Sia e Adele fazem a primeira performance ao vivo de “Alive” e “Hello” na televisão, mas decepcionam

O novo álbum da Sia, “This is Acting”, só estreia em janeiro, mas a australiana começou a promovê-lo há algumas semanas, com o lançamento do single “Alive”, e neste sábado (07), deu início também a divulgação da canção na televisão.

Como foi anunciado há alguns dias, Furler foi a primeira atração musical do Saturday Night Live dessa semana e, ignorando o fato de que o programa foi apresentado pelo Donald Trump (um equivalente ao Bolsonaro americano), nós logo fomos conferir o que a australiana fez por lá.

Sia apresentou não só “Alive”, que há pouco ganhou seu videoclipe, mas também “Bird Set Free”, um dos singles promocionais desse novo CD, e pra falar a verdade, a apresentação da primeira não foi das melhores, visto que australiana diminuiu o tom da música e, nos seus ápices, terminou ofuscada pelo coral que acompanhou a performance.



Na canção seguinte, “Bird Set Free”, as coisas foram melhores. Talvez pelas semelhanças entre ela e o single que Sia cansou de cantar, “Chandelier”, a cantora parecia bem mais confortável em palco e, sem o coral, teve a chance que precisava para se sobressair fazendo o que sabe de melhor:



Ainda que sejamos bem suspeitos pra falar da australiana (a gente até assiste as performances usando uma peruca, caso você se pergunte), algo que nos incomodou foi o fato dos elementos visuais dessa era se assemelharem bastante aos trabalhos do “1000 Forms of Fear”, quase como se ela não tivesse iniciando um novo projeto e sim relançando o outro, além das apresentações de frente com essa peruca gigante, bem menos interessante ou impactante que as performances em que ela ficava de costas para o público, com a mesma intenção de não mostrar seu rosto.

Quem também não teve dos melhores desempenhos ao vivo foi a Adele. Por mais que a britânica tenha se tornado uma verdadeira deusa a ser adorada desde o lançamento de “Hello”, a gente se coloca na posição em que, quando preciso, falará a verdade, e esse é um dos casos. Talvez pelo tempo longe dos palcos, a cantora de “Skyfall” também diminuiu o tom da música, perdendo a linha de boa parte da apresentação, e passou longe de alcançar o mesmo efeito de suas outras apresentações.

A primeira performance televisionada de “Hello” aconteceu no francês NRJ Awards 2015 e, na próxima semana, é a vez da britânica levar a mesma canção para o palco do Saturday Night Live, esperamos que, dessa vez, sem deslizes. Olha só:



Em ambos os casos, talvez seja só uma questão de tempo até que as cantoras se adaptem às canções que elas mesmas fizeram. Tanto “Alive” quanto “Hello” necessitam de um enorme controle de respiração e voz, até pela proposta semelhante que ascende no refrão, mas se elas conseguiram o feito em estúdio, basta um pouco mais de esforço e preparação pra fazerem funcionar nos palcos também. Na dúvida, que façam como a Britney com “Perfume”.

O que você achou das performances?
Tecnologia do Blogger.