Katy Perry quer ser o prato principal das paradas em “Bon Appétit”

Katy Perry deixou de lado o recém-adotado lado político para nos fazer dançar e os fãs já podem fazer bom proveito.

Não demorou até que Katy Perry retomasse a proposta menos séria e dançante dos seus trabalhos anteriores, mas no single lançado nesta sexta-feira, “Bon Appétit”, ela faz isso com maestria, mantendo o tom oitentista e dançante de “Chained To The Rhythm”, enquanto traz reforços para garantir seu lugar na parada.

Logo no segundo single desse novo trabalho, a californiana se permite uma folga da recém-adotada postura política, com rimas fáceis e perceptivelmente chicletes, que se repetem de novo e de novo, pra garantir que você não irá esquecê-las tão cedo.


Os caras do Migos, que há pouco estavam tomando conta da Billboard Hot 100, andam cotados por quem quer garantir um hit. O trio apareceu na música nova do Calvin Harris, “Slide”, e se divide entre parcerias paralelas, como a aparição do integrante Quavo em “I’m The One”, do DJ Khaled com Bieber, Chance The Rapper e Lil Wayne. Agora, dão o ar da graça – e o peso de serem lembrados por declarações homofóbicas – nessa faixa de Katy, que, por sua capa, não nos deixa enganar: ela é o prato principal.

“Bon Appétit” é o pop que Katy sempre soube nos entregar. Dançante, diferente daquilo que está nas rádios e, ainda assim, soando comercial na medida certa. A levada anos 80 dão um ar classudo, que foge de qualquer coisa que The Chainsmokers ou Ed Sheeran tenham emplacado nos últimos meses, e nos dá o mínimo de esperança quanto a olhar para as paradas e encontrar nossas divas outra vez.

Bom apetite: