Recap || X Factor UK 2015: Com branco assustador de candidato e Cheryl invadindo o palco, o Top 5 está imperdível


Ontem a noite (28) foi ar, no UK, o quinto liveshow do X Factor 2015.

Na semana passada, dois momentos de tensão no programa. Logo após as apresentações, tivemos uma Flash Vote e a eliminação direta de Mason Noise e no segundo programa, o bottom entre Ché e o segundo eliminado da semana, Anton Stephans.

Com um Top 5 bem equilibrado, a produção do programa escolheu Jukebox como tema da semana. Para a primeira apresentação o público pode escolher, por meio de uma votação no Twitter, uma música para cada candidato. Para a segunda performance, uma música escolhida pelo mentor de cada um dos candidatos.

Vamos ver o que rolou de mais legal no programa de hoje?

Louisa Johnson – Love Yourself (Justin Bieber)



Abrindo a noite, Louisa fez uma apresentação correta para um dos sucessos mais recentes do Justin Bieber. Ficamos muito animados com a escolha do público, justamente por ser uma música atual e super condizente com a idade da Louisa e já esperávamos por uma performance nessa pegada. Com o figurino certo, a candidata mostrou sua presença de palco, mas, infelizmente, não fez uma grande apresentação. Visivelmente abalada pela gripe (será que foi só isso mesmo, gente?), Louisa não teve dos seus melhores desempenhos vocais e errou feio na última nota da música.  Mesmo assim, não podemos dizer que foi ruim. Só ficou abaixo do padrão que a própria Louisa apresentou nas últimas semanas.

4th Impact – I’ll Be There (The Jackson 5)


Provavelmente, essa foi uma das apresentações mais equilibradas das meninas do 4th Impact. Como a gente queria, elas controlaram bem a voz e usaram as técnicas corretas pra música, com direito até a um falsete poderoso bem ao estilo Mariah Carey. Faz tempo que a gente está esperando uma balada para as meninas, mas bem que poderiam ter escolhido algo mais atual, né? E a gente ainda tá esperando a Cheryl trabalhar a individualidade delas. Figurino idêntico para quatro irmãs super parecidas. Really? Assim fica difícil, gente. Fora esse cenário, né? A apresentação acabou ficando super datada, mas a gente sabe que a culpa não foi delas, então, no geral, elas fizeram um bom trabalho.

Reggie ‘N’ Bollie – Watch Me (Whip/Nae Nae) (Silentó)


A gente bem que tenta descrever a apresentação da dupla de uma forma diferente, mas não tem como. Já virou marca registrada deles e, mais uma semana, Reggie ‘N’ Bollie levou muita energia pro palco do X Factor. E nessa apresentação, eles ainda contaram com a participação super especial dos filhos. Fofo, né, gente? E se isso já não bastasse, a própria Cheryl subiu ao palco no final da apresentação e dançou com a dupla. Muito bom ver a empolgação dela com os candidatos, né? E com o público gritando muito ao final da apresentação, estamos começando a acreditar que uma das vagas na final será de Reggie ‘N’ Bollie.

Lauren Murray – Firestone (Kygo Feat. Conrad Sewell)


Se alguém ficou em dúvidas com relação a qualidade vocal da Lauren por causa da apresentação da semana passada, veja o que ela fez hoje. Vocalmente perfeita, a candidata construiu uma apresentação poderosíssima para “Firestone”. Com a ajuda da produção e uma iluminação grandiosa, Lauren teve um daqueles momentos que a gente vai lembrar até o final da temporada, sabe? A gente já tinha comentado sobre isso, mas parece estar cada vez mais certo. Lauren é daquelas candidatas que lidam bem com a pressão e que vão crescendo a cada semana. Que coisa linda vê-la arrasando assim no Top 5. Até agora, a melhor apresentação da noite.

Ché Chesterman – Hello (Adele)


Finalmente uma música atual para o Ché. Obrigado, UK. Com o single mais comentado do ano e, provavelmente, com uma das músicas mais poderosas dos últimos tempos, Ché estava com a oportunidade perfeita pra ter o seu momento na competição ao som de “Hello”. Tudo teria funcionado perfeitamente se não fosse por um importante detalhe. Deu branco no Ché. O candidato se perdeu na letra logo no início e teve que improvisar uns melismas (lindos, aliás) até que conseguisse se recuperar. A partir do refrão, Ché soltou a voz e concluiu a apresentação com vocais poderosos. A gente imagina a pressão que alguém deve sentir ao cantar Adele, ainda mais depois de passar pelo bottom na semana anterior, mas não é a hora de errar, né? Corta o nosso coração ver a cara que ele faz ao terminar a música. Sorte que ele tem um voz linda.

Encerrada a primeira parte do show com as escolhas do público, chegou a hora de acompanhar a apresentação dos candidatos com as músicas escolhidas por seus respectivos mentores. Vamos descobrir o que rolou de mais legal na segunda rodada da noite?

4th Impact – Fancy/Rich Girl (Iggy Azalea/Gwen Stefani)


Bem menos datadas do que na primeira música, as meninas voltaram mais atuais pra segunda apresentação da noite. Gostamos do cenário, das coreografias, mas ainda estamos sem entender a volta desses laços. Não precisa né, gente? E por que estão insistindo nesse tipo de figurino pra elas? Tá ficando infantil e sem graça. Fora isso, as meninas souberam controlar a voz (novamente) e apresentaram bons vocais, fazendo uma apresentação correta e segura. Pra gente, elas brilharam muito mais com Beyoncé e Christina nas últimas semanas. Ah, também adoramos a brincadeira no final: “Simon, remember my name”!

Ché Chesterman – Try A Little Tenderness (Otis Redding)


Bottom na semana passada e um branco assustador durante a primeira música. Diante disso, estávamos bem tensos com a segunda apresentação do Ché, mas logo no começo, o candidato soltou a voz, abriu um sorriso e mostrou que havia deixado pra trás tudo que tinha acontecido. Mesmo com uma música antiga e super batida nesses programas, Ché conseguiu imprimir sua personalidade e realizar uma apresentação animada pra “Try A Little Tenderness”. Talvez essa tenha sido a melhor apresentação do Ché nos liveshows. Se ficamos com o coração na mão com a carinha dele ao final de “Hello”, ficamos super emocionados (e contentes) com o sorriso aberto e com o abraço do Nick ao final dessa música. Ainda bem que ele conseguiu dar a volta por cima.

Lauren Murray – You Don’t Own Me (Grace ft. G-Eazy)


Lauren conseguiu fazer mais uma ótima apresentação e cantou muito durante a sua segunda performance. Que controle vocal e quanta técnica, hein? Impressionante. Estávamos preocupados com a escolha da música, mas Lauren e Rita optaram por um arranjo mais moderno (dentro do possível) e deixaram a música mais interessante e com a cara da candidata. Já aceitamos no coração que a produção não vai acertar no figurino pra ela, mas a Lauren realmente resolveu decolar na reta final da competição e só podemos dizer uma coisa a seu respeito hoje: Dona da noite!  

Reggie ‘N’ Bollie – Dynamite (Taio Cruz)



A dupla voltou pra fazer aquilo que faz de melhor: entreter o público. Acompanhados por bailarinos, os candidatos fizeram uma versão bem ao seu estilo pra “Dynamite”. Até aqui, eles foram os que melhor souberam usar o repertório a seu favor, mesmo que não tenham se arriscado em nada. Mesmo correta e bem ao estilo dos dois, essa segunda apresentação não teve tanta energia como a primeira, mas a plateia parece ter gostado muito, né? Eles não paravam de gritar, gente.  

Louisa Johnson – Jealous (Labrinth)

Gente, sério, alguma coisa estava acontecendo com a Louisa. O semblante dela estava diferente essa semana e ficamos aflitos com isso. Esperamos que não seja nada de grave (e que seja só uma gripe mesmo). E parece que conseguimos sentir tudo isso na apresentação. Louisa estava, visivelmente, emocionada e se esforçando ao máximo para que tudo desse certo. Mesmo com algumas notas que não saíram perfeitas, Louisa conseguiu transmitir emoção enquanto se apresentava. Se estivesse 100%, com certeza teria sido uma das suas apresentações mais fortes na competição. De qualquer forma, gostamos mais que a primeira música e esperamos que ela se recupere logo e volte a brilhar como de costume. A pressão do X Factor não deve ser fácil.

Com o final desse liveshow, destacamos a consistência da Lauren que fez duas apresentações poderosas na noite. Mesmo com alguns problemas, acreditamos que Louisa esteja salva para a próxima semana, afinal, sua base de fãs é enorme. Ché, que já passou pelo bottom na semana passada, conseguiu se recuperar na segunda música, mas o branco durante “Hello” poderá ter um impacto negativo nessa semana (ou acontecerá o oposto e ele irá receber votos de apoio?). Pela empolgação da plateia, Reggie ‘N’ Bollie devem garantir uma vaga na próxima semana, deixando 4th Impact no bottom dessa semana.  

Com a final marcada para o dia 13 de dezembro, tudo parece ainda incerto nessa temporada do X Factor, por isso, não perca nossa recap para o episódio de eliminação. Até mais, pessoal!

Tecnologia do Blogger.