Babilônia é aqui: Vitória dos gays é vitória do pop!


Antes deste texto começar, lembrem-se dos nomes Madonna, Cindy Lauper, Cher, Kylie Minogue,
Janet Jackson, Britney Spears, Christina Aguilera, Pink, Katy Perry, Miley Cyrus, Demi Lovato e Lady Gaga (acrescentem mentalmente quem vocês acharem que está faltando).

Como todo muindo já sabe e já mudou a foto do facebook, a Suprema Corte dos Estados Unidos, em um momento de luz, legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em TODO o país. Foi uma disputa acirrada (cinco votos a favor e quatro contras) e 13 estados do país ainda não reconheciam este direito civil da parte LGBT da população. 

Nós, como um portal explorador da cultura pop, estamos diretamente ligados ao movimento, pois ninguém consegue fazer rebuliço maior do que quem é Pop. Sendo assim, não podemos desassociar essa vitória das nossas divas, as grandes enconrajadoras da liberdade de se expressar e ser quem você é sem se importar com o que outros tenham a dizer. Como falar e fácil e fazer é difícil, devemos valorizá-las ainda mais pois elas FAZEM e MUITO BEM. 

Com suas roupas devassas, suas performances ousadas, letras libertadoras e sonoridade mais colorida que o arco-íris, gerações são influenciadas pelo trabalho dessas artistas que, em momentos de mudança, como o que estão vivendo, possuem sua parcela de crédito. Todos as fanbases deveriam se juntar para uma grande glorificação de quem põe a cara no sol pela igualdade.

A sociedade leva tempo, mas ela sempre evoluiu a lentos passos. Foi a Lei do Ventre Livre que abriu espaço para a Lei Saraiva-Cotegipe que abriu espaço para a Lei Áurea. Ainda hoje vemos o reflexo da opressão contra os negros e, com certeza, ainda veremos reflexos da opressão que todos os gays, lésbicas, travestis, trangêneros, bissexuais, crossdressers e quem mais fizer parte do grupo, sofre no dia-a-dia, infelizmente.

Os Estados Unidos para o bem ou para o mal é a maior potência mundial, é o maior disseminador de estímulos comunicativos que induzem linhas de pensamentos dentro da sociedade e por isso, seu apoio incondicional, em termos de nação, é mais do que uma vitória. Todo o mundo está sentindo o reflexo desta decisão e este foi o primeiro floco de neve que ainda vai gerar grandes avalanches de mudanças para a nossa sociedade.

Com ou sem capas coloridas, o respeito é de todos para todos e é realmente difícil compreender o porquê de algumas pessoas não conseguirem viver com base nessa premissa educacional. Contudo, está é uma semana de vitória e cada vitória deve ser comemorada antes do trabalho recomeçar. Sendo assim, mais dias de fotos e redes sociais coloridas, mais Babilônia, mais O Boticário, mais postagens e tweets de respeito ao próximo e muito, mas MUITO mais música pop para tod@s.

Tecnologia do Blogger.