It Pop Apresenta: o talentoso MAX necessita ser mais reconhecido, e seu ótimo EP, 'Ms. Anonymous', é uma prova disso!


A primeira vez que falamos pra valer dele aqui, foi no It's New, logo assim que saiu o clipe maravilhoso de "Gibberish". Porém, foi apenas um breve texto e estávamos esperando um pouco mais para, enfim, falarmos tudo que queríamos sobre um dos novos artistas mais talentosos que conhecemos em um bom tempo.


Maxwell George Schneider é um ator, modelo, dançarino, cantor e compositor norte-americano de apenas 23 anos de idade, que ficou mundialmente conhecido na internet, através de seu popular canal no Youtube, onde postava inúmeros covers. Foi inclusive por um desses, que este blogueiro que vos escreve, o conheceu, em 2013 e foi amor à primeira vista, graças às grandes habilidades vocais que ele apresentava.


Daí em diante, a pesquisa sobre este potencial novo astro se intensificou e veio a primeira excelente nova notícia: o jovem Max Schneider lançaria dali a dois meses, agora sob o nome artístico de MAX, seu primeiro single oficial, sendo este, uma canção inédita chamada "Nothing Without Love". E cá entre nós, a música é f**a pra baralho, mas infelizmente não obteve toda a atenção necessária do público, acabando como um hino pop e cativante (ideal para Bruno Mars, inclusive) desperdiçado, infelizmente.


O baixo desempenho do lead single, acabou comprometendo os planos de MAX, que inicialmente eram de lançar seu álbum de estreia no final de 2013. Mesmo com esse revés, ele não desistiu, voltou para o Youtube fazendo covers e mais covers espetaculares, além de participações com seus amigos famosinhos na rede, como Zendaya, Victoria Justice, Kurt Schneider e Alyson Stoner, até que em 2014, ele ressurge com um EP.


Intitulado "The SAY MAX" e composto por quatro faixas (todas inéditas), o material é de um primor pop absurdo, que ajudam a confirmar o quão talentoso e subestimado o menino Max Schneider é, seja mostrando versatilidade em baladas e midtempos que lembram muito Bruno Mars, como "Darling" e "Streets of Gold", ou se jogando no pop mais tradicional e chiclete de "Mug Shot" e "Puppeteer", mas imprimindo neles a sua marca.



Mesmo compondo ótimas canções e sendo um excelente intérprete, MAX percebeu que poderia ir mais longe nesse louco mundo da indústria pop e eis que Pete Wentz entra na sua vida. Sim, Pete Wentz, baixista, compositor e líder do Fall Out Boy, ficou encantado com o talento do menino ao ver seus covers na internet e, aproveitando o fato de ter acabado de criar um selo musical independente, a DCD2, logo tratou de contratá-lo para a gravadora, que planeja lançar o primeiro álbum de MAX no começo do próximo ano e, que, a princípio, vem coisa muito boa por aí, já que além de Pete Wentz, o garoto também tem trabalhado com Pharrell Williams nesse material de estreia.


Na última sexta (25), a fim de instigar um pouco mais a curiosidade de seus fãs, MAX lançou seu novo EP, que sob o título de "Ms. Anonymous", vem composto de quatro faixas (incluindo a conhecida "Gibberish", que abre esse post) impecavelmente bem produzidas e trazendo à tona, talvez, um lado mais maduro dele em relação às outras produções. Num mix de R&B/pop com pegada Hip Hop, que chega a remeter ao Nick Jonas em alguns momentos, mas sem comprometer a atitude e vozeirão que o talentoso Schneider possui e confirmando os predicados que tanto nos fazem apostar bastante nele num futuro próximo como nome em ascensão. Então, sem mais delongas, o EP "Ms. Anonymous" pode ser ouvido na íntegra, logo abaixo. Divirtam-se:


Gostou do moço? Vai acompanhar a carreira dele daqui pra frente, assim como nós? Então se liga em suas redes sociais, onde ele é muito ativo:

Tecnologia do Blogger.