Rumor: Rihanna estaria prestes a lançar um anti-“ANTI”, a versão pop do seu disco conceitual

“Nem tudo é o que você vê,” nos disse a cantora.

Um novo disco da Rihanna, com uma proposta totalmente contrária ao experimental “ANTI” está chegando? Os fãs acreditam que sim.

De volta às teorias que rodearam o lançamento do oitavo disco da barbadiana, principalmente quando ele finalmente foi lançado e os fãs perceberam que realmente não haviam músicas tão comerciais como seus trabalhos anteriores, nem mesmo os singles “FourFiveSeconds” e “Bitch Better Have My Money”, abortados pelas baixas vendas, o público da cantora tem alimentado teorias em torno de uma segunda versão do disco e levando como base para essa crença algo relacionado às cores usadas pela cantora nessa nova fase.


Como a capa do disco “ANTI” nos mostra, a cor predominante desse trabalho é o vermelho. Na ilustração, feita pelo artista Roy Nachum, uma criança segura um balão vermelho e o tom também aparece como uma mancha que parece escorrer pela fotografia monocromática.


Entretanto, desde a primeira performance de “Bitch Better Have My Money”, no iHeart Music Radio Awards, Rihanna vestiu justamente uma cor contrastante ao vermelho: a cor verde. E é aí que começa toda a teoria, acredite você ou não.

Muitos figurinos da cantora vieram com a mesma cor, seja em apresentações ou mera apresentações:

Uma foto publicada por badgalriri (@badgalriri) em

E o artista responsável pela capa do disco, Roy, publicou em seu Instagram essa imagem aqui há cerca de 3 meses:

Uma foto publicada por Roy Nachum / Artist (@roynachum) em

OMFG.

Para a questão do contraste de cores ficar mais clara, temos essa tabela abaixo autoexplicativa:



Muita piração? Sem dúvidas. Mas se você se deixar levar, COMEÇA A FAZER SENTIDO.

Assim que o disco foi lançado, Rihanna usou o site “Anti Diary” para avisar que “nem tudo é o que parece” e, um pouco mais tarde, espalhou também anúncios que avisavam: o mistério não acabou. Pouco depois, o produtor Cardo, responsável pelo trabalho de rappers como o Kendrick Lamar, soltou numa entrevista a revista Complex“Não posso falar mais nada, mas há uma música produzida por mim para a Rihanna (...) Há um outro ‘ANTI’. Não sei se isso é oficial,  mas eu sei que temos outro disco”. E aí, para seus fãs, não restaram dúvidas: existe uma segunda versão do álbum “ANTI”. Um anti-‘ANTI’.


Outra evidência de que Rihanna possivelmente segue trabalhando em novos materiais é uma recente declaração da cantora Tinashe que, por suas redes sociais, lamentou ter perdido a canção “Joyride”, que dava nome ao seu novo disco, para a barbadiana. De acordo com a hitmaker de “All Hands On Deck”, Riri mostrou interesse na canção, até então não lançada oficialmente, e seus produtores logo trataram de remover os versos compostos por Tinashe, para vendê-la a cantora. O que ela iria querer com a música de outra cantora, se o disco “ANTI” já havia sido lançado?


Se realmente existir, a contra-edição do “ANTI” deve aproveitar ainda muitas das colaborações descartadas no processo do álbum atual, com nomes como Calvin Harris, que até lançou o single “This Is What You Came For” com ela recentemente, Sia, que revelou as faixas “Cheap Thrills” e “Reaper”, do disco “This Is Acting”, como algumas das descartadas pela Rihanna, e anteriormente havia garantido que teria pelo menos uma composição sua num novo disco da barbadiana, o cantor Ne-Yo, entre outros nomes.


Será que um anti-‘ANTI’ está mesmo a caminho? Faça suas apostas!