Fã processa Kanye West por lançar o “The Life of Pablo” no Spotify e Apple Music

O lançamento do disco “The Life of Pablo” em plataformas além do Tidal rendeu para Kanye West inúmeros títulos que ele provavelmente já esperava, como o primeiro disco a alcançar o topo das paradas apenas pelos streamings e também diversas aparições na Billboard Hot 100 com músicas que sequer foram lançadas como singles, mas se isso era um “god dream”, o rapper precisa se preparar para o nightmare.

Acontece que um fã de Kanye West decidiu entrar com uma ação judicial contra o rapper, acusando-o de enganar seus fãs para aumentar o número de usuários do Tidal, visto que, pelo Twitter, prometeu não lançar seu álbum em qualquer outro lugar que não fosse a plataforma de Jay Z e, dois meses depois, com uma ascensão que dobrou a quantidade de usuários pagos do serviço, disponibilizou o disco completo no Spotify e Apple Music.

Na ação, Justin Baker-Rhett afirma: “Nós apoiamos completamente o direito dos artistas se expressarem livre e criativamente, desde que sua liberdade criativa não seja uma licença para ludibriar o público. Acreditamos que seremos capazes de provar ao júri que Kanye West e o Tidal enganaram milhões de pessoas para assinarem seu serviço e que eles terminarão sendo responsabilizados por o que fizeram.”

Sendo a promessa de Kanye West feita apenas pelo Twitter, sem grandes formalidades, e a assinatura do Tidal algo que dependia unicamente da vontade dos usuários que, uma vez que pagassem o serviço, poderiam escutar não só as canções do rapper, como de vários outros artistas, não acreditamos que o processo seja levado a frente por muito tempo, mas, por via das dúvidas, já começamos a pensar em outros casos no qual artistas nos ludibriaram, pra que também iniciemos alguns processos. Lady Gaga e o segundo ato do “ARTPOP”, Britney e sua era urban-conceitual do “Britney Jean”, o “Prism” dark da Katy Perry... Todas serão lembradas.

Até o momento, o rapper Kanye West não se pronunciou sobre o ocorrido, mas quando ficar sabendo, esperamos que isso renda uma pérola impagável (pegaram o trocadilho? “Tidal”, “impagável”...) em seu Twitter.

Tecnologia do Blogger.