“Bela, Recatada e do Lar”: tem playlist nova no Spotify pra tombar com o machismo da Veja

A história você já deve conhecer: contando as horas pra que o golpe seja concluído e o vice-presidente do Brasil, Michel Temer, ocupe o lugar da presidenta Dilma Rousseff, a revista Veja publicou uma matéria em que fala sobre “a quase primeira dama”, Marcela Temer, e, como se contrapusesse suas qualidades com as de Dilma, destaca logo em sua chamada o fato dela ser uma mulher “bela, recatada e do lar”.

É claro que toda mulher tem o direito de ser o que bem entender, inclusive recatada e do lar, mas a maneira como a revista ressalta esses valores levanta um conservadorismo questionável e, pela internet, despertou o movimento feminista “Bela, Recatada e do Lar”, repleto de mulheres pelas principais redes sociais, indo contra o machismo da Veja — leia mais no Carta Capital.

Em prol da família tradicional brasileira e todos os valores que durante os últimos tempos passaram a ser deturpados por jovens inconsequentes e ouvintes de música pop, decidimos então nos posicionar com uma playlist que carrega o mesmo nome do movimento, com músicas das principais artistas belas, recatadas e “caseiras” dos últimos tempos.

Só pra você ter uma ideia, a playlist, disponível no Spotify, começa com “Tombei”, da rapper brasileira Karol Conká (belíssima!), passa por “3”, da Britney Spears (mais recatada que ela, impossível!), e ainda conta com Beyoncé, Nicki Minaj, Lady Gaga, Marina & The Diamonds, Ariana Grande, Miley Cyrus, Selena Gomez, Demi Lovato, Charli XCX, Christina Aguilera e por aí vai. Senhoras do lar, como Madonna, Cyndi Lauper e Cher, também são presenças confirmadas.

Reúna a família tradicional brasileira, siga e ouça a playlist completa no Spotify:

Tecnologia do Blogger.