Pare alguns minutos do seu dia para o clipe “A Santa Máquina”, da Antonia Morais

Antonia Morais é um nome novo por aqui, mas um rosto familiar para muitos. Pode ser que você a conheça da TV, por seu papel em “Guerra dos Sexos” (2012), das telonas, por sua personagem em “Linda de Morrer” (2015), ou de alguma notícia aleatória, por ser filha da Glória Pires, mas nosso foco aqui é seu clipe mais recente: “A Santa Máquina”.

A atriz e cantora brasileira tem apenas 24 anos e, no ano passado, se lançou na música com o EP “Milagros”, no qual aposta numa sonoridade suja ora alternativa demais pra ser pop, ora pop demais para ser alternativa, e prestes a lançar seu primeiro CD, previsto para esse semestre, revelou o clipe do seu novo single, no qual interpreta um ser conectado com a natureza, que trava uma batalha com o seu oposto, sem que exista um lado certo ou errado.

Musicalmente falando, “A Santa Máquina” remete à nomes que vão da brasileira Alice Caymmi a neozelandesa Lorde, com sintetizadores pesados, guiados ao longo da faixa por seus vocais. A produção e letra são da própria cantora.

Confira abaixo:


Que foda. A direção d’A Santa Máquina é assinada pelo Dauto Galli e, como conta a assessoria da cantora, seu clipe foi gravado em três dias, tendo como cenário a capital de Goiás, Goiânia.

O que você achou da brasileira?
Tecnologia do Blogger.