Wes Anderson, do magnífico "O Grande Hotel Budapeste", mandou avisar que gostaria de dirigir um filme de horror


Wes Anderson é conhecido por sua belíssima fotográfica, sendo a marca registrada de seus longa-metragens. A simetria é sua amante e "O Grande Hotel Budapeste" está aí para provar esse amor melhor que "Crepúsculo", como todo o filme tendo enquadramentos simétricos, além de uma fotografia impecável e muitos tons de rosa/vermelho. E se nós pudéssemos aplicar tais técnicas em um filme de horror? Seria o filme assustador mais belo de todos os tempos e olha que, se depender do diretor, isso pode acontecer.

Anderson concedeu uma entrevista ao Filmmaker Magazine, e durante ela, revelou que gostaria de arriscar algo no horror/terror, e justamente pelas técnicas — não as dele, mas, sim, as do próprio gênero. Além de um longa-metragem que causaria uns belos de uns sustos, o diretor ainda disse que gostaria também de fazer um filme natalino, por ser lucro certo. Wes Anderson, melhor pessoa, hahahaha.

"Eu penso em fazer um filme de horror e outro natalino. O horror é uma área onde um diretor realmente quer usar todos os truques e técnicas para afetar as suas emoções. Com o tipo de filmes que eu faço, você poderia dizer que uma parte é engraçada e que outra é triste? Bom, você diz, eu não sei, não tenho certeza. Era assim que queríamos que eles fossem. (..) Agora, quando você faz um filme de terror, ou de suspense, você tem que parecer assustador. Isso alivia. Explicamos alguma coisa e então você sabe que a cena seguinte será ainda mais assustadora. Eu gosto da ideia de ter exigências e obrigações ao trabalhar em um gênero como esse. Eu já fiz algumas cenas dessa forma, mas eu realmente gostaria de fazer um filme de terror completo. (...) A coisa boa sobre filmes de Natal é que, se você faz uma boa música ou um bom livro, como Dickens nos mostrou, você pode fazer uma grande fortuna, pois eles voltam todos os anos."

Wes, larga mão de filme natalino e faz um terror bem capiroto das trevas, lindo, com enquadramentos que só você sabe fazer e com aquela fotografia maravilhosa. Faça as pessoas levarem o gênero um pouco mais a sério com você tomando as rédeas de algum projeto do tipo. Por favor, eu nunca te pedi nada, vai.

Enquanto esse filme de terror não ganha a luz do dia, o diretor está envolvido em outro projeto, desenvolvido pelo próprio. Anderson voltará ao stop-motion para uma antologia inspirada por "O Ouro de Nápoles". Segundo o  Nerdist, Bryan Cranston e Edward Norton estarão no filme como dubladores. O longa ainda não tem data de estreia.
Tecnologia do Blogger.