Um dossiê completo sobre o novo single da Ellie Goulding, ‘On My Mind’, e suas teorias conspiratórias + todos os detalhes do CD ‘Delirium’

A Ellie Goulding finalmente voltou, gente! Tá certo que faz pouquíssimo tempo desde que ela encerrou os trabalhos com o seu último álbum, “Halcyon”, e antes mesmo de sentirmos saudades, ela deu o ar de sua graça em parcerias como “Outside”, do Calvin Harris, e o clipe de “Bad Blood”, da Taylor Swift, mas se é novidade dela, a gente não reclama, e sim, tá tendo single novo, em breve vem clipe também, e o que não faltam são novidades do seu novo álbum, fora um rolo enorme que parece responder “Don’t”, música do Ed Sheeran composta para a cantora.

Mas vamos por partes:

O mais novo single de Goulding é a produção do Max Martin em “On My Mind”. Massivamente divulgada pela britânica durante as últimas semanas em suas redes sociais, o primeiro single do seu novo álbum nos enganou pelas prévias, visto soar como uma produção mais levada para o eletrônico, quase que como suas parcerias com o Calvin, mas na verdade é mais uma nessa leva do “pop urban”, nos lembrando um pouco da receita da Taylor Swift com “Bad Blood” (que também é produzida pelo Max, RS).

Nesse flerte com o hip-hop, Ellie termina provando o que falou sobre estar testando algumas sonoridades diferentes do que já lançou até aqui e nos convence ao fazer com que a proposta, ainda que nova, funcione bem com o que conhecemos de seus lançamentos anteriores, mas só perde alguns pontos quanto ao impacto de um primeiro single, visto que o impacto não é o mesmo de quando ouvimos “Anything Could Happen” no “Halcyon”, por exemplo, ainda que seja uma música realmente cativante.



PORÉM, os pensamentos em torno de “On My Mind” não acabam aí. Isso porque a cantora até negou, mas a música tem tudo para ser uma resposta para “Don’t”, do Ed Sheeran. Não se lembra da treta? Calma que a gente recapitula. Enquanto promovia o seu último disco, “X”, o cantor britânico contou que essa música falava sobre uma traição que ele sofreu com uma mulher que estava se envolvendo e um grande amigo, e todo o timing de sua história batia com o mesmo período em que ele protagonizava rumores sobre ter algo com a cantora de “Figure 8”.

Entre declarações em entrevistas e postagens no Twitter, ficou bem claro que “Don’t” era mesmo sobre a Ellie Goulding, e a própria chegou a comentar sobre isso por cima, meio que dizendo que nunca teve nada sério com o Ed Sheeran, e isso é parte do que ela menciona na música. A gente deixou em destaque abaixo alguns trechos que parecem responder ao cantor e explicamos o porquê de botarmos fé nesta teoria:

“É um pouco confuso como essa coisa toda começou”

ellie-goulding-gif.gif (500×225)

Em “Don’t”, Sheeran canta “eu conheci essa garota no final do ano passado e ela me disse, ‘não se preocupe se eu sumir’ (...) eu dei à ela meu tempo por duas ou três noites, depois deixei isso de lado até que fosse o momento certo. Fiquei distante por meses até que nossos caminhos se cruzassem outra vez”.

“Eu realmente não sabia o que você pretendia. Pensava que você era um fofo e podia me fazer ter ciúmes.”

fcd7f77e-af03-4b5e-a4aa-0427decc36fe.gif (645×338)

Esse trecho pode ser relacionado à vários versos de “Don’t”. Logo no começo da música, Sheeran brinca com o título de “Burn” ao dizer que contou para ela que não estava “procurando por outro erro”, enquanto ela “só estava atrás de um amante para se esquentar”. Mais pra frente, quando começa a falar sobre a traição, ele também deixa claro: “eu não pretendia ser o próximo”.

gif ed sheeran Teddy Sheeran crying because of Edgif ed sheeran Teddy Sheeran crying because of Ed
gif ed sheeran Teddy Sheeran crying because of Edgif ed sheeran Teddy Sheeran crying because of Ed


“A próxima coisa que eu me lembro é que estávamos em um hotel. Você estava falando profundamente, como se isso fosse um amor enlouquecedor para você. E você queria meu coração, mas eu só curtia suas tatuagens. Então dei uma segurada, dei uma segurada.”

Ellie-Goulding-1.gif (620×349)

Depois de toda a confusão, Ed diz em “Don’t” que ela esteve em seu quarto no hotel, pra que tentassem acertar as coisas. Mas na versão do cara, é ela quem choraminga arrependida, enquanto ele diz que não tem mais volta. “Ela bateu na porta do meu quarto, nem sei se sabia o que queria fazer. Ela estava chorando no meu ombro, e eu avisei, ‘sinceridade e respeito é o que fazemos para [ter] isso’ (...) E eu não estava procurando por uma promessa ou compromisso, mas nunca foi apenas por diversão e eu pensei que fôssemos diferentes. Só que não foi dessa forma que você se deu conta do que queria. É um pouco demais [pra mim], muito tarde, pra falar a verdade”. 

“E agora eu não entendo isso. Você não fodeu com o amor, mas sim com a verdade. E eu sei que não deveria dizer isso, mas meu coração não entende. Por que eu to com você na minha cabeça?”

Ellie-Goulding-4.gif (500×281)

Essa parece ser uma das poucas vezes em que ela assume que eles realmente podiam ter dito algo a mais, porque, mesmo sem entender a razão, ela continua com ele em sua cabeça. Entretanto, ela parece se incomodar por ele não ter falhado com ela em relação aos seus sentimentos, mas agora estar espalhando uma história que não é realmente verdade. O trecho “you don’t mess with love, you mess with the truth” pode fazer referência ao refrão de “Don’t”: “não foda com o meu amor, esse seu coração é tão frio. Por toda a minha casa, eu não quero saber mais disso, querida. Não foda com o meu amor, eu falei pra ela que sabia disso. Mude o seu alvo. Eu não quero saber mais disso, querida”.

E por fim, ela mostra estar ciente sobre os rumores, enquanto aproveita para desabafar com o cara: 

“Eu sempre escuto eles falando sobre uma garota com meu nome, dizendo que eu te machuquei, mas eu ainda não entendi essa parte. Você não me amava, sério, não mesmo. E espere, eu realmente poderia ter gostado de você. Eu vou apostar que é por isso que eu ainda penso em você. Mas é uma vergonha... você disse que eu era boa. (...) Mas meu coração continua sem entender, por que eu tô com você na cabeça?”

search_results.gif (309×230)

Seja como for, Ellie Goulding fez questão de desmentir toda essa teoria. Falando sobre “On My Mind”, ela afirmou que gosta de quando tentam buscar significados para as músicas, mas neste caso não é sobre ninguém em especial. A gente tenta acreditar, né?


AGORA VAMO MOSTRAR CULTURA PRA ESSE POVO. O disco novo da Ellie Goulding se chama “Delirium” (amém que não é autointitulado) e tem previsão de lançamento para o dia 6 de novembro, competindo diretamente com “Get Weird”, CD novo das Little Mix, que sairá no mesmo dia. 

O disco conta com produções de vários nomes, mas quem comanda boa parte dele é Max Martin (Taylor Swift, Katy Perry, Robyn) e Greg Kurstin (Sia, Lily Allen, Katy Perry), o que resultou num trabalho com um total de 22 faixas (!), incluindo as já conhecidas “Love Me Like You Do”, da trilha de “50 Tons de Cinza”, e a parceria com o Calvin Harris em “Outside”.



Sua capa e tracklist foram reveladas no mesmo dia que o single “On My Mind” e você pode conferir o nome das canções logo abaixo:

“DELIRIUM”

01) “Intro (Delirium)”
02) “Aftertaste”
03) “Something in the Way You Move”
04) “Keep on Dancin”
05) “On My Mind”
06) “Around U”
07) “Codes”
08) “Holding on for Life”
09) “Love Me Like You Do”
10) “Don’t Need Nobody”
11) “Don’t Panic”
12) “We Can’t Move to This”
13) “Army”
14) “Lost and Found”
15) “Devotion”
16) “Scream It Out”

Deluxe

17) “The Greatest”
18) “I Do What I Love”
19) “Paradise”
20) “Winner”
21) “Heal”
22) “Outside”

A gente tá bem curioso por “Aftertaste”, “Don’t Panic” e a homenagem para os mais de 10 bilhões de B-Armys em “Army”. Na versão deluxe, o que chamou nossa atenção foi “Paradise” e “Winner”, sendo que essa última é a nossa aposta como resposta para “Better Than That”, música do último disco da Marina and The Diamonds e supostamente também inspirada na britânica. Musa das composições tudo mesmo, né?



A era “Delirium” vem com a grande responsabilidade de manter em alta o hype conquistado por Ellie Goulding com seu segundo disco, “Halcyon”, e parece estar garantida pelo menos no Reino Unido, aonde ela conseguiu emplacar até “Love Me Like You Do”, então vamos torcer pra que essa maré positiva continue na carreira da cantora. Prepara os ouvidos que lá vem mais meia dúzia de hits com uma voz de anjo.
Tecnologia do Blogger.