SHINee foge do óbvio no clipe de 'View' e abusa de novos gêneros no álbum 'ODD', mas nem assim o grupo cria algo tão marcante para seu retorno


Aleatoriamente, na noite do dia 11, o site do grupo do Onew entrava em manutenção, colocando todo mundo em estado de alerta. Era o comeback? Todos esperavam o retorno dos rapazes para o fim deste mês, já que em três dias dele a SHINee World Concert IV aconteceria (que já aconteceu, na verdade) e, supostamente, os rapazes haviam gravado um clipe na Tailândia. Entretanto, foi feito um anúncio oficial, com o site todo repaginado, com direito à imagem teaser de alguma fã sasaeng e seu ~quarto~ cheio de posters, pegando todos de surpresa, pois, naquela mesma semana, a CEO da empresa k-pop, BoA, estaria fazendo seu retorno com seu oitavo álbum coreano - é estranho ver uma empresa/gravadora promover algum artista/grupo simultaneamente.

"VIEW"

No decorrer da semana passada, foram divulgados três teasers. O primeiro deles mostrava uma modelo dançando, e, nos segundos finais, aquele membro que descobrimos ser o Onew através do clipe. O segundo, com o instrumental de uma das músicas do novo disco, trazia todos + algumas gurias pulando na piscina, e o medo de termos uma nova "Boys Meet U", é claro que surgiu. MAS, o terceiro e último já dava maiores esperanças, prometendo um clipe diferente para o grupo e mais!, todos os integrantes seriam, aparentemente, sequestrados. A união das três prévias criava uma sensação estranha, nada parecia se encaixar muito. Jonghyun e seus amigos seriam sequestrados por ~fãs~, mas no fim eles estariam felizes com isso? Assistam ao clipe e tirem suas conclusões.


O que nós entendemos: o sequestro foi planejado. Logo no inicio do clipe, em meio ao Taemin e seus primeiros versos e os rapazes entrando dentro de uma van, vemos uma das gurias conversando com Minho - tudo foi combinado ali -, e segundos depois, já temos o momento em que eles são raptados. Tá, mas por que os integrantes se submeteram a isso? Simples, para ter o gostinho de uma vida normal e fugir das loucuras da vida de um artista coreano. Poder ir à festas, tomar bebidas, aparentemente, alcoólicas cozamigos, invadir a piscina da casa alheia, e até poder rejeitar um beijo (né, Jinki?) - sendo gente como a gente. Essa ideia também é reforçada em outros dois momentos. O primeiro deles é quando Jonghyun impede que o fotografem; já o outro é quando eles fogem de um carro, provavelmente ocupado por alguém que estava atrás deles - caso fossem encontrados, eles seriam obrigados a retornar ao antigo cotidiano.

O ponto que realmente devemos ressaltar quanto ao clipe, nem chega a ser o ótimo contexto por trás dele. Deeeeesde o debut estamos acostumados a ver o grupo apostar em uma linha naaaada madura - com duas exceções -, e, apesar de excelentes clipes, todos eles são "mais do mesmo", recheado de coreografias - algo que nem chega ser a sobremesa deste - e, em alguns deles, com um enredo de apoio. O grupo reinventa-se SIM a cada comeback, mas a sensação de já ter visto aquilo antes sempre prevalecia. Em "View", SHINee foge do óbvio e inova. Não estamos falando que, com o clipe, o k-pop nunca mais será o mesmo. Tal inovação é própria deles. Os conceitos coloridos/fofos/alegres deram lugar a algo realmente maduro.

"ODD - The 4th Album"

Apesar dos lançamentos japoneses e clipes aprovados pela Katy Perry, os dois últimos trabalhos coreanos dos amigos do Key são pra lá de maduros, logo, todos contavam com que tal maturidade seguisse em frente. E não é que seguiu? Composto por 11 faixas, "ODD" está longe ser o hinário que "The Misconceptions of Us" foi, mas consegue manter a mesma qualidade, saindo da zona de conforto, brincado com gêneros nunca usados pelos rapazes e até apostando em algo que pode virar tendência na Coreia do Sul - pelo menos essa era a ideia inicial.

Os destaques ficam para quatro faixas. A primeira, "Odd Eyes" (composta por Jonghyun), adota um violoncelo nos segundos iniciais, em meio aos versos (em inglês!) de Kibum, mas logo o abandona, criando, em seguida, uma atmosfera toda sexy. Já down down down down "View" tenta apostar no deep house e acaba se misturando bastante ao euro dance/pop. Ainda seguindo a pegada sexy da faixa de introdução, temos "Trigger" e seu lado quase trap, se assim podemos classificar, A "Evil" deste álbum, "Alive", que cairia muito bem em "The Misconceptions of Me", traz uma batida pesada e o aclamado sussurro do Minho com o seu "SHINee's back", além do maravilhoso rap do Kibum. Segue stream do álbum abaixo:



***

Por fim, SHINee fez um retorno sólido, atendendo todos os gostos, e a quem já estava cansado dos lançamentos para as pikachus. Quanto a "View", SHINee inovou para si mesmo, não para o mercado, com um conceito nada comum (para eles), podendo tornar-se uma espécie de referência futura aos trabalhos-chave do grupo. Tal inovação não atinge apenas a faixa-título, como também o álbum "Odd", que, apesar disto, em alguns momentos, não soa com algo realmente marcante para a carreira dos meninos. Não estamos dizendo que o álbum é ruim, muito pelo contrário, tudo nele é excelente, mas não vemos todo o trabalho de "Odd" como algo que possa se tornar referência ao grupo daqui cinco anos, por exemplo.

SHINee's back!
Tecnologia do Blogger.