Britney Spears joga suposto shade após desabafo de Iggy Azalea sobre ‘Pretty Girls’ e rapper questiona: ‘será que eu realmente sou a vilã nesta história?’


Essa novela que tem sido a carreira da Iggy Azalea não acaba tão cedo, né? A rapper australiana tava esperando fazer aquele retorno depois da parceria com a Britney Spears em “Pretty Girls”, mas foi tombada pelo desinteresse da americana em promover o single, além da não autorização da gravadora sobre divulgar a colaboração sozinha, e depois do lançamento do clipe, a música foi para o mesmo limo que “Work Bitch”, “Perfume”, entre outras, desperdiçando todo o potencial que poderia ter explorado e, consequentemente, deixando Azalea bem triste.

Sem a chance de fazer seu grandioso retorno, a rapper, que recentemente descartou todo o seu novo álbum para reorganizar suas ideias e precisou até mesmo lidar com o cancelamento de sua aguardada turnê de estreia, ficou bem descontente com a equipe de Britney e, pelo Twitter, respondeu alguns fãs sobre a colaboração e como ela gostaria que as coisas tivessem ocorrido.

Na sequência de tweets, a rapper é direta quanto ao fato de ter desejado uma maior divulgação para a parceria e, em uma das respostas, afirma: “fica difícil fazer uma música subir nas paradas sem divulgações extras e performances na TV, etc, mas infelizmente eu só apenas uma participação”. Deu pra sentir o tom azedo daqui. Daí, diante de sua sequência de postagens sobre a parceria, a cantora terminou por invocar o espírito da B-Army, que não compra as músicas de Britney no iTunes, mas está sempre brigando pela Godney na internet mundo afora e, provavelmente cansada desse assunto, jogou a merda no ventilador: Britney não deixou de promover “Pretty Girls” por conta do contrato em Vegas e sim por vontade mesmo... Ou a falta dela.

Também foi em resposta à uma fã que Iggy Azalea contou isso. A pessoa havia dito que ela estava sendo injusta em falar essas coisas, já que Spears estava presa ao contrato de seu espetáculo residente em Vegas, e Azalea respondeu contando que Britney está impossibilitada de fazer “shows completos e não performances na TV”, mas mostrou sua insatisfação com o tom em que a fã questionou sua postura, completando: “mas concordo com você, até porque você deve ter uma cópia do contrato aí, né?”. O impacto de Azealia Banks é real.

Nesta altura do campeonato, a internet já estava uma loucura e com o público das duas artistas se pegando pelos cabelos virtualmente, no que seria a próxima grande coisa entre os fãs de música pop, que adoram uma rixa para chamar de sua, então Iggy Azalea tentou acalmar as coisas, pedindo pra que não tornassem isso mais uma disputa da indústria entre mulheres e explicando que nem tudo era shade ou alfinetada, ela só está descontente com a falta de divulgação de “Pretty Girls” — música que, inicialmente, era só dela, mas se tornou uma parceria após Britney ligar para ela pedindo a faixa para seus novos trabalhos — e ainda tem uma admiração imensa por Britney Spears, pedindo para alguns veículos pararem com o sensacionalismo em torno da matéria, como nesse "amiga, pare" que ela mandou pra Billboard:

Só que não acabou por aí... Isso porque, logo depois do desabafo da rapper, Britney Spears publicou um tweet suspeitíssimo em seu perfil, comemorando que logo voltaria aos palcos e estava com a agenda cheia até o fim do ano. Declaração que logo relacionaram à recém-cancelada turnê de Iggy Azalea, mais ou menos como um “pelo menos eu tenho uma turnê, né miga?”. Será que foi isso mesmo ou estão vendo maldade aonde não há? Ressaltamos que Britney Spears é uma das pessoas mais maravilhosas do mundo e  nunquinha à vimos jogando shades pra nenhuma fulana novata, até porque ela é um ser que transcende essas rixas do pop, mesmo quando todos a colocavam contra a Christina Aguilera láaaa no tempo que as duas estavam só ajudando a girar a roda que se tornou essa indústria dos dias atuais.

Qual foi a postagem da Britney:

O que os fãs leram:

No mínimo suspeito. Ainda em seu Twitter, Iggy Azalea desabafou por meio de vários tweets-freestyles, reclamando da maneira que a notícia estava sendo explorada e a forma com que estavam distorcendo suas palavras:

“Quem avisa amigo é. É possível e saudável ter opiniões diferentes sem que pareça alfinetadas ou shades. Eu suspeito de todos que concordam comigo o tempo todo, porque eu sei que não acerto durante toda parte do tempo. (...) Eu não estou atacando ninguém. Tudo o que eu disse foi: eu queria que tivéssemos promovido mais [a canção], mas isso está fora do meu controle. Ela [Britney Spears] é uma boa amiga. (...) Talvez seja hora de vocês questionarem a motivação desses tabloides. Não é sobre reportar notícias. Eles poderiam ter dito ‘Iggy queria ter divulgado mais Pretty Girls’ ou ‘Iggy acredita que uma maior divulgação teria ajudado Pretty Girls nas paradas’ em vez desses ‘Iggy CULPA Britney’, ‘Iggy diz que blá blá blá culpada pelo flop’, tipo, colocando palavras ruins em minha boca.", continuou.

A rapper concluiu questionando se seria mesmo a vilã nesta história:

"Eu tenho certeza que vocês teriam curtido algumas performances extras e outras coisas da música, eu sou mesmo a vilã por querer que tivéssemos feito mais? Eu realmente amo a canção e, na verdade, nunca disse nada negativo [sobre a música ou Britney Spears], só disse que eu acho que tínhamos a oportunidade de fazer mais coisas com ela. Eu amo a música e a Britney é incrível, por que se estressar?”, completou.

E a loira, que já falou muita besteira em sua breve carreira, o que até resultou numa onda de ódio contra seu nome, infelizmente, tá cheia de razão, né? Não é de hoje que a imprensa coloca as cantoras umas contra às outras e o que não faltam são exemplos para isso (Madonna X Cindy Lauper, Britney X Aguilera, Lily Allen X Katy Perry, Rihanna X Beyoncé, Miley Cyrus X Selena Gomez X Demi Lovato, Gaga X meio mundo do pop, Taylor X Katy, Nicki X Lil’ Kim, Iggy X Azealia, etc), de forma que vale a pena ter um olhar mais cético quando se trata dessas interpretações, uma vez que você pode estar ao ponto de se tornar apenas mais um numa massa que sai puxando discussões sem nem entender o porquê.

Sem falar que, com tantas opções nas rádios atuais, o melhor é ter a mente aberta pra poder aproveitar um pouquinho de todas, em vez de perder tempo discutindo sobre quem é a melhor nisso ou naquilo, né? Tudo se torna bem mais prazeroso depois que você perde essa neura de precisar ouvir “Roar” ou “Applause”, “Good For You” ou “Cool For The Summer”, etc. Isso porque não mencionamos o fato de que essas competições raramente são fomentadas com artistas masculinos, mas se deixar isso rende um editorial.


“Pretty Girls” sempre foi mais uma música da Iggy Azalea do que da Britney mesmo, tanto que a fórmula é um repeat e tanto de “Fancy”, também nos lembrando de “Beg For It”, “Drop That Kitty” (Ty Dolla $ign com Tinashe e Charli XCX) e “I Don’t Fuck With You” (Big Sean), e a rapper australiana, além de contribuir para sua composição, ao lado das meninas do Little Mix, chegou a co-dirigir seu videoclipe, também apostando outra vez na ideia de refazer cenas de um filme, de forma que super entendemos seu descontentamento. Quem não ficaria chateado vendo todo um trabalho sendo desperdiçado pelo desinteresse alheio? Principalmente quando foi Britney quem correu atrás da parceria, pra depois fazer isso com a menina, foi maldade mesmo.

Mas Iggy Iggz, cê disse que estava focada em trazer de volta sua identidade para o novo disco, se inspirando em suas mixtapes e músicas como o hino “Work”, então desapega dessa fórmula batida de “Fancy”, sai desse Twitter e só apareça aqui quando o hinário estiver pronto, pfvr. Que venha o próximo clássico.
Tecnologia do Blogger.