O discurso de Camila Cabello no Women In Music é a única coisa que você precisa ver hoje

Tem um olho nas minhas lágrimas.

Na noite desta quinta-feira (30) rolou, nos Estados Unidos, o Billboard Women In Music, premiação para homenagear as mulheres que impactaram o mundo da música nesse ano. Entre as premiadas, escolhidas pela própria revista, tivemos Camila Cabello ganhando como “Artista Revelação”.

Após receber o prêmio das mãos de Diplo, produtor com quem trabalhou na recente “Know No Better”, Camila aproveitou o tema do evento para fazer um discurso sobre a mulher mais importante de sua vida: sua mãe.


Muito obrigada, Billboard. Gostaria de dizer que a única razão para eu estar hoje, aqui, nesse palco, nesse auditório, e nesse solo, nesse país, e por causa de uma mulher, que é a minha mãe. Essa noite nós estamos celebrando as mulheres do ano e eu quero aproveitar essa oportunidade pra dizer ‘obrigada’ a mulher da minha vida. Ela veio de Cuba para este país com nada além das roupas do corpo, por mim. Batendo de frente com a dúvida, com o medo e, literalmente, quebrando barreiras. E quando eu escuto a palavra ‘perseverança’, quando eu escuto a palavra ‘amor’, tem uma cara, e é a cara dela. Ela me disse que a única forma de viver a vida é intensamente e me mostrou que, quando você está com medo, é aí que você tem que pular.

Em tempos de Donald Trump expulsando imigrantes, nada mais incrível do que ver a cantora com o segundo maior hit atualmente no país fazer um discurso tão empoderador assim, né? E ela continuou:

Vocês podem estar me vendo aqui, nesse palco, mas atrás de mim, olhando pra mim agora, eu tenho o exemplo mais incrível do que é ser uma mulher. Uma tempestade impossível de parar, uma curadora de corações partidos, uma protetora, uma confidente, uma terapista, uma vidente, minha melhor amiga. Se eu e minha irmã conseguirmos ser 1/4 da mulher que ela é hoje, teremos muita sorte. Obrigada por nos ensinar o que mais importa na vida. Pra mim, a coisa mais importante de ganhar esse prêmio é poder gritar pra todo mundo ouvir: ‘eu te amo, mama!’

Se você não está chorando, você não assistiu direito.

Antes de começar a premiação, a dona do hit “Havana” confirmou que seu primeiro álbum solo está mesmo finalizado e que ele deve sair muito em breve.

Além de Camila, o Billboard Women In Music deu a Mary J Blige o prêmio de “Ícone”, a Kehlani o de “Rulebreaker”, a Solange o de “Impact” e a Grace Vanderwaal o de “Estrela em Ascensão”. Completando a lista, Kelly Clarkson recebeu o prêmio de “Powerhouse” e Selena Gomez o de “Mulher do Ano”. Que mulherões da porra!