O clipe de “Todo Dia” saiu do ar, mas não tá rolando nenhuma treta entre Rico Dalasam e Pabllo Vittar

“Não vou dar biscoito pra quem fomenta o ódio em tempos difíceis”, disse Rico Dalasam.

Não dá pra negar que Pabllo Vittar aproveitou como ninguém o sucesso de “Todo Dia”, sua parceria com Rico Dalasam, lançada no carnaval desse ano. Mas parece que deu ruim pelos bastidores e, na noite da última segunda (31), o clipe da colaboração saiu do ar no Youtube, dando margem pra uma série de especulações.

O que rolou, entretanto, não foi nenhuma confusão entre os próprios artistas. Segundo a assessoria de Dalasam, tudo não passa de uma questão jurídica, na qual o cantor e compositor pede a revisão dos seus direitos como co-intérprete da faixa, pra que tenha participação nos lucros gerados desde o seu lançamento.

Numa triste coincidência, calhou do clipe sair do ar na mesma semana em que Pabllo Vittar estreou a parceria com Major Lazer e Anitta, “Sua Cara”, o que fez com que o público da drag queen se virasse contra o rapper, afirmando que ele estaria tentando boicotá-la, mas se tratando de uma questão que já estava na justiça há algum tempo, o timing que foi infeliz nessa história, sem motivos pra que criem qualquer tipo de rivalidade entre os dois.

Em seu Twitter, o rapper já havia respondido às primeiras especulações sobre esse assunto, afirmando: “Não vou dar biscoito pra quem fomenta o ódio em tempos difíceis, só procurem saber da insatisfação da classe musical sobre direito autoral.”


Enquanto são poucas as informações oficiais sobre esse assunto, é importante que não comprem ou fomentem qualquer confusão desnecessária, principalmente quando se trata de dois artistas LGBTs importantes para o cenário atual, um pelos padrões quebrados enquanto a primeira drag tão bem sucedida do pop atual e, o outro, por ser um rapper negro e gay, que segue fazendo seu nome dentro de um gênero ainda resistente a esse tipo de público e debate no Brasil.

A DEFESA DE PABLLO


De acordo com uma publicação desta segunda-feira (01) na Veja, que teve acesso a contranotificação da defesa de Pabllo Vittar, Rico Dalasam está reivindicando os direitos por sua participação enquanto co-intérprete, pelos quais abriu mão em troca dos créditos pela composição, que seriam compartilhados entre ele e os produtores DJ Gorky e Maffalda (nome artístico de Arthur Gomes).

“As partes, na época em que a música foi composta e gravada nos estúdios do DJ Gorky, na presença de diversas testemunhas, convencionaram por mera liberalidade e a pedido do Rico Dalasam que a autoria fosse creditada 100% ao Rico Dalasam, que em contrapartida cederia gratuitamente os seus direitos de co-intérprete, ressalvados os direitos de execução pública que continuaram assegurados ao Rico Dalasam como co-intéprete da música, como de fato firmaram. Essa prática é muito comum no mercado musical especialmente entre artistas independentes”, diz trecho da contranotificação judicial expedida pela defesa de Pabllo Vittar.

“Rico Dalasam, denotando total falta de conhecimento de seus próprios direitos, entrou em contato com a empresa OneRPM que é a distribuidora digital do fonograma, cobrando seus ‘direitos’ que não estavam sendo pagos e também começou a manifestar-se publicamente em shows e entrevistas dizendo que os seus direitos não estavam sendo pagos. Entretanto, Rico Dalasam sequer providenciou o registro da obra nos órgãos competentes ou tomou qualquer medida para assegurar o recebimento de seus direitos de autor, como por exemplo a devida edição da obra junto a alguma editora musical ou o envio do cadastro da obra para a sociedade de gestão coletiva de direitos autorais da qual”, diz outro trecho da contranotificação.

Até o momento, “Todo Dia” saiu do ar apenas no Youtube, estando disponível em outras plataformas, como Spotify, mas é esperado que a faixa saia do ar em todos os serviços, até que toda essa questão seja resolvida.

Atualmente promovendo a parceria com Anitta e Major Lazer, em breve Pabllo Vittar deve lançar o próximo clipe do disco “Vai Passar Mal”, que já conta com os singles “Nêga”, “Todo Dia” e “KO”, assim como Rico Dalasam se prepara para a estreia do vídeo de “Fogo em Mim”, que contou com uma premiere exclusiva no Music Video Festival, que aconteceu no último sábado (30) em São Paulo.



Esta publicação foi atualizada, com a inclusão dos detalhes publicados pela Veja sobre o processo.