Stream: criticando racismo, premiação da MTV, entre outras coisas, Macklemore & Ryan Lewis estreiam o disco “This Unruly Mess I’ve Made”

Tudo começou com o smash hit que não foi, “Downtown”, daí veio o desabafo incompreendido de “White Privilege II”, seguido dos singles promocionais “Kevin” e “Buckshot”, mas agora não há mais o que esperar: o novo disco do Macklemore & Ryan Lewis está entre nós.



“This Unruly Mess I’ve Made” é o segundo disco da dupla, sucedendo o aclamado “The Heist”, dos hits “Same Love” e “Thrift Shop”, e como a sua segunda canção já demonstrava, eles parecem bastante dispostos a distribuírem bastante críticas e questionamentos sobre o que os rodeiam.

Em “White Privilege II”, por exemplo, Macklemore questiona qual deve ser seu posicionamento dentro de uma indústria em que ele é privilegiado por ser um artista branco, enquanto, em “Light Tunnels”, ele tece críticas ao Video Music Awards, da MTV, falando sobre todo o teatro armado pela emissora em prol da audiência, disfarçado como algo pela música, com menções à Britney Spears, Madonna, Kanye West, Taylor Swift e a família Kardashian.



Menos radiofônico que o álbum anterior, numa primeira audição, “This Unruly Mess I’ve Made” é um disco que devemos dar mais atenção para as letras, repleta de referências e momentos bastante críticos, mas isso não significa que não haja hits em potencial, como é o caso de músicas MARAVILHOSAS como “Brad Pitt’s Cousin” (parece produção do Diplo com o Major Lazer) e “Dance Off”.

Toda a sonoridade do álbum traz uma proposta que busca por algo grandioso, épico, e segue neste clima, crescente à todo momento, enquanto Macklemore parece mais reflexivo do que nunca, trocando os refrãos fáceis por versos que mais conversam com seus ouvintes do que os entretém em si. A proposta soa tão mais séria que até dá pra questionar o que “Downtown” está fazendo ali.

O disco conta com diversas participações, incluindo o Ed Sheeran em “Growing Up” e Chance The Rapper em “Need to Know”.

Ouça o álbum “This Unruly Mess I’ve Made” na íntegra pelo Spotify:
Tecnologia do Blogger.