Remix Corner #29: nossa retrospectiva traz os 15 melhores remixes de 2014!

Os anos se passam, hits vem e outros vão, mas o que nunca muda são os incríveis remixes pipocando a cada dia na nossa frente! Foi pensando nisso que o Remix Corner abre, oficialmente, seu último post do ano, com uma retrospectiva do melhor que passou por aqui neste ano. Aliás, que ano pra nós! Sim, foi em 2014 que demos vida a esta simples, mas tão significativa coluna de remixes.

Com muita disposição pra fazer posts semanais em pouquíssimo tempo disponível (suamos pra fazer isso todo fim de semana, tá?!), o Remix Corner engatinhou até tomar forma e ser esse sucesso maravilhoso graças a todos vocês, que param alguns minutinhos do seu dia para ler a matéria e se divertir conosco. Tudo feito com um carinho imenso, na certeza de que as visualizações crescentes e os comentários positivos são um retorno de tudo que nos propomos a fazer no It Pop todos os dias: informação e diversão com muito bom humor. Obrigado, gente! E antes que escorra uma lágrima aqui no cantinho de olho, vamos badalar com vontade dando adeus ao maravilhoso ano de 2014 com uma seleção dos 15 melhores remixes que passaram por aqui durante o ano. Então, solta o som DJ!

15) Sia - Chandelier (Night Cruise Remix)

Sabe qual foi a primeira coisa que pensamos quando escutamos “Chandelier”, da Sia? What a smash essa música seria em um remix tiro, porrada e bomba, que flertasse com uma vertente urban nunca experimentada pela australiana e coubesse facilmente naquela balada mais próxima de casa. Obviamente, a baladinha de Furler não precisou disso pra se consagrar um sucesso, mas a gente correu atrás da nossa vontade, só pelo prazer de ouvi-la desta forma mesmo.


14) Nicole Scherzinger - On the Rocks (Wideboys Remix)

Que morte horrível! Foi assim pelo menos que muitos se sentiram quando ouviram pela primeira vez o que Nicole Scherzinger tinha reservado pro seu novo "Big Fat Lie". Mas aí foi numa dessa maravilhosidades da vida que surgiu o remix do Wideboys pra limpar a barra da amiga com a mixagem incrível do single "On the Rocks". Tá perdoadíssima.


13) Clean Bandit & Jess Glynne - Rather Be (The Magician Remix)

Hino não merece menos que uma roupagem eletrônica digna pra tocar em qualquer balada, certo?! E foi pensando nisso que surgiu o remix do The Magician pro hit "Rather Be". Em meio a batidas cruas envolvidas por sintetizadores que não tratam de descaracterizar a faixa, tudo fica bem mais gostoso de se ouvir e sair balançando as pelancas pelos quatro cantos do mundo. Vem, gente!


12) MAGIC! - Rude (Zedd Remix)

Segura essa, Brasil! O pop/reggae do MAGIC! grudou nos nossos ouvidos durante boa parte do ano, fazendo com que a música alcançasse o status de um dos maiores hits de 2014. Pois eis que num belo dia, nosso barbudinho lindo chamado Zedd foi convidado pra dar vida ao remix oficial da canção, nos proporcionando mais um daqueles remixes que não te fazem ficar parado um segundo sequer.


11) Fifth Harmony - BO$$ (Jad D. vs Kat Krazy Remix)

As meninas do Fifth Harmony atualizaram seus status para mulheres em “Bo$$”, primeiro single oficial do CD “Reflection”, que se Deus quiser sai em 2015, e esse smashoncé perdeu as percussões pra ganhar as pistas de vez neste remix do Kat Krazy com o Jad D. Michelle Obama perderia sua posição de primeira dama se fosse flagrada dançando essa delí$$ia.


10) Michael Jackson - Slave to the Rhythm (Audien Remix)

Ele já tá mortinho (infelizmente), mas a música continua mais viva do que nunca! Usando e abusando de batidas estilizadas, o espetacular DJ Audien nos fez escravos do ritmo empregado no single "Slave to the Rhythm", extraído do segundo álbum póstumo do eterno rei Michael Jackson. Insanidade total pra ser curtida sem moderação alguma!


9) Iggy Azalea & Charli XCX - Fancy (Dabin & Apashe Remix)

I-G-G-Y e X-C-X pararam o mundo com sua colaboração em “Fancy”, do CD “The New Classic”, mas remixes são sempre bem-vindos quando não se é Lana Del Rey e, no caso das duas, isso não foi diferente. Dabin & Apashe levaram toda a extravagância de Azalea e Charli para uma proposta bem mais EDM e, gente, o que é essa ponte? Enfia que cabe!


8) Beyoncé - Drunk in Love (Diplo Remix)

Mas o que é isso, minha gente?! Algum ser divino resolveu juntar o rei Diplo à rainha Beyoncé para recriar outro grande hit de 2014: a maliciosa "Drunk in Love". Cheia de nuances que deixam a faixa ainda mais sensual, a nova roupagem é uma surra de bunda do primeiro até o último segundinho tocado. Tá bom pra vocês esse poder todo, amores?


7) Foxes - Holding onto Heaven (The Chainsmokers Remix)

Uma novata que veio com tudo em 2014 foi a britânica fofurinha Foxes. Dona do forninho que não conseguimos suportar intitulado "Glorious", rendeu ótimos singles pros nossos ouvidos, dentre os quais destaca-se a maravilhosa "Holding onto Heaven". Foi aí que entrou o trabalho sempre pontual do The Chainsmokers, revivendo elementos da pura electro house e alinhando-os aos violinos já presentes na versão original, fazendo algo que até os deuses até duvidam de tão bom. Banger!


6) Pharrell Williams - Happy (NEUS Remix)

O Pharrell Williams é um dos maiores gênios do pop atual (só nos resta aceitar, RS) e abrindo os trabalhos do seu “G I R L”, o hitmaker e seu chapéu vieram nos trazer muuuuita felicidade com “Happy”, também presente na trilha sonora de “Meu Malvado Favorito 2”. O problema é que, fazendo tanto sucesso, a música alcançou um nível em que já não aguentamos ouvi-la sem desejar matar alguém e, espera, isso não é nem um pouco associável a felicidade, certo? É por isso que aqui temos um remix. Ninguém morre. Todos ficam felizes.


5) Katy Perry & Juicy J - Dark Horse (Elephante Remix)

Quando a vida nos dá um cavalo, nós damos uma cavalgada. Katy Perry deve ter surpreendido até a si mesma com o sucesso de “Dark Horse”, terceiro single do brilhante (falando no sentido de cor x iluminação mesmo, não se anime) “Prism”, mas aqui no Corner ele sai do meio urban conceitual hip-hop que apropria a cultura alheia para algo mais próximo do que os fãs tanto pediram para ser single: farofa. Os synths contagiantes da canção continuam marcando presença, mas todo o resto foi passear por outro hipódromo, porque uma vez farofada, there’s no going back.


4) Charli XCX - Boom Clap (Aeroplane Remix)

“Boom Clap” catapultou a até então cantora indie Charli XCX para o mainstream com a proposta açucaradamente azeda do seu novo disco, “Sucker”, e quanto a isso podemos facilmente culpar as estrelas, mas quando o assunto é este remix para o smash hit da britânica, a culpa é do Aeroplane. Tá tudo no céu mesmo. A proposta continua propriamente pop, mas agora beirando algo que pertence à décadas passadas e não temos como não gostar. Madonna adoraria.


3) Sam Smith - Stay With Me (Throttle Remix)

A gente fica com você, Sam! A grande revelação masculina do ano ficou por conta de um cara dono de uma voz inconfundível. Embalado pelo hit "Stay With Me", Sam Smith tirou suspiros de moçoilas e rapagões ao entoar os versos meigos da balada romântica que, com a ajuda do DJ Throttle, recebeu uma roupagem totalmente incrível que transforma a faixa numa verdadeira surra de bunda. Deliciosa!


2) Ed Sheeran - Don't (Don Diablo Remix)

Não tá permitido foder com o amor do Ed Sheeran, mas há outras coisas para se fazer ao som do britânico, principalmente se a música for “Don’t”, segundo single do ruivo com um dos discos mais aclamados desse ano, “x”. Supostamente escrita para Ellie Goulding, “Don’t” é um flerte com a música urbana e lirismo ácido, sincero ao estilo Taylor Swift, mas aqui a última coisa que conseguimos prestar atenção é sua letra. Tem batida demais, nos perdemos. Vamos tentar outra vez.


1) Ariana Grande & The Weeknd - Love Me Harder (Country Club Martini Crew Remix)

Ariana Grande foi o nome de 2014 e, encerrando o ano em grande estilo, se uniu ao The Weeknd na deliciosa “Love Me Harder”. A gente, obviamente, lá fomos amar mais a garota, entretanto, precisaríamos de alternativas caso quiséssemos bater cabelo ao som da canção, então nosso problema foi resolvido pelo coletivo (nacional!) Country Club Martini Crew. Que ressurreição maravilhosa!


É assim que encerramos o último Remix Corner do ano, recheado de hits e remixes inacreditáveis de tão bons. Sabemos que algumas vezes não conseguimos agradar a todos (e coitado de quem reclamar!), mas estamos buscando sempre trazer o que de melhor chega aos nossos ouvidos, por isso, a sugestão de vocês é ponto principal pra que continuemos em alto nível. No mais, agradecemos a preferência e nos desculpamos por qualquer coisa... esse é o nosso jeitinho! Desejamos um 2015 dificílimo pras inimigas e muito badalo pra vocês que visitam nossa coluna cremosa. Até ano que vem com mais Remix Corner! o/
Tecnologia do Blogger.