Ainda há um recorde que a Adele não bateu com seu single de retorno, “Hello”

Bastou a volta de Adele pra que pipocassem também as notícias sobre a britânica quebrando aquele recorde que você nem lembrava que existia e provavelmente já havia sido quebrado por ela mesma há alguns anos, mas agora estamos com um desafio em jogo.

É claro que a britânica e seu single de retorno, “Hello”, já abocanhou boa parte dos títulos da indústria por conta de suas vendas e execuções, como foi o caso de recordes no iTunes, Spotify, VEVO, Youtube e contando, entretanto, ainda há alguns recordes que Adele não conquistou.

Enquanto todos seguem comemorando essa nova fase da cantora, que no dia 20 de novembro lança seu novo disco, “25”, a revista Billboard preparou um gráfico com uma contagem que, nos dias de hoje, poucos se lembravam: os singles que mais venderam digital e fisicamente numa mesma semana.



Com a impressionante estreia de “Hello” e suas mais de um milhão de vendas, é claro que a britânica está na lista. Nem poderia ser diferente. Porém, Adele não veio ao mundo para não assumir o primeiro lugar de cada uma das listas que você conhece e, neste caso, a gente sabe que, em algum futuro próximo, não deverá ser diferente.

Acontece que, enquanto a britânica segura o terceiro lugar da lista com sua música de retorno, quem está no primeiro AND segundo lugar da lista é o cantor Elton John. Sim, sim, ele mesmo.

Antes de Adele pensar em lançar seu primeiro álbum, Elton John teve uma carreira daquelas que levava números e mais números atrás de seus títulos e, em 1997, conseguiu invejáveis 3 milhões e 446 mil vendas (digitais e físicas) com uma nova versão da canção “Candle In The Wind”, lançada em tributo à princesa Diana. Leu bem? Foram 3 FUCKING milhões de caralhadas de vendas em apenas sete fucking dias. E essa é a marca que ninguém conseguiu ultrapassar desde então.



No segundo lugar da lista, com a mesma canção, Elton John conseguiu outra invejável 1 milhão e 212 mil vendas, reaparecendo ainda na quarta posição (!) com 787 mil vendas. É venda pra caramba.

Adele, dona dos recordes tudo, pode não ter batido o título do cantor, mas segurou a terceira posição, com suas 1,110,000 vendas de “Hello”, acima de outros nomes como Flo Rida (esse a gente olha e pensa, “ué?”, mas é pelo smash hit “Right Round”, que vendeu 636 mil cópias em 2009), Whitney Houston (“I Will Always Love You”, 632 mil cópias em 1993), Taylor Swift (“We Are Never Ever Getting Back Together”, com 623 mil cópias em 2012 e “I Knew You Were A Trouble” com 582 mil cópias no ano seguinte) e Kesha (“Tik Tok”, 610 mil cópias em 2010).
Ainda que hoje seja quase impossível imaginar algum artista batendo esses recordes novamente, até pela compra de músicas físicas terem diminuído, bem com a ascensão dos streamings, ter a Billboard relembrando a lista é um aviso de que a Adele ainda não tomou conta de todos os títulos da indústria e, desde essa volta avassaladora da britânica, não duvidamos que ela possa ir ainda mais longe.

Daqui algumas semanas será lançado o novo álbum da britânica e, com ele, seu novo single, a inédita “When We Were Young”. Estaria o recorde de Elton John com os dias contados? 

Adele, o desafio foi lançado!
Tecnologia do Blogger.