It's New: 7 músicas/clipes que saíram nos últimos dias e você precisa conferir! (29.03)

Devido ao cancelamento do seu voo, a Ana Carolina, responsável pelo “It’s New” aqui no blog, não pode comparecer para a publicação da coluna. Felizmente, sua ausência rendeu mudanças na line-up do It Pop e trouxe o blogueiro que vos fala, Gui Tintel, pra cuidar da edição dessa semana. Obviamente, já que é minha vez de cuidar da coluna, vou deixar tudo aos meus moldes, tá? Então não estranhe se a seleção soar mais pop do que deveria.

Pra quem não sabe, o “It’s New” reúne numa só publicação alguns lançamentos que não passaram pelo blog nos últimos dias e, shittt, merece a sua atenção. As outras edições dessa coluna podem ser conferidas clicando aqui.

1) Max, “Gibberish (feat. Hoodie Allen)”
Toca uma música pras gays! Praaas gays! Com Nick Jonas mostrando ter potencial e tanto para um cenário pop que carece de cantores masculinos que não sejam o Justin Timberlake e possuam uma proposta mais dançante que o Bruno Mars, além do Justin Bieber planejando há algum tempo um retorno que promete fazer a diferença, a gente ficou bem esperançoso com o Max Schneider. O cantor, famoso por seus covers pelo Youtube, aproveitou a premiação do site de compartilhamento de vídeos, o Youtube Music Awards, pra lançar o clipe de seu atual single, “Gibberish”, e SOS, a música é foda mesmo e seu clipe não fica atrás. A faixa é uma parceria com o rapper Hoodie Allen e, de fato, merece sua atenção mais do que qualquer coisa:


Senta na nossa cara, Max!

2) Shamir, “Call It Off”
Com seu disco de estreia, “Ratchet”, previsto pra ser lançado em maio desse ano e, atualmente, disponível para pré-venda no iTunes, uma das nossas quinze apostas para dois mil e quinze, o cantor e rapper Shamir, também aproveitou o Youtube Music Awards para lançar clipe novo, sendo esse para o single “Call It Off”. A música, cheia de sintetizadores e percussão, passeia de Pharrell Williams ao The Ting Tings, passando ainda por um eletrônico à la MNDR e mais um pouco. O cara é um apanhado de várias coisas boas que saíram nos últimos dez anos, RS. O clipe, coloridíssimo, mostra o cantor numa versão fantoche, igual o Ed Sheeran em “Sing”, prendendo pessoas à sua música... Literalmente.


3) Jason Derulo, “Want To Want Me”
Será que agora vai para o Jason Derulo? O cantor, que pela primeira vez sentiu o gosto do sucesso mundial com “Talk Dirty” e “Wiggle”, do CD “Tattoos”, de certo vai sofrer pra se desvencilhar da fórmula trap com saxofone e refrão chiclete, mas se esforça pra fazer isso o quanto antes no primeiro single do seu novo disco, que é a deliciosamente pop “Want To Want Me”. A música, como já dissemos, traz uma fórmula doce que muito nos lembra Katy Perry, Maroon 5, Olly Murs, Bruno Mars, entre outros, em tempo que o clipe dá a ela um tom um pouco mais sensual, levando ao pé da letra os versos do cantor. A iluminação e cenografia estão sensacionais.


4) Hozier, “Work Song”
Foi quase um ano que passamos escutando o cantor irlandês Hozier pedir pra o levarem à igreja no hino sobre a intolerância religiosa quanto aos relacionamentos homoafetivos “Take Me To Church” e eis que, no segundo single do seu disco de estreia autointitulado, o cantor conseguiu esse feito. Brincadeiras à parte, o vídeo de “Work Song” se passa numa igreja mesmo e agora põe em questão a atenção que Hozier conquistou do público, será que ele consegue outro grande hit? Na produção, o cantor faz um show intimista, em tempo que casais interpretam a faixa coreograficamente. Isso que é música de Deus, né Michele?


5) Karmin, “Along The Road”
O duo Karmin não teve a atenção esperada com seu disco de estreia, até mesmo por perder o timing devido às burocracias corriqueiras de quando se faz parte de uma major, mas problema resolvido. Pelo menos um deles. De volta ao cenário independente, o duo formado por Amy e Nick lançaram na semana passada o clipe de “Along The Road”, que é sua nova música de trabalho, com uma proposta bem simples e que remete aos primeiros materiais deles, no tempo em que postavam covers no Youtube. O cenário do vídeo foi todo montado pela dupla e composto por sapatos, que posteriormente foram doados para a caridade. Um amor esses dois! Desejamos tudo de bom e muita sorte nos próximos lançamentos, porque talento eles têm de sobra.


6) Charli XCX, “Famous”
Erguida pela internet desde o disco “True Romance”, que sucedeu o boom de sua carreira com “Fancy”, da Iggy Azalea, e “Boom Clap”, a cantora Charli XCX se virou contra a rede mundial de computadores no seu novo clipe com o CD “Sucker”, para o hino “Famous”. Praticamente ignorando o baixo desempenho do single com a Rita Ora, “Doing It”, o clipe novo marca o início da divulgação de sua nova música de trabalho, mas, infelizmente, não convence, trazendo uma discussão interessante, do quanto terminamos dependentes da internet, celulares, aplicativos, etc, só que pendendo para um humor bem forçado. A música é uma das melhores coisas que a cantora de “Need Ur Luv” já lançou em toda sua breve carreira.


7) Ed Sheeran X Rudimental, “Bloodstream”
O cantor britânico Ed Sheeran lançou como próximo single do CD “X” sua parceria com o Rudimental, num remix de “Bloodstream”, e a produção drum’n’bass também ganhou um clipe com oferecimento Youtube Music Awards, mais uma vez sem que Sheeran seja o protagonista da história. No vídeo, quem está em frente às câmeras é o ator Ray Liotta, interpretando uma estrela do rock que sente ~em sua corrente sanguínea~ a decadência de sua vida e carreira. O tom mais dramático casou super bem com as batidas mais pesadas e nós, que não aguentamos mais ouvir “Thinking Out Loud”, estamos contando com que seja mais um hit. Vale lembrar que o ruivo se apresenta no Brasil no próximo mês!


***

E chegamos ao fim! Faltou comentarmos algum clipe e/ou single? Conta pra gente nos comentários, avisa no Twitter, Facebook, prometemos ler tudo. Na semana que vem estamos de volta com mais uma edição do “It’s New” e, pelos próximos dias, o que não faltarão são novidades pelo blog! :D 
Tecnologia do Blogger.