Recap | X Factor AU 2016: cheia de novidades, entenda por que essa é a melhor franquia do programa


Com novo elenco no painel de jurados e mudanças interessantíssimas no formato, o X Factor Austrália apresentou, nessa semana, o show do Top 8 da temporada. Como amamos o formato e sabemos da qualidade da versão australiana, resolvemos te contar tudo o que rolou até aqui e comentar apresentação por apresentação nessa Recap!

Guy Sebastian – jurado já bem conhecido por lá – ganhou dois novos companheiros para esse ano: Adam Lambert e Iggy Azalea. Com uma química incrível entre os jurados, a fase das audições foi superinteressante. Os candidatos prometiam elevar o nível do programa, Guy esbanjou experiência, Iggy nos surpreendeu positivamente por não ser insuportável e Adam Lambert se mostrou extremamente generoso e inteligente.

Resultado de imagem para gif iggy azalea

Com uma edição rápida, o programa praticamente pulou das audições para o Desafio das 3 Cadeiras, definindo o Top 3 de cada jurado. Nesse ponto, mais uma mudança: as categorias. Adam ficou com “Under 22”, Guy com “Over 22” e Iggy com “Groups”.

Anunciada como uma das grandes novidades dessa edição, Mel B se juntou aos jurados para a fase dos shows com a categoria “Underdog”. Mel pôde escolher três candidatos entre todos os eliminados no Desafio das Cadeiras e montar a sua categoria, no melhor twist do X Factor em anos!

Para a primeira semana de shows, os 12 candidatos se apresentaram e passaram por uma eliminação bem tensa. O menos votado de cada uma das categorias foi eliminado do programa. Em quase todas, resultados previsíveis. Adam Lambert foi quem sofreu. Justamente por montar o grupo mais forte, o jurado perdeu Natalie Ong, uma das favoritas da competição e, claramente, a sua queridinha.



Não achamos essa forma de eliminação muito justa para a primeira semana, afinal, Natalie pode muito bem ter ficado em #3 nas votações – atrás apenas dos seus colegas de categoria -  mas teve que ser eliminada. 

Como o show tem que continuar, essa semana o X Factor Austrália nos apresentou o show do Top 8, com palcos mais interessantes, fontes diferentes para cada um dos candidatos e escolha dos jurados para o tema “Makeover” – em que eles deveriam propor transformações para que seus pupilos ficassem com “cara de artista”.

Confira tudo o que rolou:

AYA – “End Of Time” (Beyoncé)



A girlband da Iggy resolveu se jogar em uma das músicas mais fortes da Beyoncé e, como era de se esperar, ficou com cara de calouro do Raul Gil. Cantar Beyoncé já não é tarefa fácil, mas tentar reproduzir a intensidade e energia da cantora é missão praticamente impossível. As meninas do AYA são fracas de presença de palco e, por isso, a apresentação ficou morna. Muita gente – inclusive os jurados – elogiam as harmonias que o grupo faz, mas sinceramente, não curtimos. Parece que elas não encontraram o jeito certo de cantar músicas pop em trio. Individualmente, até que são boas cantoras, mas como girlband, não rola. E gente, tem como defender esse figurino? Elas são cafonérrimas – e acreditem, elas melhoraram muito após o toque do Adam no programa anterior!

Vlado – “Into You” (Ariana Grande)



A internet surtou quando Adam Lambert eliminou o Vlado de sua categoria. Mel B que não é nada boba, escutou a internet e resgatou o candidato para os "Underdogs". Essa apresentação deixou bem claro que o Adam tinha razão ao afirmar que o Vlado não é o melhor candidato da competição, mas que ele tem "algo a mais". Bem ao estilo boyband de cantar, o cara fez uma versão interessante de “Into You”. Vocalmente, ficou longe de ser a melhor apresentação da noite, mas a apresentação teve personalidade e soou bastante atual. Conhecendo o histórico desses programas e pensando no público teen que acompanha o formato, Vlado tem grandes chances de crescer a competição. 

Chynna Taylor – “Pride (In The Name Of Love)” – U2



Com uma das cantoras mais consistentes da competição, Guy fez uma excelente escolha para a Chynna nesse liveshow. Para o hino rock do U2, eles optaram por uma versão atual e moderna da música. Com instrumental eletrônico, Chynna teve a oportunidade perfeita para destacar a sua voz e dominar o palco. O mais interessante é que até aqui, Chynna não parecia ser uma candidata pra esse tipo de apresentação. Adoramos ver a sua versatilidade. O Guy tem um histórico muito bom no programa e sabe trabalhar direitinho os seus candidatos, por isso, é bom a gente ficar de olho na Chynna.

Amalia Foy – “Frozen” (Madonna)



Com uma das candidatas mais diferentes e únicas da competição, Adam resolveu arriscar e escolheu o hino gótico da Madonna para o liveshow. Amalia tem apenas 15 anos, mas com sua voz única, consegue colocar muita emoção em suas apresentações. A candidata confessou que não conhecia a música e a gente acredita que isso chegou a influenciar a sua apresentação. Dessa vez, Amalia não emocionou tanto quanto poderia, mas foi ótima vê-la longe do piano/teclado, se arriscando e aceitando o desafio. Adam já deixou claro que entende muito de música e de como levar uma competição nas costas (saudades, American Idol). Estamos ansiosos pelas próximas semanas da Amalia. Se eles encontrarem o caminho, ninguém segura essa voz. 

Brentwood – “Latch” (Disclosure feat. Sam Smith)



Por que você está fazendo isso com eles, Iggy? Esses irmãos são incríveis e a voz do cara é sensacional, mas não dá pra entender essa escolha de repertório (pra que fique claro: a gente ama “Latch”). Quem acompanha desde o começo, sabe que eles gostam do violão, de versões mais calmas e acústicas. Embora acreditemos que seguir esse caminho a competição inteira seria "boring" demais, jogá-los num estilo completamente diferente não está funcionando. É visível o tanto que eles ficam desconfortáveis. A gente espera, sinceramente, que a Iggy entenda o que é certo para eles. 

Davey Woder – “Small Bump” (Ed Sheeran)



O cara não é ruim, mas é aquele tipo de voz que a gente encontra em todo programa, sabe? No The Voice, então, tem aos montes. O Guy fez uma boa escolha de repertório, deixando o cara mais atual. A apresentação foi boa, sem falhas, mas não tocou a gente. Dave está se firmando na competição e pode crescer nas próximas semanas, mas sinceramente, não acreditamos que ele represente bem o X Factor. 

BEATZ – “If You Love Me / Whip My Hair” (Brownstone / Willow Smith)



Se não fosse por essa nova categoria (Underdogs), sabe quando teríamos duas girlbands na mesma edição? Nunca! Mel B aproveitou uma grande falha da Iggy e trouxe as meninas do BEATZ de volta. A apresentação deixou bem claro que elas são muito mais interessantes do que a AYA. Que energia, que garra e que vontade de conquistar o público. Nos vocais elas ainda precisam trabalhar bastante, mas sinceramente, a gente acredita que para uma girlband, esse é o menor dos problemas. Estamos curiosos pra entender qual caminho Mel seguirá com elas. Esperamos que aposte num repertório atual, moderno e que deixe essas meninas explodirem no palco. Com certeza, a melhor transformação visual foi a delas. 

Isaiah Firebrace – “Let It Be” (Beatles)



Isaiah é daqueles competidores únicos. A gente não consegue explicar muito bem, mas o menino tem uma energia diferente. Toda vez que ele canta, temos a impressão de que estamos assistindo apenas o Isaiah, e é exatamente isso que procuramos num artista. Na escolha do repertório, Adam foi mais ousado com Amalia, afinal, escolheu um clássico dos Beatles para o candidato. Talvez a intenção tenha sido a de garantir votos, né? Como era de se esperar, Isaiah cantou lindamente e arrasou nessa semana. A gente só espera que o Adam escolha um caminho mais atual para ele, mas como já dissemos, Lambert entende de escolha de repertório em reality show, por isso, outro candidato pra gente ficar de olho. 

Com as apresentações do Top 8, o X Factor Austrália nos lembrou porque é uma das franquias mais interessantes do programa. O nível dos candidatos é muito alto e os jurados têm feito um trabalho incrível (embora a gente não concorde com as escolhas da Iggy). Talvez seja cedo pra dizer, mas essa temporada parece mais forte do que a atual temporada do UK. Imaginem só esses candidatos com todo o orçamento da versão britânica? Seria de arrasar!

No programa que definiu o Top 7 dessa edição, a produção aproveitou a data – Halloween – e convidou o único e incrível Adam Lambert pra se apresentar. Bem ao estilo do seu primeiro CD, com muita maquiagem, figurino pesado e fogo, Adam saiu direto da mesa dos jurados e dominou o palco para uma apresentação intensa de “Evil in The Night”, música do seu último disco “The Original High”. 



Adam mexeu no arranjo e deixou a música ainda mais próxima do Rock. Nos últimos anos, a gente têm visto um Adam mais contido, sem tanta maquiagem e sem grandes exageros, mas já que era Halloween, o cara se jogou. Que voz, Adam! Certamente, um dos melhores vocalistas da nossa geração. 

Recebendo mais um convidado, Shawn Mendes – que está se tornando sócio desses programas –, subiu ao palco e fez uma apresentação toda delícia de “Mercy”, seu mais recente single.



Hora dos resultados! Uma disputa que a gente já estava esperando aconteceu: BEATZ e AYA foram as menos votadas da semana e deveriam disputar uma vaga no Top 7. 

As meninas do BEATZ apostaram em “Bang Bang” (Jessie J ft. Ariana Grande & Nicki Minaj) e fizeram exatamente o que a gente espera dessa música. Sinceramente, já deu de “Bang Bang” para girlband e as meninas deixaram claro as suas dificuldades com as harmonias, mas no geral, uma boa apresentação. 



AYA, por sua vez, escolheu “Domino” (Jessie J) e fez uma apresentação bem ao estilo delas: cafona. Sério, não dá pra entender esses vocais. Fica muito ruim pra música pop. E por que raios o Adam aplaudiu de pé? Só pode ser pela amizade com a Iggy, sério!



Para a nossa felicidade, as meninas do AYA foram eliminadas e deixaram a competição!



Para a próxima semana, o X Factor Austrália está com uma votação para que o público defina o repertório do show. Morremos de medo dessas decisões, mas vamos acreditar que as escolhas serão positivas e que os jurados irão orientar bem os seus candidatos. 

Semana que vem a gente volta pra contar tudo o que rolou no Top 7. Até lá!      

Resultado de imagem para gif adam lambert
Tecnologia do Blogger.