Recap | X Factor UK 2016: marcada pelo equilíbrio, a "Divas Week" foi sensacional


Embora o programa esteja caminhando pra sua habitual previsibilidade nas eliminações, temos uma bela temporada em curso. E mais uma prova disso aconteceu hoje, no UK.

Sob o tema "Divas", os candidatos deveriam cantar músicas de grandes vozes femininas (mas, obviamente, houve quem burlasse o tema haha). Marcado pelo grande equilíbrio entre os candidatos, amanhã teremos um problemão pra formar o Bottom.

Será que o seu favorito se saiu bem? Uma coisa garantimos: há excelentes performances de vários deles. Abaixo, você pode conferir todas, juntamente com nossos comentários:

Ryan Lawrie – Rolling in The Deep (Adele)



Genteee, confessamos que não era bem isso que esperávamos dessa performance. Ryan continua sem um pingo de carisma, mas isso aqui foi realmente bom. Transformou o hino atemporal da Adele numa ótima versão pop rock, com direito a guitarra tocada por ele e tudo (mostrando uma nova faceta). Vocalmente, foi bem também e sem comprometer. De longe, a melhor dele no programa até agora. 

Gifty Louise – Lay Me Down (Sam Smith) 



WOW! Mudou o visual completamente e ficou belíssima. Inovou na performance, cantando uma baladinha e arrasou em todos os aspectos. Vocalmente, a melhor dela na temporada! Nos sentimos como se essa fosse uma apresentação já na final pra Gifty. Que pose, que qualidade de estrela, que voz. Sério, não queríamos que acabasse. Ovação merecida. Maravilhosa!

[PV: pra mim, esse visual não funcionou. Gifty fica muito mais Diva com o cabelo raspado, mas se o Mike gostou, tudo bem. Vamos respeitar]. 

5 After Midnight – Valerie (Amy Winehouse)


A performance teve bons momentos e outros nem tanto. É inegável o potencial que Kieran, Nathan e Jordan possuem, seja nas partes harmônicas ou quando fazem de sua performance um verdadeiro show, como foi o caso daqui. Por outro lado, "Valerie" exigiu um pouco mais de solidez vocal, que incomodou um pouco em alguns momentos (é algo consertável pro futuro). Mas nada que tire o brilho de mais uma boa performance dos meninos. Louis, finalmente, fazendo um bom trabalho desde Luke Friend em 2013. 

[Durante nossas conversas, concordamos em discordar sobre a escolha. Eu acho um tanto quanto óbvia e boring. Mike achou interessante. No fundo, acontece que ele torce para os meninos e eu para o Matt]. 

Sam Lavery – Earth Song (Michael Jackson)



Apesar de parecer óbvia, Sam (e Simon) acertaram na escolha. A música permitiu com que Sam mostrasse seu lado mais intenso e rockeiro e nos entregasse uma apresentação bem mais interessante do que na semana anterior. Entendemos a critica da Nicole ao dizer que tudo pareceu forçado demais para soar rock, mas ao mesmo tempo, acreditamos que esse pode ser o melhor caminho artístico para Sam. Conseguimos imaginar um CD pop/rock bem ao estilo Kelly Clarkson com uma baladas poderosas. Sam ainda deverá se encontrar como artista, mas até aqui, está fazendo um bom caminho.

Matt Terry – I’ll Be There (Jackson 5)


Matt está se tornando aquele candidato que esperamos pela apresentação da próxima semana. Até agora, o candidato não decepcionou e entregou mais uma ótima apresentação. Como era de se esperar, variou entre notas graves e aguda – deixando seu falsete brilhar na parte final da música. Matt está provando porque é o grande favorito da competição e, se tudo continuar assim, não duvidamos que o cara leve o programa sem um bottom. Eu (PV) como fã assumido, só gostaria que ele se arriscasse mais. O programa é uma plataforma e tanto, por isso, quero ver ele se arriscando e não se apoiando apenas na beleza e nos falsetes. Ele é mais do que isso!

Honey G – Ice, Ice Baby (Vanilla Ice)



Nos belisquem, porque vivemos um sonho com Honey G hahahaha. Não soletrou o próprio nome dessa vez, mas fez outro ótimo trabalho. Como ela é boa e carismática no que se propõe (e até encarou uma coreografia dessa vez hahaha). Vai ser difícil não vê-la no Top 5 com essa constância de boas apresentações. Sério, cada dia somos mais fãs de Honey G e ninguém pode nos julgar.

Relley C – Natural Woman (Aretha Franklin)



Gente, o que está acontecendo com a Relley? Estamos no terceiro show e não cansamos de repetir: ela acordou para essa fase dos live shows e está arrasando. A gente sabe que a escolha é super segura – talvez a mais segura da noite – mas Relley cumpriu o que a gente esperava. Assim como o Matt, queremos ver ela se arriscando mais e se tornando ainda mais interessante durante o programa, mas acreditamos que para essa noite e para o tema proposto, Relley fez um trabalho vocal incrível. 

Four of Diamonds – Lady Marmalade / Bang Bang (Christina Aguilera / Jessie J)



A gente gosta dessas meninas e sabemos que elas cantam bem, mas não dá a impressão de que está faltando alguma coisa? Se a gente parar pra pensar, da pra responder o que é: energia. O grupo escolheu duas músicas poderosas, cantaram bem, mas não dominaram o palco como deveriam. Vocalmente, não nos preocuparíamos, mas se estivéssemos no lugar do Louis, deixaríamos essas meninas com coreógrafo e professor de teatro o tempo todo. E fica ainda mais difícil quando o único grupo vencedor do programa voltou na última semana com uma apresentação explosiva. 

Emily Middlemas – How Will I Know (Whitney Houston)



zzZZZzzZZzzz. Opa! Já acabou? Ela é toda correta, é afinada, mas não dá. Falta carima (alías, que casal sem graça, hein?), falta sal e falta personalidade. O problema da Emily é que sobre técnica e essa apresentação deixou isso bem claro. A candidata acertou as notas, não cometou nenhum deslize, mas ao mesmo tempo, não ofereceu nada de novo. Entendemos (e agradecemos) o Simon por tirá-la do violão, mas mesmo assim, não está rolando. Emily deve ficar segura por mais algumas semanas, mas definitivamente, parece que o X Factor da garota ainda não apareceu. Certamente, daria mais certo no The Voice UK. 

Saara Aalto – It´s Oh So Quiet (Bjork)



Desde a escolha, sabíamos que seria 8 ou 80. Fantástica ou um puro desastre. Cantar Björk é um desafio e tanto, mas Saara o recebeu de braços abertos e entregou sua melhor performance na competição até agora. Acertou tudo: a performance, o tom, as notas, a conexão com a música. Empolgou platéia, jurados e a bancada do It Pop. Esperamos, de coração (e graças a essa performance), que o público britânico dê mais uma semaninha de sobrevida à ela. Merece.

***

Nessa semana, os candidatos entregaram um show bem mais interessante do que o da semana anterior, afinal, não é a toa que amamos as nossas divas, né? Sentimos falta de apresentações mais dançantes – por que ninguém se arriscou com Beyoncé e Rihanna, por exemplo? – mas estamos felizes com os resultados. 

Matt Terry, 5 AM, Honey G e Relley C estão se firmando semana após semanas e acreditamos que eles estejam salvos essa semana. Apostando num bottom, acreditamos que Ryan, Four Of Diamonds e Saara (exclusivamente pela falta de apelo popular) fiquem entre os menos votados. Entre eles, Ryan já entregou tudo o que tinha pra entregar e não acreditamos que Four Of Diamonds tenha tempo de encontrar a energia que falta!

Amanhã estamos de volta para comentar tudo o que rolou durante o programa de eliminação com shows de John Legend e o todo delícia Shawn Mendes.  
Tecnologia do Blogger.