m-v-f- 2015: exposição em São Paulo traz instalação inspirada nos clipes de Sia, experiência de realidade virtual com Björk e mais!


Que ótimo dia para falar “bolacha” e ser de São Paulo! Logo no comecinho de junho, a cidade será sede da terceira edição do Music Video Festival 2015 (aka m-v-f- 2015) e, nesse ano, o festival, desenvolvido em parceria com a Cinnamon Comunicações,  está imperdível e cheio de atrações bacanas pra quem ama assistir videoclipes enquanto observa mil e uma coisas que, no geral, costumam passar despercebidas.

Valorizando os vídeos como as verdadeiras obras de arte que muitos deles são, o m-v-f- vem com o objetivo de reconhecer e incentivar os diretores e músicos a produzirem materiais com cada vez mais qualidade e, nos dias 6 e 7 do próximo mês, traz para São Paulo uma programação que inclui estreias nacionais independentes, instalações inéditas e até ações interativas envolvendo artistas como a australiana Sia (!) e a islandesa Björk (!!), mas vamos por partes.

“Tríptico 1000 Formas de Medo”


Pela primeira vez dentro do m-v-f-, a instalação inédita “Tríptico 1000 Formas de Medo” foi produzida com o apoio do diretor Daniel Askill, responsável pela trilogia de clipes lançada por Sia com o disco “1000 Forms Of Fear”, visando expandir a experiência de seus vídeos para os visitantes do festival. 


A instalação será inspirada nos clipes “Chandelier”, “Elastic Heart” e “Big Girls Cry”, que foram marcados pela performance da dançarina Maddie Ziegler e o conceito de confrontos com seu demônio interior. O cara, que virá para conferir todo o evento de perto, também terá uma conversa aberta ao público, falando sobre seus trabalhos e a parceria com a hitmaker australiana. Tá imperdível, sim ou claro? A gente só acha que poderiam ter chamado Sia e a menininha dos vídeos, Maddie Ziegler, também.


VRSE.Works apresenta: “Stonemilker”
Sabe “Stonemilker”, aquele clipe lançado pela Björk com o disco “Vulnicura”? Pois bem, o material também será explorado dentro do m-v-f- 2015, integrando uma experiência imersiva de realidade virtual, aos moldes da estreia do clipe, que aconteceu lá no Museu de Arte Moderna (MoMA) de Nova York. Segundo os desenvolvedores do festival, a ativação dura cerca de sete minutos, nos colocando totalmente dentro do videoclipe da musicista islandesa. Se os clipes dela já nos causam algumas reações apenas pelo Youtube, imagina como deve ser integrar um deles!   


Bate-papos
A programação do Music Video Festival está repleta de participações especiais durante seus dois dias e, para conferir os bate-papos com nomes que vão de personalidades conhecidas à nomes em ascensão, basta retirar uma senha uma hora antes da conversa começar. 


A agenda, disponível no site do m-v-f-, inclui bate-papos com representantes do Clap Me, VEVO e UOL Música, com Nomi Ruiz (Hercules & Love Affair), os brasileiros Rico Dalasam, Jaloo e Bárbara Ohana, entre outros, além do diretor australiano Daniel Askill, responsável pelos clipes “Chandelier”, “Elastic Heart” e “Big Girls Cry”, da Sia.

E tem mais...
Rico Dasalam, que foi uma das apostas da MTV no ano passado, aproveitará sua participação no festival pra lançar um novo clipe, e as estreias do festival ainda incluem novos vídeos de Thiago Pethit, Mahmundi, Apollo e outros artistas em ascensão no nosso cenário independente. 


Todo o conteúdo do m-v-f- 2015 foi desenvolvido com a curadoria de Jonathan e Meg Wells, da FLUX (Los Angeles), acompanhados dos brasileiros Duda Leite e Adriano Cintra (Madrid).

O m-v-f- 2015 acontecerá nos dias 6 e 7 de junho no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, indo das 14h às 22h. A entrada é totalmente de grátis. :D
Tecnologia do Blogger.