Taylor Swift altera data de lançamento do "reputation" em alguns países para evitar vazamentos

Está ficando cada vez mais difícil de ouvir o novo álbum de Taylor Swift no dia do lançamento.

Depois de derrubar as contas no Twitter de quem postasse a tracklist do "reputation" antes de ser liberada oficialmente, Taylor Swift parece ter tomado mais uma medida drástica para impedir que os segredos de seu álbum vazem: mudar a data de lançamento do disco em alguns países. 

Segundo informações do iTunes, o "reputation" teve sua data de lançamento alterada em todos os países, exceto Estados Unidos e Canadá. Para Brasil, Austrália, Nova Zelândia, e praticamente o mundo todo, parece que só será possível escutar o novo trabalho de Taylor no dia 12 de novembro - pelo menos em se tratando da loja virtual. 

Mesmo com a brusca alteração, suspeita-se que, na verdade, o lançamento só tenha sido alterado em algumas horas. Pode ser que a cantora faça o mesmo que fez ao liberar suas últimas músicas, e revele seu novo trabalho apenas à meia-noite de Nova York, o que significa 2 da manhã aqui no Brasil. 


Tanto a possível alteração de data quanto a apenas de horário tem como objetivo evitar o vazamento do trabalho que, se lançado como a maioria dos álbuns de outros artistas, estaria disponível primeiro à meia-noite da Oceania, início do dia por aqui. 

As alterações chegam na mesma semana em que o The New York Times publicou um artigo afirmando que Taylor Swift não deve lançar o "reputation" nas plataformas de streaming nessa primeira semana. Enquanto isso, a gravadora da americana espera que ela venda 2 milhões de álbuns apenas nesses sete dias. Até agora, ela já vendeu 500.000 exemplares somente na pré-venda. 

A Taylor Nation não dorme.