Warner vende os direitos e quem vai cuidar do live-action hollywoodiano de "Death Note" é a Netflix


Hollywood já acertou em algumas adaptações norte-americanas com base em obras asiáticas, mas seus erros permeiam em nossa cabeça, fazendo com que nós sempre fiquemos com não um, mas os dois pés atrás quando são anunciadas tais adaptações. "Death Note" é a mais nova nessa nossa lógica.

Oficializada tempos atrás pela Warner Bros., a adaptação acabou passou por uma mudança grandiosa. Segundo o The Wrap, a Warner não manda mais em um nada neste filme por simplesmente passar os direitos para a Netflix. Que? Sim, agora quem vai produzir e lançar ao mercado é a Netflix. Então, é bem provável que o longa-metragem nem chegue aos cinemas, sendo lançado diretamente no serviço de streaming.

Aparentemente, a Warner já havia desistido da adaptação há meses, trabalhando em possíveis acordos com vários estúdios até chegar à Netflix. Vale lembrar que apesar da mudança, o que fora decidido até o momento continua o mesmo: desde a escalação de Nat Wolff ao papel de Light Yagamii às obras escolhidas para a adaptação.

Basicamente, "Death Note" fala sobre um caderno que causa a morte das pessoas que tiveram o seu nome escrito nele. Na trama, o livro é encontrado por Light Yagami, um estudante que ao descobrir seu poder passar a assassinar criminosos.
Tecnologia do Blogger.