"Deadpool" chega ao Brasil com classificação 16 anos e a internet já reclama antes da hora


Apesar do erro feio, erro rude com o pôster de "Deadpool" para a França, o longa já carrega a melhor campanha de marketing de 2015/2016, e deve entrar no ranking de melhores do ano para muitos. Seja pela linguagem debochada, violência e a quebra da quarta parede, o filme é um dos mais esperados de 2016, e a galera tava louca pra saber qual seria a classificação indicativa por aqui, já que lá nos EUA o filme recebeu censura para maiores, e, como o longa no Brasil é sem cortes, poderia seguir o mesmo caminho, né? Parece que não.

As esperanças já não estavam muito altas com as classificações dos trailers exibidos nos cinemas, que receberam em média a classificação de 14 anos, e o pessoal que curte o anti-herói, e que não consegue pensar, antes de falar, já saiu no Twitter, Facebook ou qualquer rede social reclamando, dizendo que o longa-metragem iria por água abaixo por aqui, recebendo cortes, podendo tirar a real diversão de "Deadpool"

Faltando uma semana para a sua estreia em terras brasileiras, finalmente foi anunciada a classificação indicativa. "Deadpool" não leva no Brasil a recomendação máxima, mas chega perto, sendo recomendado para 16 anos, e a internet, novamente, reclama antes da hora. CALMA AÍ, GENTE!

O reclamação, nem vem pela possibilidade de alguma cena ter sido cortada, algo que está fora de cogitação já que a cópia brasileira é sem cortes. Sem contar o fato de que o filme deve ter tudo que vocês querem e, se vindo de nossa boca não serve, seguem abaixo os atributos que levam o filme a receber classificação indicativa de 16 anos. Obrigado, Wikipédia.

  • Violência: Estupro; exploração sexual; coação sexual; tortura; mutilação; suicídio; violência gratuita/banalização da violência; aborto, pena de morte, eutanásia.
  • Sexo e Nudez: Relação sexual intensa.
  • Drogas: Produção ou tráfico de qualquer droga ilícita; consumo de drogas ilícitas; indução ao consumo de drogas ilícitas.
A reclamação pesada vem da "pirralhada que vai ver o longa, sem conhecer o Deadpool, e fazer bagunça durante a sessão". Amigo, pega sessões noturnas para evitar esses pirralhos, se é o problema. E, ah!, sabia que estes pirralhos podem ir ao cinema ver um filme que excede sua idade? É só o pai, mãe ou responsável ir junto. Claro, ver o filme com alguém te incomodando é um saco, mas é aquele ditado: "vamo fazê o que?". Na verdade, você, que se diz fãzasso do Deadpool, deveria agradecer a redução de idade na classificação, porque isto só reflete positivamente na arrecadação do filme no Brasil.

Tecnologia do Blogger.