Tá sozinho neste Dia dos Namorados? A gente separou uma lista com cinco músicas pra você ouvir e curtir a solidão, porque não há problema algum nisso


A próxima sexta-feira pode até não ser treze, mas marca uma fase bem aterrorizante e incômoda para aqueles que estão só, sofrendo por amor, superando um último relacionamento ou simplesmente em busca daquele match que precisa dar em algo lá no Tinder. Isso porque, no Brasil, é no dia 12 de junho que comemoramos o Dia dos Namorados e, ao nosso redor, o que não faltarão são casais nos mostrando o quanto eles são felizes e cumprem bem a máxima de que “dois são melhores do que um”, como já cantava Taylor Swift com o Boys Like Girls. 

Mas se até a cantora mudou de ideia com o tempo, como mostraremos mais a frente,  se você não estiver feliz e à dois, tem todo o direito de não comemorar essa data tão cheia de significados comerciais e, dizemos mais, pra não sair como o chatão dos textões no Facebook, é melhor deslogar do site e, durante o tempo ocioso, já que não estará com seu mozão ou reclamando do amor dos outros, vem com a gente nesta lista de músicas para escutar curtindo sua solidão emo, gótica, conceitual e feliz, até que te provem o contrário.

5) “Alone Together”, Fall Out Boy 

Não há mal nenhum em estar sozinho, né? E nesta sexta-feira, é até melhor que esteja assim. Depois dessa lista, dá pra fazer uma maratona de séries sem ter ninguém conversando durante os episódios ou querendo tirar dúvidas, comentar cenas e fazer qualquer outra coisa que necessite de uma fração da sua atenção. Se não estiver interessado em séries, você também pode ir assistir um filme, ler um, dois, três livros, dar uma volta em algum lugar tranquilamente sozinho ou, na falta de opções mais interessantes, dormir. MASSSS se nada disso der certo, convidar outra pessoa que esteja na mesma que você pra fazer algo junto é uma boa opção, aí vocês estarão sozinhos juntos, como canta Patrick Stump e a banda Fall Out Boy nessa música lindona:



4) “So What”, P!NK

“Mas It, eu acabei de sair de um relacionamento, tô ruim pra caramba e só de pensar em sexta, já to repondo a água dos reservatórios de São Paulo com minhas lágrimas.” Calma que tem uma saída pra você também! Em “So What”, P!nk transforma em música toda aquela vontade que temos de mostrar que estamos bem após o fim de um relacionamento. É completamente normal que fiquemos mal, o que depende muito de como as coisas chegaram ao fim, de quem partiu a iniciativa e qual era a intensidade do sentimento envolvido em todo o romance, mas raramente queremos sair por baixo, né? É aí que a gente coloca essa música no máximo, usa versos no status do Whatsapp e mais um pouco. “Eu não preciso de você e, quer saber? Tô me divertindo bem mais. (...) Eu estou legal, estou até bem. (...) Quer saber? Eu não quero você nesta noite”. Só se segura pra não sair com os textões, tá?



3) “I Could Say”, Lily Allen

Como mais uma opção para os recém-solteiros, “I Could Say”, da Lily Allen, é um hino atemporal para nos deixar prontos para outra enquanto notamos que o relacionamento anterior era destrutivo e, no fim das contas, teve como melhor parte o fato de ter acabado mesmo. Na música, presente em seu segundo álbum, a britânica começa falando que poderia ter tido que ficaria com o cara pra sempre, mas isso seria uma mentira e grande burrice, já que ela ainda era bem nova, e termina garantindo que as coisas mudaram para melhor desde que ele partiu. “Agora que você se foi, sinto como se estivesse livre da minha gaiola”.



2) “Dancing On My Own”, Robyn

Abençoada seja a cantora Robyn. A sueca é especialista em cantar sobre relacionamentos de uma forma beeem fora do convencional e em “Call Your Girlfriend”, por exemplo, se põe no lugar da amante, que prontamente aconselha seu par sobre como ele deve explicar pra sua atual que está com outra e colocando um ponto final em seu namoro, daí em “Dancing On My Own” ela se põe no posto da sofrida, que tá lá no cantinho te vendo beijar outras bocas, mas consegue tornar isso uma experiência dançante e, acredite, até um tanto pra cima, passando mais uma mensagem de “levanta essa cabeça!” do que “coloca essa cabeça no meu ombro e chora, amigo”. A gente usa em todo fim de relacionamento.



1) “Fuck Love”, Iggy Azalea

Eita que agora vai! A gente já viu que tá pra ficar bem sozinho ou, na melhor das hipóteses, sozinho entre pessoas que também estão sozinhas, já entendemos como podemos fazer pra superar relacionamentos que não deram certo (ou deram certo por um determinado tempo) ou aquele romance destrutivo que fez bem em acabar, além daquela fase em que só sofremos, pensando nas bocas que beijarão aquela que poderíamos estar beijando, daí chega um dos últimos estágios do nosso ritual de aceitação de que essa sexta-feira não foi feita para nós, que é o momento do “ah, mas quem precisa de um namorado(a) quando se tem tudo o que quer sozinho????”. Iggy Azalea em “Fuck Love” não tá dando uma foda pra toda essa história, de romances, amor e etc. Pra não sair por baixo, ela até aceita o cara, mas o que quer mesmo são diamantes. “Eu já sou apaixonada por mim mesma”, entoa a australiana e assim repetimos. Por que essa música ainda não se tornou nosso hino nacional?



— “NEW ROMANTICS”, TAYLOR SWIFT —

Bônus! Bônus! Taylor Swift pode não ser nossa conhecida e muito menos alguém próximo, mas ainda que tão distante, tem sido uma das melhores conselheiras amorosas de todos os tempos. A cantora novaiorquina é assunto frequentemente por conta de seus relacionamentos com famosos e quanto a isso não temos problema algum, assim como nem temos nada a ver com isso, ela namora com quem quiser, gente! E a melhor parte disso é que todo namoro, seja ele um acerto ou decepção, termina numa música nova dela e com isso o que não nos faltam são quotes para a vida. “New Romantics”, do CD “1989”, fala sobre o amor da geração atual, geração Tinder, geração que diz “eu te amo” como se fosse um simples “oi, miga, tudo bem?” e traz um verso mais que a favor à você, que estará solteiro(a) neste Dia dos Namorados: 

“Corações partidos são nosso hino nacional, nós o cantamos orgulhosamente. Estamos ocupados demais dançando pra ficarmos pra baixo. Querido, nós somos os novos românticos. As melhores pessoas na vida são livres.”



PS.: O vídeo acima é de "Blank Space" porque não encontramos UM player decente de "New Romantics" pra ouvir de grátis, já que a Taylor é maravilhosa, mas pilhadíssima com isso de streamings gratuitos, né?

Dicas nacionais:
“Me Sinto Ótima”, Banda do Mar
“Solteira Sim, Sozinha Nunca”, Mulher Melancia
“Amor Não É Oi”, MC Ludmilla
“Nêga Samurai”, Banda Uó



Caso você seja uma pessoa feliz e comprometida, saiba que você não é bem-vinda neste post, ainda que a leitura seja livre para todos e não tenhamos exatamente nada contra você ou a forma com que leva sua vida à dois, apenas nos incomodando um pouco com o fato de que, nesta sexta-feira, você terá o que comemorar, enquanto outros não. Leve em consideração que nem toda a internet estará favorecida em relação a esta data e, com um pouco de empatia, compreenda que ser feliz em meio à infelicidade dos outros é tão ruim quanto se infelicitar pela felicidade alheia, mais ou menos como esse post sugere desde o início. Tenha um ótimo Dia dos Namorados!

giphy-3.gif (497×242)

Brincadeiras à parte, a gente tá sim transbordando amor neste dia, tá? E bem longe do tom azedo de todo o post, hahaha. Aos comprometidos, tenham um ótimo Dia dos Namorados e aproveitem pra passar um bom tempo com a pessoa amada, afinal, é pra isso que serve a data, não é mesmo? Enquanto você, que está solteiro sim e talvez sozinho também, mas não por opção, senta e relaxa, amigo. Aproveita nossas dicas, dá uma saída em busca de alguma distração e força, porque a felicidade pode demorar, mas chega pra todos. Aproveita a data pra rever seus pensamentos sobre relacionamentos sérios e, caso tenha algum trauma, se esforçar para se libertar deles, até porque não a nada melhor do que ter alguém com quem você possa contar sempre e, o principal, amar e estar junto, que nem a Beyoncé e o Jay Z, Gaga e Taylor, Britney e JustNÃO, PERA. Isso é tudo, gente, até ano que vem! :D
Tecnologia do Blogger.