Descubra como esses artistas deram voz às discussões sobre HIV/AIDS no mundo


Depois de provocar a sua imaginação com imagens de alguns dos nossos artistas preferidos desde a última sexta-feira (27), contamos o nosso segredo. Tudo fazia parte de um especial do It Pop para o dia 1º  de dezembro, Dia Mundial de Luta Contra a AIDS que resultou num textocolaborativo (que você precisa ler) com o Blog Jovem Soro Positivo.

Lá no texto te contamos que escolhemos aqueles nove artistas, justamente porque eles usaram do seu reconhecimento para dar voz a luta contra o HIV e, como prometido, montamos esse especial pra você descobrir o que cada um desses artistas fez pela causa.

Vamos lá?

ADAM LAMBERT

Adam Lambert falou a respeito de sua sexualidade na capa da revista Rolling Stone lá em 2009 e desde então, vem se engajando com muitas questões relacionadas à comunidade LGBT e, como não poderia ser diferente, tem se envolvido na luta contra o HIV/AIDS.

Em 2012, o cantor assumiu (novamente) os vocais da lendária banda Queen e levou uma multidão para um show que tinha como objetivo tornar público e realçar os crescentes casos de AIDS na Ucrânia. Antes do show foi exibido um documentário abordando a importância da luta contra o HIV e contando a história de Freddie Mercury que era soropositivo e faleceu em 1991.

Adam Lambert também participou do Life Ball 2013, maior evento europeu para a arrecadação de fundos para o combate à AIDS. Além de se apresentar no evento, o cantor lançou a inédita “Love Wins Over Glamour” com exclusividade para o evento.

Além de gato e super talentoso, o cara ainda se envolve com essas questões. Por isso que a gente é apaixonado nele.




ALICIA KEYS

Dona de diversos hits, a cantora Alicia Keys tem travado sua luta contra o HIV/AIDS por meio da sua organização “Keep A Child Alive”, na qual promove a prevenção e o tratamento de crianças africanas soropositivas. E tem mais. Em parceria com o “Empowered Project”, a cantora se tornou a nova voz de conscientização sobre o HIV para as mulheres nos EUA.    


Em uma entrevista à ABC News, Alicia comentou: Falar sobre o HIV/AIDS , você sabe , é fundamental e essa é uma questão da nossa geração. Se a gente não falar sobre isso agora, a questão não será resolvida. Nós tendemos a ter um bom diálogo internacional [...], mas não estamos discutindo isso na América. Nós temos que aprender o máximo que a gente puder e compartilhar com o maior número de pessoas que a gente puder”.

Como a gente disse lá no outro texto, a informação é a grande questão pra gente lutar na erradicação contra a doença. Que a Alicia Keys continue dando voz a essa discussão.

BONO VOX

Mundialmente famoso com o U2, Bono Vox fundou em 2006, em parceria com Bobby Shriver, a “(RED) Foundation”, com o objetivo de engajar milhões de pessoas ao redor do mundo a lutar contra o HIV/AIDS na África, local de maior incidência do vírus – acredita-se que 2/3 dos portadores do vírus vivem no continente africano.


Bono lançou mão de seu apelo global para estimular doações do setor privado e garantir um fluxo constante de doações para o Fundo Global de Combate à AIDS, Tuberculose e Malária. Para vocês terem uma ideia, Bono já conseguiu gerar mais de U$ 300 milhões para financiar programas que visam combater o HIV/AIDS na África.

Que trabalho incrível do Bono, né? Não é a toa que o cara é mundialmente famoso por se envolver e ajudar em causas sociais. 

ELTON JOHN


Sir Elton John talvez seja uma das primeiras celebridades que se posicionaram a respeito do assunto, sem medo de ser associado à doença. Em 1992, o cantor fundou a “Elton John AIDS Foundation” que tem como objetivos apoiar na prevenção do HIV, além de educar e apoiar pessoas que vivem com o vírus.

A história de Ryan White, que se infectou com o vírus durante uma transfusão de sangue, e que morreu em 1990 por complicações da doença, inspirou seu amigo popstar a criar a Fundação. Atualmente, a organização é tão forte que já arrecadou mais de U$ 321.000.000 em mais de 55 países.

Por isso, desejamos vida longa ao Elton e a sua Fundação e que ele possa continuar desenvolvendo esse trabalho incrível que já tem mais de 20 anos.

KATY PERRY




Em 2009, quando Katy Perry ainda estava no início da sua jornada de sucesso, a cantora aderiu à luta contra a AIDS. Com a campanha “Fashion Agaist AIDS”, a cantora posou com uma camiseta que foi vendida por U$ 14 e toda a renda arrecadada foi doada para fundos que trabalham no tratamento de soropositivos.

Mais tarde, depois de conquistar um enorme sucesso, a californiana emprestou sua música “Unconditionally” e fez um clipe exclusivo para a campanha da UNICEF contra a AIDS. Batizada com o nome #ShowYourLove, a ação da Unicef teve como principal meta dar apoio aos soropositivos do mundo todo.

Usando sua força nas redes sociais, Katy declarou: “Trabalhei com a Unicef nesse novo vídeo de Unconditionally em apoio às 35 milhões de pessoas que vivem com o vírus HIV, especialmente os jovens que sofrem em silêncio. Nós perdemos muitas pessoas que dedicaram suas vidas para lutar contra o HIV no voo da Malaysia Airlines. Eles estavam viajando para uma conferência internacional sobre AIDS, onde havíamos planejado lançar este vídeo. Agora, eu gostaria de também dedicar esse vídeo para eles, em sua honra, e para todas as vítimas do MH17". Por isso que a gente é só amor pela Katy! <3


LADY GAGA

Que a Lady GaGa é uma artista incrível todo mundo já sabe. Além disso, GaGa sempre defendeu a diversidade sexual e a igualdade. E como não poderia ser diferente, a popstar também emprestou sua voz e sua imagem para falar sobre o HIV.



Em 2010, durante sua turnê “Monster Ball”, Gaga divulgou ao mundo que foi até sua ginecologista e pediu um exame de HIV. “Eu fiz um teste de HIV há dois dias e não é porque estou tirando a minha roupa toda noite para um homem diferente” Com essa declaração, Gaga explicou que tem como missão pessoal passar a mensagem do uso do preservativo e do sexo seguro. “Você coloca a camisinha na sua bolsa e salva sua própria vida. Não venha chorar depois de uma semana. 'Oh, meu Deus, eu fiz porque tinha medo de que ele não gostasse de mim’. Em que ano estamos? É assustador, mas eu quero que vire moda ser esperta”.

Recentemente, Lady Gaga parabenizou o ator Charlie Sheen pela coragem em contar ao mundo que é soropositivo e que essa é uma oportunidade para aprendermos sobre as prevenções modernas da doença.  Além disso, a cantora promoveu em seu site uma campanha que luta para prevenir a transmissão do vírus de mãe para filho, a “Live In a World Where No Child is Born With HIV”


MADONNA

Madonna emprestou sua imagem aos portadores do vírus HIV numa época em que ser soropositivo era visto de uma forma muito negativa pela imprensa e pela sociedade. Na verdade, a professora de dança da rainha do pop era HIV+ e quando revelou, publicamente a sua sorologia, Madonna saiu em seu apoio durante a “1989 Dance-a–Thon” para apoiar o AIDS Project LA.


O apoio de Madonna, no final da década de 80/início da década de 90, conhecido como o auge da epidemia, levou muitas pessoas a acreditarem que a popstar também era soropositiva. Nem mesmo os rumores – bem pesados e polêmicos para a época – impediram Madonna de levantar a bandeira e trabalhar em parceria com a Raising Malawi e defender aqueles que vivem com HIV na África e em todo o mundo .

MILEY CYRUS

Miley Cyrus pode ter chocado muita gente com algumas de suas atitudes nos últimos anos, mas a gente não pode negar que a cantora está sempre lutando pela igualdade e por questões de grande importância. Miley chamou atenção quando apareceu com seu vestido na “amfAR L.A. Inspiration Gala2014”, mas o que muitos não sabem é que, naquele mesmo dia, a cantora doou U$ 500.000 à instituição que luta contra a AIDS.



“É tão importante para mim representar todas essas pessoas  porque eu tenho uma voz e quero iniciar um diálogo aberto sobre a prevenção. Obviamente eu não estou  envergonhada de falar sobre essas coisas , ainda mais com os jovens”
 É muito legal ver uma artista tão nova e que tem tanta identificação com o público jovem falar abertamente sobre um assunto importante como esse. A gente espera que ela continue assim!

RIHANNA

Mesmo sendo um nome relativamente novo no ativismo ao combate do HIV/AIDS, não podemos duvidar da força e da influência de Rihanna. A cantora fez uma parceria com a “MAC Cosmetics” para sensibilizar e educar as pessoas a respeito do HIV, além de marcar presença no tapete vermelho do documentário “It’s Not Over”, que conta a história de três jovens infectados sobre o HIV.


Sobre o seu envolvimento com a causa, Rihanna contou durante uma entrevista: “Eu sou muito próxima dos meus fãs e quando a MAC me abordou sobre o assunto, eu tive acesso a informações e um monte de estatísticas tristes que eu não fazia ideia. Foi muito chocante pra mim e eu senti que era algo que eu precisava compartilhar para educar os jovens e educar meus fãs sobre uma questão que realmente está matando os jovens”

É por isso que a gente te ama, RiRi. Além de marcar seu nome na história com a sua música,a artista também está usando o seu alcance global para falar sobre uma questão tão importante pra todos.

Conhecendo a história e o engajamento, passamos a admirar ainda mais esses artistas e tantos outros que também estão no combate contra a disseminação do HIV/AIDS. A informação é a nossa principal ferramenta pra ajudar na erradicação do vírus e nada melhor do que artistas com alcance global para promover a discussão e nos sensibilizar a respeito do assunto.

Que nesse 1º  de dezembro a gente possa ter aprendido um pouco com eles! <3
Tecnologia do Blogger.