Born This Way" e tudo aquilo que parecia ser um grande boom com sua evolução musical, acabou sendo uma chatice extrema, que conseguiu render poucos materiais bons como o clipe de "Judas" e "Yoü & I". Agora, Gaga foi escalada para abrir e fechar a 54ª edição do Grammy Awards e sim, essa é sua chance de tentar promover mais alguma coisa do álbum "Born This Way" e vocês acham que ela vai parar com o álbum logo agora? Especulações apontam "Heavy Metal Lover" e "Bloody Mary" como últimos singles do mais recente álbum da cantora, e por mais que eu ame "Bloody Mary" e deteste "Heavy Metal Lover", sinto que Gaga já não sabe mais o que faz. As vezes tenho a impressão de que ela anda escolhendo seus singles em apostas com amigos (aka Haus of Gaga), sabe? O que é uma pena.

#3 Ke$ha is back, bitch!
Depois de lançar um video ao estilo viral para o remix de "Sleazy", Ke$ha deverá ter finalmente seu comeback. Para os que não se lembram, o produtor Dr. Luke havia afirmado que o lead single do segundo álbum de Ke$ha seria lançado em março deste ano e para os que não tem calendário em casa, março é o próximo mês deste ano, amiguinhos. Só eu estou roendo todas as unhas de ansiedade por esse retorno que deverá soar como uma versão melhorada de Porcelain Black?

#1 Katy Perry, o relançamento de "Teenage Dream" e o retorno das descartadas

Katy Perry vai mesmo relançar o álbum "Teenage Dream" [2010] e depois de emplacar vários hits, vai investir nas descartadas neste relançamento. Após confirmarem a faixa "Dressin' Up" na tracklist do relançamento, a faixa "Part Of Me" também foi confirmada e agora ficamos pensando se realmente vai valer a pena escutar este álbum, digo, existe um motivo para essas faixas serem descartadas e agora elas voltam com propostas de novos singles? Katy, please.

#2 Após alcançar o topo com "Domino", Jessie J quer mais!
Jessica Cornish, aka Jessie J, estreiou toda gangsta com "Do It Like A Dude", que havia sido composta para Rihanna, após a faixa, Jessie se mostrou uma pessoa não materialista com "Price Tag" e daí pra frente, provou que essa história de não-materialismo ficou apenas para "Price Tag", porque o pop necessita disso. Alguns singles depois, Jessie J voltou para as mãos de Dr. Luke, que refez "Last Friday Night (T.G.I.F.)" com uma temática diferente, uma cantora diferente e um arranjo diferente, a releitura de "LFN" se chamava "Domino" e foi com ela que Jessie partiu para o topo das paradas. Sabe toda essa corrida de Katy Perry pelo topo? É o que vejo para o futuro de Jessie J e sabe qual o próximo single da cantora? "Laserlight", produzida por David Guetta. Alguém dúvida que esse será o próximo hit de Jessie?

#3 Adele, vamos deixar o topo por um tempo, fofa?
Enquanto Katy Perry e Jessie J precisam lutar por seu lugar no topo, tudo o que Adele faz é ficar sentada. A cantora que ganhou o mundo, ou grande parte dele, com "Rolling In The Deep", continua garantindo ótimos números com o álbum "21" e parece que com o single "Set Fire To The Rain" não será muito diferente. No iTunes, Adele já se sentiu meio abalada com o retorno de Madonna, mas vamos ver como isso ficará nas paradas de singles britânicas e norte-americanas. Adele, não te desejo boa sorte, afinal, acho que você merece cair algumas posições e dar uma chance para Lana, que lançou seu "Born To Die" na semana passada.

#1 Nicki Minaj e sua estúpida maneira de cutucar as outras em "Stupid Hoe"

Eu sei que muitos amaram o clipe de Nicki Minaj para seu atual single, "Stupid Hoe", que acharam super coisa de diva isso de cutucar Lady Gaga, Shakira, Jessie J, Mariah Carey e Lil' Kim, mas vamos lá, se é pra cutucar, que seja com classe, né Minaj?! Eu estava começando a respeitar Nicki Minaj e toda suas caras e bocas, estava ansioso por seu retorno possuída por Roman, mas depois de sua participação desnecessária em "Fireball", da pequena Willow e o clipe "Stupid Hoe", já não sei se Nicki Minaj é realmente interessante. Os dois clipes que citei - "Fireball" e "Stupid Hoe" - foram dirigidos por Hype Williams, quem sabe meu problema não é com ele.

#2 Nicki Minaj é a maior criação de David Guetta
Como viram, essa parte do post será um "Melhor de 3" com Nicki Minaj, que estrelou seu "Stupid Hoe", "Turn Me On" do Guetta e o retorno de Madonna. Desses três clipes, o que menos gostei foi o único que pertence totalmente à Minaj, mas enfim... "Turn Me On" é sem dúvidas um dos melhores clipes de David Guetta com o álbum "Nothing But The Beat" e digo mais, é um dos melhores de sua carreira. Ficou claro que David percebeu que precisará de um pouco mais que "hands up" para se manter no topo e agora que Calvin Harris, Skrillex e Avicii estão se mostrando cada vez mais fortes, Guetta realmente precisará se dedicar para continuar neste jogo. Acho que está no caminho certo.

#3 Nicki Minaj e M.I.A. amam Madonna, tá?
Depois de fazer a louca "alfineteira" em "Stupid Hoe" e se tornar a criação de Guetta em "Turn Me On", Nicki Minaj pegou seus pom-pons e veio torcer pelo comeback de Madonna. A princípio, achei muito tosco isso de abaixar a cabeça e topar uma participação numa faixa apenas para gritar que ama Madonna, mas bastou sair o clipe de "Give Me All Your Luvin'" para que eu me lembrasse do power de Madge e visse que tudo isso ainda foi pouco, mas calma! Vou comentar melhor sobre "GMAYL" depois, só pra finalizar minha opinião sobre Minaj neste clipe de Madonna, acho que ela deveria aproveitar tudo isso e aprender a cutucar os nomes alheios com classe, sabe?

#1 Madonna está de volta, bebê!

Depois do nem tão aclamado "Hard Candy" [2008], a Rainha do Pop está de volta e prometendo abalar as estruturas do cenário pop, que ultimamente tem caído em um triste clichê que se resume à paradas. Seu novo álbum se chama "M.D.N.A." e traz produtores como William Orbit e Martin Solveig entre suas faixas, Martin Solveig inclusive, é o nome por trás de "Give Me All Your Luvin'", que abre os trabalhos do novo álbum da rainha.

O clipe para o lead single de "M.D.N.A." foi dirigido pela equipe Megaforce e mostra que Madonna não voltou para brincadeiras. No clipe que envolve suas influências, algumas referências e de quebra, indiretas para as "novinhas" do pop, Madonna é uma líder de torcida aposentada que conta com o apoio de seus fãs fiéis - representados pelos jogadores de futebol americano e pelas cheerleaders, M.I.A. e Minaj - para sobreviver neste mundo em que quase-tudo conspira contra ela. Quer saber se eu gostei do clipe? Eu amei e também amei saber que Martin Solveig não mudou muito "Give Me All Your Luvin'", uma vez que eu já tinha A-M-A-D-O aquela demo. Enfim, esse foi mais um "Vamos Entender", eu sou Guilherme Tintel, esse é o It Pop e o clipe que você vai assistir abaixo é da titia Madonna: