It Pop apresenta: 15 novos artistas para ficarmos de olho em 2015

No ano passado, começamos um especial bem semelhante ao “BBC Sound Of...”, em que listamos 14 nomes que apostávamos que aconteceriam no ano de 2014. Da lista, tem nomes que, sejamos honestos, nunca mais ouvimos falar, em tempo que também houve menções realmente concretizadas, como Ella Eyre, Banks, Mapei, Chloe Howl e, meu Deus!, até lembramos do Sam Smith e George Ezra, que terminaram com dois dos discos mais vendidos do ano passado no Reino Unido.

Passado 2014, atualizamos então a nossa lista de apostas e cá estamos nós, com 15 nomes para ficarmos de olho em 2015. É válido ressaltar que, independente de sua performance comercial, são nomes que queremos manter por perto durante um período relativamente longo, mas obviamente, o que esperamos é poder vê-los crescer mais e mais, até porque o pop mainstream têm implorado por nomes que possam fazer a diferença, não é mesmo?

Sem mais delongas, abaixo estão nossas apostas (com textos por Gui Tintel, Ana Carolina Laurindo e Luccas Almeida):

✭ APOSTAS 2015 

MNEK
Quando Sam Smith começou a acontecer no ano passado, foi ao lado do duo de música eletrônica Disclosure em “Latch”, seguido do single com o Naughty Boy, “La La La”, e os passos do MNEK não ficam atrás. O cantor britânico mescla como ninguém música eletrônica com R&B e faz isso com o auxílio do seu vozeirão, que parece casar bem com os dois polos, num tom que consegue ser divertido, sexy e extremamente emotivo em apenas alguns versos. 



Ryn Weaver 
O sucesso relativamente repentino de Ryn Weaver é o resultado da combinação da sua sorte e talento, com o talento e influência de alguns dos seus amigos. Entre eles Benny Blanco, Cashmere Cat e Michael Angelakos (do Passion Pit), que produziram “OctaHate”, Charli XCX que ajudou a compor, e até Jessie Ware que tuitou o link da música e ajudou a fazer do que era apenas mais uma faixa eletro-pop no SoundClound, um dos hits (alternativos) de 2014. Com personalidade, voz única, composições próprias, e uma rede de contatos de dar inveja a qualquer iniciante, podemos estar falando da próxima estrela pop. 2015 dirá.



Rae Morris
Na primeira vez que escutamos e lemos sobre Rae Morris, o que nos veio a cabeça foi a surpreendemente positiva ascensão de Lorde, lá em 2013. Vinda da Terra da Rainha, Rae já teve a oportunidade de dividir palco com nomes como Tom Odell e Bombay Bycicle Club e, por mais que ainda não tenha um disco lançado, deve conquistar um espaço cada vez maior entre os fãs de nomes como a já citada Lorde, Broods e Birdy. Nossa principal referência para essa comparação é o EP lançado na metade do ano passado, “Cold”. 



Prides
Também foi em meados de 2014 que tivemos nosso primeiro contato com a banda Prides que, numa estratégia de atrair fãs de música pop para seu trabalho, passou a lançar diversas mixtapes com covers de nomes como Beyoncé, Ariana Grande, Taylor Swift, Sam Smith, entre outros. O trio de synth-pop tem como seu primeiro grande lançamento o EP “The Seeds You Sow”, mas a melhor coisa a se fazer é parar pra escutar todos os singles lançados pelos caras até aqui. Realmente é a melhor coisa a se fazer, nós garantimos.



Years & Years 
“Sentimentos, emoções e synths” é como Olly Alexander descreve a música do Years & Years. Ele, ao lado de Mikey Goldsworthy e Emre Turkmen formam o trio que é tido não como uma das promessas de 2015, mas “a” promessa de 2015. Após atrair a atenção dos blogs e um número considerável de fãs, com singles como “Desire”, “Real”, e o maior sucesso “Take Shelter”, ao longo de 2014, é nesse ano que os britânicos terão a oportunidade de justificar o hype, com o lançamento do seu primeiro álbum.



Raury 
Raury despontou em 2014 com o debut Indigo Child. A mixtape independente deixou claro que trata-se de um daqueles músicos impossíveis de serem categorizados - com recortes de hip-hop, R&B e folk, o que ele canta ainda não tem nome. Todas suas ambições artísticas estão bem exemplificadas no primeiro single, em “God’s Whisper”, guiado por guitarras atmosféricas, ele se auto-proclama o salvador, o líder de uma nova geração. Kanye West e Andre 3000 já revelaram a admiração pelo jovem. Ou seja. (...) O ano de 2015 guarda o álbum de estreia de Raury, agora sob os cuidados de uma grande gravadora e os olhares do mundo.



Fences
Na estrada desde 2008, foi no fim de 2010 que a banda Americana Fences lançou seu primeiro disco, autointitulado, mas só mais tarde que eles conseguiram chamar a atenção do grande público, quando colaboraram com a dupla Macklemore & Ryan Lewis em “Arrows”, lançada como primeiro single de seu segundo CD, “Lesser Oceans”. O disco compartilha produtores de bandas como Death Cab For Cutie e Of Monsters and Men e também é interessante citarmos que seu vocalista, Christopher Mansfield, apoia a comunidade LGBT, como conta a página da banda no Wikipédia.



Seinabo Sey
A Suécia já nos presenteou com nomes como Robyn, Icona Pop, Tove Lo e vários outros que, vira e mexe, surgem aqui no blog pelo “It Pop apresenta”, e desta vez chegou a hora de falarmos também da Seinabo Sey. Descoberta por nós durante algumas remexidas pelas playlists do Spotify, a cantora e compositora trabalha de uma forma bem próxima do MNEK, aqui mesclando pop e soul com uma vertente muito eletrônica. Atualmente contratada pela Universal Music, a moça não deve tardar a lançar seu primeiro CD, em tempo que já possui entre nós os singles “Younger” e “Hard Time”. Ambos igualmente fantásticos.



Marika Hackman

Cantora, compositora e multi-instrumentista, a inglesa Marika Hackman compõe desde os seus cinco anos (idade que o blogueiro que vos fala aprendeu a ler e escrever, hahaha!) e, nos últimos dois anos, cumpriu um histórico com quatro EPs, incluindo o produzido em parceria com Charlie Andrew, da banda alt-J, lançado em fevereiro de 2013 com o título “That Iron Taste”. Seu primeiro CD se chama “We Slept At Last” e deve ser lançado no fim de fevereiro. A título de informação, ela foi uma grande amiga da Cara DeLevingne durante seu tempo de escola.


Shamir 
No ano que passou Shamir divulgou seu primeiro EP - Northown é um punhado de dancepop acompanhando de um inesperado cover country, algo que já dava uma ideia da versatilidade e talento do jovem de Las Vegas. Mas foi o single posterior, não presente no material, que fez a gente guardar o nome dele no lado esquerdo do peito. O ritmo pulsante mais o clipe divertido nos fez ver e ouvir “On The Regular” repetidamente e ainda ficar desejando mais. Mas 2015 está aí para preencher nossa carência, é quando Shamir, recém contratado da XL Recordings (mesma gravadora de Adele e FKA twigs), lançará seu aguardado álbum de estreia.



James Bay
O cantor e compositor britânico James Bay chegou até nós com o lançamento do EP “The Dark Of The Morning”, em 2013, e no ano seguinte veio com “Let It Go” e “Hold Back The River”, preparando o terreno para a chegada do seu disco de estreia, “Chaos and the Calm”, que deve sair em março desse ano. Sua sonoridade passeia entre o indie-pop e rock alternativo.



Bebe Rexha

Bebe Rexha já fez muito em seu pouco tempo de carreira. Entre os feitos que fazemos questão de citar, está a formação do duo Black Cards com o baixista da banda Fall Out Boy, Pete Wentz, suas participações em “Yesterday” e “This Is Not A Drill”, do David Guetta e Pitbull, respectivamente, e a composição de músicas como “The Monster” (parceria lançada pelo Eminem com a Rihanna) e “Some Girls” (presente no disco “MDNA”, da Madonna). Há pouco, a americana decidiu então focar na sua carreira e, com um álbum engatilhado para este ano, já nos revelou hinos como “I Can’t Stop Drinking About You” e “I’m Gonna Show You Crazy”.


Mikky Ekko
Parceiro de Rihanna em “Stay”, Mikky Ekko bem poderia ter aproveitado o sucesso ao lado da cantora barbadiana para terminar às pressas seu disco de estreia e garantir algumas vendas com o buzz de cada dia, mas ele fez melhor e continuou correndo atrás do que queria para seu primeiro álbum, o que inclui outras grandes parcerias. De lá pra cá, Ekko lançou, sem muito alarde, singles como “Smile”, mas é neste ano que revela seu CD de estreia, qual esperamos ter uma atenção realmente grande.



MisterWives
A gente já falou sobre MisterWives aqui no blog, mas não custa reforçar: está mais que na hora deles acontecerem. A banda novaiorquina de indie-pop caminhou bastante desde nossa primeira menção por aqui e, entre tantas coisas, garantiram uma posição entre as apostas da MTV estadunidense, além de integrarem a trilha sonora da série adolescente “Finding Carter”, da mesma emissora, e abrirem shows para a banda twenty one pilots. Até o momento, seu único lançamento foi o (ótimo) EP “Reflections”.



Indiana
Dando o ar de sua graça há algum tempo entre as paradas britânicas, Lauren Henson, artisticamente chamada por Indiana, lança no próximo mês o seu disco de estreia, “No Romeo”, de onde já extraiu singles como “Solo Dancing”, que foi sua música mais bem sucedida na Terra da Rainha, e “Heart On Fire”. Dos singles lançados até aqui, Indiana pode ser facilmente comparada com nomes como Ellie Goulding, Florrie e Tove Lo, o que faz dela uma aposta propriamente pop, qual torcemos que não demore a se tornar algo propriamente grande.



✭ BÔNUS 
Wolf Alice
Esse é para os rockeiros (risos). A banda comandada por Ellie Rowsell no início era bastante folk mas hoje eles têm um rock alternativo que é só amores. Sendo comparados com The XX, os caras lançaram seu primeiro EP lá em 2010 e não nos decepcionaram desde então. Será que 2015 será o ano deles? Esperamos que sim.



Courtney Barnett
Ah, Austrália. Terra de artistas incríveis como Sia, Kylie Minogue, Iggy Azalea e, é claro, Courney Barnett. Não conhece essa maravilha? Trate de correr para o YouTube/Spotify/iTunes/rádio antigo da sua avó nesse exato momento! A garota começou a carreira musical em 2006 e está firme e forte até hoje. Lançou um EP duplo em 2013 e é seu maior sucesso até hoje. Com folk-pop que nos lembra alguns trabalhos do The XX e até La Roux, nós realmente esperamos um álbum dela para 2015 para abalar as estruturas do mundo e tudo o que há nele



Aquilo
Formado por Ben Fletcher e Tom Higham, o duo inglês de nome curioso, Aquilo, começou a fazer barulho no ano passado, quando ganhou a atenção de veículos como The Guardian e BBC, que os apresentaram justamente como nomes para ficarmos de olho. Seu mais recente trabalho foi o EP “Human”, segundo de sua carreira, que saiu em dezembro do ano passado. Sua sonoridade é algo próximo do duo norueguês Broods.  



Troye Sivan
Troye Sivan é youtuber, ator (fez James Howlett em "X-Men Origens: Wolverine") e nos presenteou com seu incrível primeiro EP, "TRXYE", no ano passado, que só nós fez apostar cada vez mais que o cara será sim um grande artista. Premiado pela revista "TIME" como o adolescente mais influente de 2014, o garoto atualmente está trabalhando em seu disco de estreia (que deve sair esse ano) e nos fazendo pirar de tanta ansiedade.



Thomston
Thomston destoa um pouco nessa lista, ele não é o tipo que lançou um single de sucesso em 2014 e teve automaticamente a atenção do mundo para si. Talvez ele esteja em um estágio anterior a esse. Com dois EPs no currículo, sendo o último, Argonaut, lançado em meados do ano passado - com produção minimalista, nostalgia e introspecção, sua música nos causou a mesma sensação de quando ouvimos o The Love Club ou o Bridges pela primeira vez. A propósito, como Lorde e Broods, o jovem de 19 anos também vem da Nova Zelândia. Em dezembro ele lançou o primeiro clipe da carreira, mas o que virá a seguir ainda é um mistério. Apenas uma coisa é certa, ele não ficará na sombra dos conterrâneos por muito mais tempo.



***
E lá vamos nós outra vez! No próximo ano, a gente confirma em quais apostas estávamos ou não certos, em tempo que também mostramos quem serão os nomes que vocês deverão ficar de olho pelos próximos 300 e poucos dias. 

Aliás, conhecia alguém da lista? Gostou MUITO de algum nome? Detestou alguém? Nos deixe saber pelos comentários. Abaixo tem uma super-playlist com todos os nomezinhos acima, sinta-se livre para dar play:

Tecnologia do Blogger.