O clipe de “The Greateast”, da Sia, é sobre o atentado em Orlando

Sia lançou nesta terça-feira o clipe da sua música nova, “The Greatest”, com participação do Kendrick Lamar, e horas após a sua estreia, os fãs da cantora conseguiram desvendar a mensagem por traz do novo videoclipe, que, mais uma vez, traz a colaboração da dançarina Maddie Ziegler e direção do Daniel Askill (mesmo de “Chandelier”, “Elastic Heart” e “Big Girls Cry”).

No clipe de “The Greatest”, Maddie Ziegler está acompanhada de outras crianças, presa em um ambiente obscuro, com referências aos cenários de “Chandelier” e “Elastic Heart”, além de partes da coreografia de “Cheap Thrills”, e o auge do vídeo fica para o momento em que, num devaneio de liberdade, eles se divertem, aproveitando a sensação de estarem livres, até que voltam para o ambiente obscuro no qual começa a produção.

Sempre cheia de expressões, Ziegler demonstra uma constante inquietação, mesmo quando tenta despertar as crianças que te fazem companhia, e chega a chorar “lágrimas de arco-íris”, que dão o tom para a interpretação mais profunda do clipe: “The Greatest” é uma homenagem às vítimas do atentado homofóbico em Orlando.



Os indícios para essa teoria são vários: as crianças, em seu sentimento mais puro, usufruem da falsa crença de liberdade quando estão juntos num ambiente de descontração, com luzes que remetem à uma festa, e então são tomados por um clima pesado que reflete em seus olhares, até que desabam e tudo o que podemos ouvir são os resquícios de suas respirações. O número de crianças também é sugestivo: 49, mesmo das vítimas do atentado que ocorreu em junho, e na cena final, ainda é possível perceber os buracos na parede ao fundo.

giphy.gif (480×270)

Em sua letra, “The Greatest” traz o mesmo tema de autoempoderamento que inspirou canções como “Chandelier” e “Alive”, de seus dois últimos álbuns, enquanto ela comemora em seu refrão: “eu estou livre para ser o melhor aqui nesta noite. Eu sou livre para ser o melhor, eu estou vivo.”

giphy.gif (480×270)

Na versão lançada pelo Spotify, Kendrick Lamar fala como se fosse um mentor para os mais novos, The Greatest Alive, fazendo metáforas que remetem à sua carreira e diamantes (“eu me transformo sob pressão”), afirmando em coro com Sia: “não desista, eu não vou desistir.”


Na época em que o atentado ainda era notícia, a cantora australiana chegou a se emocionar em um show, dedicando a música “Titanium”, as vítimas e em apoio a comunidade LGBT.

giphy.gif (480×270)

Mais uma vez, Sia conseguiu lançar um dos melhores clipes e músicas do ano. E, embora tenhamos brincado com o meme do “Cativeiro da Beyoncé”, também é bacana ressaltar a importante mensagem por trás de toda a produção. #WeAreYourChildren.

Tecnologia do Blogger.