Esta teoria poderá mudar a sua opinião sobre Billy Hargrove, de “Stranger Things”

Já assistiu a segunda temporada de “Stranger Things”? Então puxa uma cadeira e vem discutir com a gente!

Se você ainda não assistiu a segunda temporada de “Stranger Things” e não é muito fã de spoilers, aconselhamos que pare a sua leitura por aqui.

A segunda temporada de “Stranger Things” já está disponível na Netflix e quem maratonou os novos episódios, provavelmente está entre os que dividem suas opiniões sobre um dos novos personagens da série: o galã babaca e valentão Billy Hargrove, interpretado pelo  Dacre Montgomery.

Ainda pouco explorado na história, Billy é daqueles que nos despertam um ranço instantâneo. O cara é desnecessariamente agressivo com as crianças, cismou com o Lucas, o que despertou discussões sobre sua postura ter algum teor racista, e, principalmente, é violento, machista e abusivo com a filha de sua madrasta, com quem eventualmente precisa bancar a babá, Max.


Um ponto, entretanto, tem mexido com o imaginário dos fãs: qual é a dele com o Steve Harrington?

Logo quando chega na escola e fica sabendo que Steve costumava ser o rei daquele lugar, Billy cisma com o ex-namorado de Nancy e, seja na quadra, vestiário ou no meio de alguma missão muito importante com os mistérios do Mundo Invertido, fica na cola de Harrington, que reage com um misto de medo e aversão.

As teorias sobre esse comportamento, entretanto, vão na contramão do comportamento agressivo de Billy, sugerindo que talvez o cara reaja desta forma para disfarçar uma possível atração por Steve, que terá bastante tempo para ser trabalhada nas temporadas seguintes.

O ator que interpreta Harrington, Joe Kerry, falou sobre o assunto com a Vulture:

“Tem meio que esse clima homoerotico. Especialmente na cena do basquete, que me lembra muito daquela coisa da competição de vôlei em ‘Top Gun’. Não sei se era isso que os Duffers [criadores da série] pretendiam, mas é interessante que as pessoas estejam percebendo isso. Mas eu acho que todas essas coisas dos anos 80 têm esse tipo de influência de certa forma, então não sei, veremos. Acho que talvez nós toquemos nisso no próximo ano.”

Já Montgomery, não tinha pensado sobre o assunto, mas não descarta a possibilidade:

“Nós estávamos falando sobre essa ideia do Billy se sentir ameaçado por Steve ou diminuído de alguma forma. Ele foi arruinado e arrastado para esta cidade. Eu definitivamente concordo com o elemento desta questão, é interessante… Ainda não tinha ouvido sobre isso. Eu acho que ele se sente ameaçado por Steve, mas nós realmente não fomos além disso. É interessante.”

https://blueprint-api-production.s3.amazonaws.com/uploads/card/image/642939/ac362b70-af63-4524-8832-2ae510deef74.gif (640×303)

É importante ressaltar que, no pouco mostrado sobre o cotidiano de Billy, fomos apresentados ao seu pai: outro homem agressivo e que, em um dos diálogos com o filho, o chamou de “v*ado”, apenas por vê-lo preocupado em se arrumar para um encontro.

O histórico de violência em casa não justifica a maneira como ele se comporta com outras mulheres e também com as crianças, mas talvez seja uma razão pra que ele esconda algo sobre sua orientação sexual, por uma provável insegurança e receio de maiores represálias.

Será que as próximas temporadas nos darão mais indícios sobre essa teoria? E Steve, que já contou com uma mudança gigantesca da primeira para a segunda temporada, teria mais uma reviravolta em sua história? 

Já estamos atentos!