Nat Wolff deve estrelar a versão americana de 'Death Note', a nova tentativa de Hollywood em readaptar alguma obra asiática


A gente já cansou de ver Hollywood apropriando-se de filmes ou quaisquer outras obras de "países B". Se algo dá certo em seu país de origem, ou até mesmo é descoberto pelo mundo, alguma produtora ou estúdio corre atrás para adquirir os direitos e criar algo para poder chamar de seu e, mesmo que isso só exemplifique a crise criativa que andamos enfrentando há tempos, muita coisa boa saiu e muita coisa que não deveria nem estar aqui, linda, também.

São tantas readaptações que algumas delas seriam surpresa para muitos, caso resolvamos fazer uma lista, mas vamos enxugá-la em um único filme: "Dragonball Evolution". Independente do gênero, o longa-metragem foi a adaptação mais errada de toda a Hollywood — se tratando ao meio asiático —, e ela nos faz ter medo de outra que está por vir, também baseada em um anime. Estamos falando de "Death Note".

Não iremos nos arriscar a ir além e falar mais do que devemos, nunca assistimos ao anime baseado no mangá de Tsugumi Oba e Takeshi Obata, apensas sabíamos de sua existência antes mesmo da readaptação americana ser anunciada. Basicamente, "Death Note" fala sobre um caderno que causa a morte das pessoas que tiveram o seu nome escrito nele. Na trama, o livro é encontrado por Light Yagami, um estudante que ao descobrir seu poder passar a assassinar criminosos.

Segundo o Variety, quem deve protagonizar tal estudante é Nat Wolff, conhecido hoje pelos filmes baseados nos livros de John Green, "Cidades de Papel" e "A Culpa É Das Estrelas". A revista ainda afirma que o ator já estaria em negociações finais para o papel. Nós realmente não sabemos o que dizer quanto a escolha.

Até temos, na verdade.

Reclamações quanto à etnia já são esperadas e já deve ter muita gente por aí xingando muito no Twitter, mas nós nem nos importamos. Só esperamos que não há uma cota asiática com um ou dois personagens porque a tentativa de "agradar" é falha, extremamente falha. Já que mudaram a etnia do protagonista, mudem de todos os personagens, não coloquem alguém de olhos puxados só por colocar, tá? Criem algo também relativamente fiel ao original, não queremos nos deparar com outra bomba como "Dragonball Evolution", que por sinal, também contou com a cota asiática e "deu no que deu".
Tecnologia do Blogger.